Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Por melhores salários…

Por melhores salários…

20/05/2015 Anderson Coutinho

“Não peça um aumento de salário. Peça mais oportunidades”.

Essa famosa recomendação vem sendo amplamente utilizada por profissionais de todos os níveis, mas, outros fatores são fundamentais para que o profissional possa ter seu pedido atendido.

Em minha opinião, são seis as dicas de como ser bem sucedido na busca por uma melhor remuneração, como: faça mais do que lhe é pedido. Se você tem uma lista de responsabilidades, vá além. Não se limite a fazer o que lhe é solicitado nesta lista, pois, por isso você já recebe seu salário. Deseja mais, faça mais! Além do destaque natural entre o grupo, você passa a construir uma imagem sólida. Mas não pode ser algo externo, que soe como peso ou obrigação.

Se você realmente não estiver disposto a fazer mais, não se iluda. O esforço espontâneo é bem mais proveitoso do que aquele forçado. A segunda dica é identificar o foco de sua área de atuação e trabalhar por ele. O que importa é o resultado de suas ações para a área onde você atua, por exemplo: a de desenvolvimento valoriza inovação; a financeira, oportunidades de redução de custos; o comercial foca nas vendas; já a de produção valoriza aumento na produtividade. Não adianta muito você ‘matar-se’ de trabalhar em determinada área se a consequência de seu trabalho não for resultado.

Quem trabalha muito e não gera o resultado valorizado pela área em que atua, na verdade dá indícios de que está sendo prolixo e gastando o tempo e o dinheiro da organização com um colaborador que não faz diferença no final. Fique atento para nunca usar argumentos pessoais para pedir um aumento, como: estou endividado e preciso acertar minhas contas ou preciso pagar uma faculdade e, por isso, preciso de um aumento. Apesar de serem motivos justos, não são bem vistos em uma empresa, que nada tem a ver com seus problemas pessoais.

Cuidado com o efeito negativo desse tipo de abordagem, pois, quem não consegue administrar a vida financeira com os recursos que tem, demonstra que pode também não administrar as questões da empresa que estão sob sua responsabilidade. O argumento infalível em um pedido de aumento é seu resultado pessoal. Seja realista e não peça aumentos estratosféricos. A empresa não lhe concederá um aumento de 50%, pois, isso abre brechas para que todos os outros colaboradores que executam a mesma função que você e/ou que tenham o mesmo nível de conhecimento também tenham o direito do mesmo benefício.

Peça um aumento de 5% a 30%, sempre sendo coerente com o contexto de seu cargo. Mais do que isso é trabalhar pelo não! Não se acomode, estude sempre. Profissionais com uma pós-graduação, por exemplo, recebem em média 30% mais do que quem tem apenas um curso superior. Conhecimento, além de ser um bem que ninguém poderá lhe tirar, amplia significativamente o bom posicionamento da sua imagem dentro da organização. Lembre-se, porém que o estudar deve ser coeso com sua área.

Se você atua em vendas, não espere ser valorizado ao fazer uma pós-graduação de Recursos Humanos. Crie consistência, ampliando seus conhecimentos dentro do setor que você já atua. Busque ser o melhor no que você faz. Crie diferenciais para tornar-se indispensável. Apesar de ser uma tarefa quase impossível, pois, ninguém é insubstituível, à medida que você é visto na organização como o melhor naquilo que você faz cria referenciais positivos que abrem mais portas e levam a promoções, bonificações e aumentos. Saiba reconhecer o momento.

Pedir um aumento naquela hora em que a empresa tem baixos resultados, está passando por cortes e efetivas dificuldades financeiras é um sinal claro de que você não tem a sensibilidade necessária para perceber que o mundo não gira ao seu redor. Para as empresas, aumento de salário significa crescimento do profissional. Na maré alta, as chances de ser bem sucedido são maiores, principalmente, se você foi um dos responsáveis pela subida.

Note assim, que não existem milagres. Aumento de salário deve ser merecido, fruto do esforço pessoal bem direcionado à defesa dos interesses da empresa e do setor em que você trabalha. Por isso, faça seu melhor e concentre-se em criar a consistência de sua imagem, e que ela seja factual, pois, a consequência natural será um pedido de aumento bem sucedido ou, quem sabe, uma bela promoção!

*Anderson Coutinho é Consultor de planejamento estratégico da CH&TCR.



O fim da ‘saidinha’, um avanço

O Senado Federal, finalmente, aprovou o projeto que acaba com a ‘saidinha’ (ou ‘saidão’) que vem colocando nas ruas milhares de detentos, em todo o país, durante os cinco principais feriados do ano.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


O Brasil e a quarta chance de deixar a população mais rica

O Brasil é perseguido por uma sina de jogar fora as oportunidades. Sempre ouvimos falar que o Brasil é o país do futuro. Um futuro que nunca alcançamos. Vamos relembrar as chances perdidas.

Autor: J.A. Puppio


Dia Bissexto

A cada quatro anos, a humanidade recebe um presente – um presente especial que não pode ser forjado, comprado, fabricado ou devolvido – o presente do tempo.

Autor: Júlia Roscoe


O casamento e a política relacional

Uma amiga querida vem relatando nas mesas de boteco a saga de seu filho, que vem tendo anos de relação estável com uma moça, um pouco mais velha, que tem uma espécie de agenda relacional bastante diferente do rapaz.

Autor: Marco Antonio Spinelli


O que esperar do mercado imobiliálio em 2024

Após uma forte queda em 2022, o mercado imobiliário brasileiro vem se recuperando e o ano de 2023 mostrou este avanço de forma consistente.

Autor: Claudia Frazão


Brasileiros unidos por um sentimento: a descrença nacional

Um sentimento – que já perdura algum tempo, a propósito - toma conta de muitos brasileiros: a descrença com o seu próprio país.

Autor: Samuel Hanan


Procurando o infinito

Vocês conhecem a história do dragãozinho que procurava sem parar o infinito? Não? Então vou te contar. Era uma vez….

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


A reforma tributária é mesmo Robin Hood?

O texto da reforma tributária aprovado no Congresso Nacional no fim de dezembro encerrou uma novela iniciada há mais de 40 anos.

Autor: Igor Montalvão


Administrar as cheias, obrigação de Governo

A revolução climática que vemos enfrentando é assustadora e mundial. Incêndios de grandes proporções, secas devastadoras, tempestades não vistas durante décadas e uma série de desarranjos que fazem a população sofrer.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Escravidão Voluntária

Nossa única revolução possível é a da Consciência. Comer com consciência. Respirar com consciência. Consumir com consciência.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Viver desequilibrado

Na Criação, somos todos peregrinos com a oportunidade de evoluir. Os homens criaram o dinheiro e a civilização do dinheiro, sem ele nada se faz.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Mar Vermelho: o cenário atual do frete marítimo e seus reflexos globais

Como bem sabemos, a crise bélica no Mar Vermelho trouxe consigo uma onda de mudanças significativas no mercado de frete marítimo nesse início de 2024.

Autor: Larry Carvalho