Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Procedimento de segurança

Procedimento de segurança

08/10/2019 Cleia Farinhas

“Havendo despressurização…”, anuncia a comissária, em tom calmo, aos ouvidos dos senhores passageiros daquele voo atrasado, sob a umidade e a monocromia do céu de quase inverno.

Enquanto alguns estavam com as mãos suadas de ansiedade, outros ignoravam a instrução gentil, porém necessária – viajantes distraídos com o pensamento voltado para reuniões de negócios ou embalados na saudade de casa –, simplesmente negando a preocupação com qualquer infortúnio no ar. Alheia às reações, a voz continua: “… máscaras cairão automaticamente à sua frente. Puxe uma das máscaras…”

Ainda há três horas pela frente e já procuro desenhos nas nuvens. Veio-me à mente parte daquela mensagem que passaria mais uma vez despercebida na rotina, se não fosse a curiosa frase, quase despretensiosa: “… caso haja uma criança ao seu lado, coloque a máscara primeiro em si, depois na criança”…

Alto lá! O que nos ensinaram sobre emergências? Por ímpeto ou por instinto, “mulheres e crianças primeiro”, mas a moça de sorriso e franja impecáveis orientava o contrário: “primeiro em si”… Já adulta, pus-me a pensar sobre as inúmeras situações com relação aos relacionamentos familiares ou profissionais.

Na intenção de cuidar, orientar, adiantar e prevenir, acabei julgando, precipitando, punindo, matando a descoberta! Maldita contradição!

Professores e pais – orientadores em geral – deveriam pensar mais na função do pronome reflexivo “se” antes de exercer seu pretenso poder de sair consertando o mundo.

Olhar-se com atenção e analisar as próprias intenções, pensamentos e atitudes é um exercício saudável, que, se praticado com empenho e disciplina, desenvolve os músculos da coerência e aumenta o tônus do discurso.

Isso se traduz, na prática, em um exemplo para o educando. Se assim agissem com frequência, aqueles sujeitos – reflexivos, resilientes e flexíveis – constituiriam ambientes organizados em pressupostos de democracia, abertura, consciência, sentimento de si, responsabilidade, autonomia e capacidade de partilha: o ideal inteligente e democrático de todos os que trabalham com educação.

Nesse caso, como afirma Isabel Alarcão, não só a escola, mas também outras instituições seriam reflexivas, inteligentes, flexíveis e resilientes em sua essência.

Na mesma medida seriam extensões das pessoas e se apresentariam como o oposto das organizações burocráticas nas quais predominam a rigidez, a lentidão nas respostas e a falta de abertura, de confiança e de partilha nos processos e estratégias de decisão, bem como nos resultados, sejam eles favoráveis ou desfavoráveis.

A voz soou de novo, desta vez para anunciar uma mensagem mais reconfortante: em breve, estaríamos em solo. A monotonia daquele voo, como tantos acontecimentos na vida, inesperadamente traduziu-se numa oportunidade grandiosa de aprender.

Aquela frase tão simples, mas intrigante – “primeiro em si” – terá ênfase especial e trará constantemente à lembrança o exercício de uma postura reflexiva, de uma atuação resiliente como força que nos conduz ao equilíbrio, do olhar para dentro para sondar o próprio coração – procedimentos bem seguros para quem embarca num voo lotado e turbulento, na intenção de educar-se para educar.

* Cleia Farinhas é gerente pedagógica do Sistema Positivo de Ensino.

Fonte: Central Press



O Renascimento

Hoje completa 2 anos que venci uma cirurgia complexa e perigosa que me devolveu a vida quase plena. Este depoimento são lembranças que gostaria que ficasse registrado em agradecimento a Deus, a minha família e a vários amigos que ficaram ao meu lado.

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


Argentina e Venezuela são alertas para países que ainda são ricos hoje

No meu novo livro How Nations Escape Poverty, mostro como as nações escapam da pobreza, mas também tenho alguns comentários sobre como países que antes eram muito ricos se tornaram pobres.

Autor: Rainer Zitelmann


Como a integração entre indústria e universidade pode trazer benefícios

A parceria entre instituições de ensino e a indústria na área de pesquisa científica é uma prática consolidada no mercado que já rendeu diversas inovações em áreas como TI e farmacêutica.

Autor: Thiago Turcato


Marcas de um passado ainda presente

Há quem diga que a infância é esquecida, que nada daquele nosso passado importa. Será mesmo?

Autor: Paula Toyneti Benalia


Quais são os problemas que o perfeccionismo causa?

No mundo complexo e exigente em que vivemos, é fácil se deparar com um padrão implacável de perfeição.

Autor: Thereza Cristina Moraes


De quem é a América?

Meu filho tinha oito anos de idade quando veio me perguntar: “papai, por que os americanos dizem que só eles vivem na América?”.

Autor: Leonardo de Moraes


Como lidar com a dura realidade

Se olharmos para os acontecimentos apresentados nos telejornais veremos imagens de ações terríveis praticadas por pessoas que jamais se poderia imaginar que fossem capazes de decair tanto.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


O aumento da corrupção no país: Brasil, que país é este?

Recentemente, a revista The Economist, talvez a mais importante publicação sobre a economia do mundo, mostrou, um retrato vergonhoso para o Brasil no que diz respeito ao aumento da corrupção no país, avaliação feita pela Transparência Internacional, que mede a corrupção em todos os países do mundo.

Autor: Ives Gandra da Silva Martins


O voto jovem nas eleições de 2024

O voto para menores de 18 anos é opcional no Brasil e um direito de todos os adolescentes com 17 ou 16 anos completos na data da eleição.

Autor: Wilson Pedroso


Um novo e desafiador ano

Janeiro passou. Agora, conseguimos ter uma ideia melhor do que 2024 reserva para o setor de telecomunicações, um dos pilares mais dinâmicos e relevante da economia.

Autor: Rafael Siqueira


Desafios da proteção de dados e a fraude na saúde

Segundo o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) R$ 34 bilhões dos gastos das operadoras médico-hospitalares com contas e exames, em 2022, foram consumidos indevidamente por fraudes, como, por exemplo, reembolso sem desembolso, além de desperdícios com procedimentos desnecessários no país.

Autor: Claudia Machado


Os avanços tecnológicos e as perspectivas para profissionais da área tributária

Não é de hoje que a transformação digital vem impactando diversas profissões.

Autor: Fernando Silvestre