Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Por que e como incentivar a comunicação entre franqueados?

Por que e como incentivar a comunicação entre franqueados?

22/01/2015 Germano Leardi Neto

A comunicação é um ponto fundamental em franquias: os franqueados atuam como sócios do franqueador, ou seja, eles têm responsabilidades e precisam dar as suas opiniões sobre o dia a dia do negócio.

Ocorre que esse tipo de troca nem sempre acontece. Os franqueados e franqueadores ganham muito se compartilharem as suas experiências entre si. Estabelecer um sistema de comunicação pensado nessa troca, portanto, é fundamental para que esse diálogo ocorra.

Com uma comunicação ativa e imediata, fica muito mais fácil criar estratégias de atuação e novas ações para a marca. Mudar planos que não estão dando certo também fica mais fácil. Além disso, qualquer problema operacional pode ser rapidamente solucionado com a troca de mensagens. Agora, se já não é fácil promover uma comunicação interna eficiente dentro de uma empresa, imagina incentivar a troca de mensagens entre diversas unidades?

De fato, trata-se de um desafio que requer muita organização do franqueador e profissionais que sejam responsáveis por essa função. Conheça alguns caminhos que podem incentivar a comunicação interna dos franqueados:

Criação de um blog - Que tal concentrar importantes informações sobre o nicho de mercado da marca em um único lugar? Cada vez mais as empresas estão apostando e investindo na criação de um blog. Comece publicando as tendências do setor e abrindo um espaço para comentários, onde os franqueados compartilham suas experiências. Vale lembrar que o blog só faz diferença quando atualizado constantemente.

Lista de e-mail - Para assuntos internos, como movimentação do caixa e estratégias de negócio, o e-mail é o seu maior aliado. Pode ser uma solução simples, como a criação de uma lista de contato de todas as unidades. Assim, a comunicação fica mais organizada e direta.

Promover encontros pessoais - Os instrumentos virtuais de comunicação são ótimos, mas nada melhor do que um diálogo olho no olho. Claro, é impossível fazer encontros presenciais todo mês, ainda mais para franquias com atuação regional ou nacional.

Aproveite, então, a realização de encontros pessoais para isso. Dependendo da demanda dos franqueados, esses encontros podem ser esporádicos ou anuais. Colocando em prática essas atividades, a ideia é que todos saiam ganhando. Afinal de contas, os envolvidos precisam estar em sintonia para alcançar os seus objetivos: enquanto os franqueados querem obter sucesso na sua unidade, os franqueadores pretendem expandir ainda mais sua marca.

*Germano Leardi Neto é diretor de relações institucionais da franqueadora imobiliária Paulo Roberto Leardi.



Insetos na dieta

Aproximadamente dois bilhões de pessoas em 130 países já comem insetos regularmente.


Habilidades socioemocionais podem ser aprendidas

Desde o início da infância, as pessoas aprendem um conjunto de comportamentos que são utilizados nas diferentes interações sociais.


Entenda porque amor é diferente de paixão

Você sabe diferenciar o amor da paixão?


A finalidade e controle das ONGs

O mais adequado não é combatê-las, mas manter sob controle as suas ações como forma de evitar desvio de finalidade, corrupção e outras distorções.


A reforma da máquina pública

A aprovação da reforma da Previdência, pela Câmara dos Deputados, é um avanço do governo.


Os desafios da maternidade e do mercado de trabalho

Ter filhos não é fator de impedimento para uma mulher trabalhar.


Todos querem ser ricos…

Mais vale pobreza, com paz e consciência limpa, que riqueza, sem sossego, alma escurecida, e pesados de remorsos.


A importância de empoderar nossas meninas

Fatores culturais de valorização do masculino, enraizados desde sempre na nossa sociedade, afetam a autoestima e a confiança feminina.


Advogados e Cursos jurídicos

Onze de Agosto é o Dia da Fundação dos Cursos de Direito e é também o Dia do Advogado.


Empresas e paternidade: uma mudança a ser nutrida

Daqui a cinco ou dez anos, nem você nem ninguém se lembrará com precisão da tarefa que está fazendo no trabalho neste minuto.


Ética de advogados e juízes

A advocacia e a magistratura têm códigos de ética diferentes.


Quem se beneficia da coisa pública é corrupto

Coisa pública não pode ser confundida com coisa privada.