Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Reduza, Reutilize, Recicle

Reduza, Reutilize, Recicle

15/12/2015 Leonardo Barci

Na prática muito se tem falado, mas ainda pouco se tem feito.

Às vezes tenho a impressão de que estamos todos a bordo do Titanic, na cena do filme de James Cameron que retratou o naufrágio do navio, onde os músicos tocam até os momentos finais como se nada de especial estivesse acontecendo.

Enquanto assisto nos jornais cenas do recente desastre ecológico ocorrido no Brasil, vejo também, entre um intervalo e outro, propagandas da Black Friday.

Me pergunto se as pessoas se atentam para o fato de haver alguma ligação entre as notícias e os comerciais.

Alguns dos desastres que estamos começando a ver se desenrolar cada vez mais próximos de nós começam a mostrar que o consumo - o que, como e o quanto consumimos – está começando a trazer os problemas cada vez mais próximos das portas de nossas casas.

E onde este tema do consumo se encaixa na relação Cliente – Empresa?

Da mesma forma que uma relação de casal que não vai bem causa reflexos naqueles mais próximos, também na relação Cliente - Empresa, quando esta não caminha bem, a sociedade e o ambiente recebem seu impacto.

Tenho a impressão de que algumas poucas empresas já estão atentas ao fato de que em algum momento o cliente começará a se questionar sobre como as empresas extraem, produzem e distribuem seus produtos e serviços.

Infelizmente, ainda, uma pequena quantidade começou a transformar esta percepção em algum tipo de atitude concreta.

Tenho visto grandes empresas se protegendo legalmente dentro de toda a sua cadeia de fornecimento, produção e distribuição através de contratos que corresponsabilizam os parceiros de negócio em eventuais acionamentos jurídicos.

Isso me parece suficiente para alertar as empresas terceiras sobre a importância de suas práticas diárias.

A questão, porém, é que somente isso não é suficiente.

No momento em que o barco afunda, não vai fazer muita diferença se você está na primeira ou na terceira classe. Estamos todos literalmente no mesmo barco!

Na prática muito se tem falado, mas ainda pouco se tem feito. Principalmente no Brasil, acredita-se que ‘o governo’ irá resolver as coisas. Neste exato momento isso me parece pouco provável de acontecer.

Vejo que o momento é de autorresponsabilização - tanto por parte das empresas quanto dos clientes para práticas de consumo cada vez mais sustentáveis.

Da mesma forma que o cenário onde hoje vivemos não foi construído da noite para o dia, o retorno a uma situação de sustentabilidade ambiental e social também não será produzido com muita velocidade.

Assim como o Titanic, no momento, estamos em ‘velocidade de cruzeiro’ em direção ao iceberg dos desastres ambientais cada vez maiores.

O primeiro passo em um cenário como este é reduzir o passo para só então buscar um movimento de correção.  

* Leonardo Barci - Presidente da youDb, blogueiro da Exame.com e co-autor do livro Mind The Gap – Porque o Relacionamento com Clientes vem antes do Marketing



Onde está a boa educação?

Outrora, o idoso, era respeitado no local de trabalho e na sociedade.


Saneamento básico no Brasil

A infraestrutura que não chega ao esgoto.


Em novos tempos deve-se ter novas práticas

Na Capital fala-se muito em Menos Brasília, Mais Brasil.


Espiritualidade e alegria junina

Junho traz festas de três santos católicos: Antônio, casamenteiro. São João, profeta precursor de Jesus e São Pedro, único apóstolo que caminhou sobre as águas.


Missão do avô

Na família os avós são conselheiros dos pais e dos netos.


A importância das relações governamentais e institucionais

As relações governamentais e institucionais têm sido um instrumento de alta relevância para qualquer organização no atual momento político brasileiro.


Namoro na adolescência: fato ou fake?

O início da adolescência coincide com o final do Ensino Fundamental, fase em que desabrocham as paixões e, com elas, o convite: “quer namorar comigo?”.


Autobiografias: revelações das experiências em família

A curiosidade de muitas pessoas sobre a (auto) biografia de personalidades tem se tornado cada vez mais crescente, nos últimos anos.


What a wonderful world

Louis Daniel Armstrong foi um cantor e instrumentista nascido na aurora do século 20, e foi considerado “a personificação do jazz”.


A violência doméstica

Em Portugal, desde o início do ano, apesar de se combater, por todos os meios, a violência na família, contam-se já mais de uma dezena de mulheres, assassinadas.


O desrespeito ao teto constitucional e o ativismo judicial

O ativismo do Executivo e do Judiciário está “apequenando” o Legislativo.


Indicadores e painéis urbanos aliados à administração pública

A cidade com fatos visualizados está remodelando a forma como os cidadãos e gestores vêm a conhecê-la e governá-la.