Portal O Debate
Grupo WhatsApp

PT aposta no racionamento de água em São Paulo

PT aposta no racionamento de água em São Paulo

22/10/2014 Julio César Cardoso

Que tamanha estultice dizer: “Em São Paulo, a situação se complicou para o PSDB. As pessoas estão sem água e isso reflete na campanha” – Senador Humberto Costa (PT-PE). Somente uma inteligência menor é capaz de tal manifestação.

A política rasteira e imoral praticada pelo PT de desconstituir e desmoralizar os seus adversários é uma arma fascista que os petistas usam sempre quando estão encurralados. Encurralados sim e sem terem argumentos plausíveis para justificar o descalabro na Petrobras, administrada de forma corrupta com o aval do governo Dilma/Lula.

A corrupção na Petrobras é muito maior do que o rumoroso caso do mensalão, que culminou com a condenação e prisão de salafrários petistas corruptos. Ora, o caso da Petrobras não poderia ficar ausente de nenhuma campanha política pelo grau de irresponsabilidade da gestão governamental petista, e por isso o governo resolveu partir para o confronto eleitoral para impedir que a matéria fosse abordada. Primeiro, tentando desmoralizar a candidata Marina Silva, quando a comparou, irracionalmente, a Jânio Quadros e Fernando Collor, como “salvadora da Pátria”.

E segundo, usando a mesma tática fascista de difamação, tenta também denegrir a imagem do candidato Aécio Neves, ao fazer irrogações, sem provas, de sua administração no governo de Minas Gerais, de onde ele saiu com 92% de aprovação. A que ponto chega a lucubração mórbida do senador Humberto Costa ao afirmar que o racionamento de água que ocorre em São Paulo é fator decisivo para a queda de Aécio nas pesquisas. Então, um fator climático é de responsabilidade de alguém?

Quão insensata, parva e capciosa é a sua personalidade ao fazer política ordinária de chantagem eleitoral. Senador, não seja ridículo. Não julgue mal os eleitores paulistas, que sabiamente reelegeram em 1º turno Geraldo Alckmin de forma arrasadora contra o petista Alexandre Padilha.

Não confunda a reeleição vitoriosa de Geraldo Alckmin com a maneira não republicana empregada pelo PT para destruir os seus adversários, como maldosamente fizeram com Marina Silva. É atribuída a Lênin a seguinte verdade: ”Onde termina a política começa a trapaça”. E de trapaceiro político o Brasil está cheio. Por isso, cabe ao povo brasileiro decidir se quer continuar com a atual política trapaceira do governo petista ou direcionar o país sem corrupção, elegendo Aécio Neves.

*Júlio César Cardoso é Bacharel em Direito e servidor federal aposentado.



Proliferação de municípios, caminho tortuoso

Este é um ano de eleições municipais no Brasil. Serão eleitos 5.570 prefeitos, igual número de vice-prefeitos e milhares de vereadores.

Autor: Samuel Hanan


“Vaquinha virtual” nas eleições de 2024

A campanha para as eleições municipais de 2024 ainda não foi iniciada de fato, mas o financiamento coletivo já está autorizado.

Autor: Wilson Pedroso


Cotas na residência médica: igualdade x equidade

Um grande amigo médico, respeitado, professor, preceptor de Residentes Médicos (com letras maiúsculas), indignado com uma reportagem publicada, em periódico do jornal Estado de São Paulo, no dia 05 do corrente mês, enviou-me uma cópia, requestando que, após a leitura, tecesse os comentários opinativos.

Autor: Bady Curi Neto


O impacto das enchentes no RS para a balança comercial brasileira

Nas últimas semanas, o Brasil tem acompanhado com apreensão os estragos causados pelas enchentes no Rio Grande do Sul.

Autor: André Barros


A força do voluntariado nas eleições

As eleições de 2022 contaram com mais de 1,8 milhão de mesários e mesárias, que trabalharam nos municípios de todo o país. Desse total, 893 mil foram voluntários.

Autor: Wilson Pedroso


A força da colaboração municipal

Quando voltamos nossos olhares para os municípios brasileiros espalhados pelo país, notamos que as paisagens e as culturas são diversas, assim como as capacidades e a forma de funcionamento das redes de ensino, especialmente aquelas de pequeno e médio porte.

Autor: Maíra Weber


As transformações universais que afetam a paz

Recentemente a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP) aprovou projeto proposto pelo governo estadual paulista para a criação de escola cívico-militar.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Por um governo a favor do Brasil

A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos estados, dos municípios e do Distrito Federal, constitui-se em estado democrático de direito e tem como fundamentos a soberania, a cidadania, a dignidade da pessoa humana, os valores sociais do trabalho, da livre iniciativa e do pluralismo político.

Autor: Samuel Hanan


Coração de Stalker

Stalking vem do Inglês e significa Perseguição. Uma perseguição obsessiva, implacável, com envolvimento amoroso e uma tentativa perversa de controle.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Na crise, informação

“Na gestão da crise, é muito importante a informação.” Com esta sentença afirmativa, o governador do Rio Grande do Sul abriu sua participação no Roda Viva, da TV Cultura.

Autor: Glenda Cury


Hiperconectividade: desafio ou poder da geração Alpha?

Qual adulto diante de um enigma tecnológico não recorreu ao jovem mais próximo? Afinal, “eles já nasceram com o celular!”.

Autor: Jacqueline Vargas


Governar não é negar direitos para distribuir favores

Ao se referir a governos, o economista e escritor norte-americano Harry Browne (1917/1986) disse que o governo é bom em uma coisa.

Autor: Samuel Hanan