Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Qual o impacto da internet nas vendas?

Qual o impacto da internet nas vendas?

12/09/2012 Enio Klein

A simbiose entre comunicação e informação permitiu a maior revolução das últimas décadas: a internet. Ela impactou todos os aspectos de nossa vida pessoal e profissional de uma forma impossível de calcular.

Com a área de vendas não poderia ser diferente: hoje, o vendedor atualiza suas informações, encaminha providências e faz reuniões onde quer que esteja. Com o apoio de notebooks, smartphones e tablets, o uso da internet quebrou todas as barreiras.

Hoje, estando conectado, o vendedor tem acesso a todos os arquivos, processos e às pessoas necessárias para manter o esforço de vendas no caminho certo. É praticamente regra hoje encontrar acesso à internet em hotéis e saguões de aeroportos através de conexões sem fio (wireless). Isso sem contar a banda larga sem fio oferecida pelas operadoras de telefonia celular, que tornou a internet “portátil” e acessível à maioria das pessoas.

Além disso, a internet provocou uma importante mudança no papel dos vendedores. Cada vez mais, estes profissionais se tornam “consultores” dos produtos e serviços que vendem. O desafio das empresas é trabalhar no modelo de remuneração dos vendedores à luz deste novo posicionamento. E se, por um lado, a internet fornece à área de vendas um imenso ferramental para conhecer o comportamento de seu mercado, por outro, permite a disseminação do conhecimento sobre produtos e serviços, passando ao potencial cliente o entendimento prévio e conhecimento da concorrência.

Este conhecimento dá ao consumidor ou cliente o poder de trocar experiências com outras pessoas e fazer as escolhas que bem entender. Esse cenário traz às áreas de vendas o desafio da excelência, já que com o mundo virtual, o cliente está mais exigente e as empresas estão bem mais vulneráveis. No caso das ferramentas de gestão de clientes, como o CRM, o impacto da internet também foi grande.

Estes sistemas, que evoluíram a partir da sofisticação dos recursos tecnológicos, estão novamente dando um salto qualitativo. “Rastros” deixados pelos clientes em sua navegação, assim como a participação em redes sociais , blogs e fóruns, informam, de maneira direta, gostos, comportamentos e anseios que passam a ser aproveitados pelas empresas, através das novas funcionalidades que estas ferramentas passam a disponibilizar.

O cenário para o desenvolvimento destes sistemas mudou e, atualmente, eles passam a estar completamente integrados ao ambiente da internet. Existem ferramentas livres para monitorar redes sociais, construir lojas na internet, entre outras.

Opções como o “software livre” ou até mesmo os preços mais atrativos fazem com que se caia na tentação de se tomar a parte pelo todo e, dependendo da situação, o tiro sai pela culatra se a solução que a empresa busca não é tão específica ou pontual.

Resumindo, é fato que o mundo virtual mudou a relação cliente/empresa: transformou o ponto de vista do cliente, tornando-o cada vez mais crítico e exigente, e, consequentemente, obrigou às empresas a inovarem constantemente, proporcionando evolução não só nos produtos, mas principalmente na maneira de atender e se relacionar com este cliente.

Enio Klein, gerente geral nas operações de vendas da SalesWays no Brasil e professor nas disciplinas de Vendas e Marketing da Business School São Paulo.



A primeira romaria do ano em Portugal

A 10 de Janeiro – ou domingo mais próximo dessa data, dia do falecimento de S. Gonçalo, realiza-se festa rija em Vila Nova de Gaia.


Medicina Preventiva x Medicina Curativa

A medicina curativa domina o setor de saúde e farmacêutico. Mas existe outro tipo de cuidado em crescimento, chamado de Medicina Personalizada.


A importância da inovação em programas de treinamento e desenvolvimento

O desenvolvimento de pessoas em um ambiente corporativo é um grande desafio para gestores de recursos humanos, principalmente para os que buscam o melhor aproveitamento das habilidades de um time através do autoconhecimento.


Por que o 13º salário gera “confiança” nos brasileiros?

O fim do ano está chegando, mas antes de pensar no Natal as pessoas já estão de olho no 13º salário.


O gênero “neutro” ou a “neutralização” de gênero

Tenho visto algumas matérias sobre a “neutralização” do gênero na língua portuguesa, no Brasil, algumas contra e algumas a favor. Digo no Brasil, porque em Portugal não vejo isto.


O poder da gentileza

O mês de novembro traz uma comemoração muito especial e essencial para estes tempos pandêmicos e de tanta polarização política: o Dia da Gentileza.


Branco no preto

As pessoas pretas no Brasil vivem pior do que as pessoas brancas, independentemente de qualquer situação.


Politicamente Correto, Liberdade de Expressão e Dignidade Humana

Estamos vivenciando, há tempos, a dicotomia de opiniões, a divisão clássica na qual a forma de expressar, de pensar, contém apenas lados antagônicos, separados que não podem convergir ou, ao menos, serem respeitados.


Prévia tucana, um tiro no escuro

Diferente das eleições primárias norte-americanas, onde os partidos Democrata e Republicano escolhem seus candidatos e definem a plataforma eleitoral, a prévia que o PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) realizará neste domingo (21/11) está cercada de interrogações.


A imagem do Senhor Jesus de Santa Marinha de Vila Nova de Gaia

Nesta época pandémica, que parece não deixar de nos dizimar – dizem: por causa de novas variantes e à facilidade de movimentação, – é oportuno recordar como o povo de Deus se libertou de funestas calamidades, recorrendo à oração e à penitência.


Algoritmos e automação: a combinação certa para potencializar a vida na era digital

Há quinze anos, quem poderia imaginar que seria possível trabalhar, fazer compras, ter planos personalizados para treinos da academia e conseguir organizar investimentos em bolsas globais sem sair de casa?


Transformação digital: os desafios de um novo modelo

Com a chegada da Quarta Revolução Industrial, organizações dos mais diferentes portes e setores estão encarando obstáculos de toda ordem para lidar com as novas demandas do consumidor.