Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Reflexão sobre a democracia

Reflexão sobre a democracia

06/11/2019 Humberto Pinho da Silva

Deambulava numa manhã de domingo, na Praça da Batalha, no Porto, quando perpassei por sujeito, elegantemente trajado: calça e casaco azul-marinho, camisa branca, gravata cinza.

Estaquei. Era janota de meia-idade, ou casquilho, como diziam nossos avós.

De súbito, encaminha-se sorrateiramente para junto de bando de pombas, que tomavam sol, sobre as lajes.

Com violência, levanta o impecável sapato de verniz preto, e bate fortemente no granito. Assustadas, levantam num alvoraçado voo.

O ‘cavalheiro’, com ar de gozo, solta sonora risadinha, como se fosse garotinho traquina de escola. Verdadeiro moleque, como dizem nossos irmãos brasileiros.

Depois…um pouco mais adiante, repete a gracinha, e de novo o rosto se ilumina de alegria.

Vendo essa criança, de quase cinquenta anos, de cabelos grisalhos, fiquei a pensar: “É esta gente, que escolhe os governantes da nação! …”

Alex Carrel, dizia acerca dos homens do seu tempo: “Os indivíduos, tanto em França, como nos Estados Unidos, não ultrapassam a idade psicológica dos dez anos. A maioria nunca chega a atingir a maturidade mental. E, no entanto, são esses sub-homens que, graças ao sufrágio universal, dão o seu tom à política nacional.” - “O Homem Perante a Vida” – Ed. Educação Nacional – 1959.

Como se pode verificar, a humanidade pouco evoluiu. - A prova disso, é o comportamento agarotado do “cavalheiro” que encontrei na Praça da Batalha.

É a democracia, como se sabe, até então, a melhor forma de dirigir as nações, mas, para que o regime democrático seja perfeito, é mister, como disse Afrânio Peixoto, que o povo seja educado, e conheça perfeitamente os deveres: “Só assim ele saberá escolher um governo idôneo que lhe prepare o destino adequado e sobre o qual possa sempre exercer uma influência salutar” – Minha Terra e Minha Gente”.

Agora – que o ensino é obrigatório, – e o povo está mais educado – diria melhor: instruído,) saberá escolher, com acerto, ou continua a ser apenas eco da minoria?

Ao assistir – pela TV, – a congresso de importante partido politico – escutei, atónito, as respostas de congressistas, que iam escolher o líder.

Interrogados pelo repórter, se conheciam a moção que iam votar, responderam: que não. E confessaram, também, que nunca leram o estatuto do partido! …

Se congressista, que escolhe o líder, desconhece tudo, ou quase tudo…o que será o povo, que nunca entrou numa sede partidária?

Na generalidade, defende-se a ideologia, do mesmo jeito como se torce por clube desportivo: porque o pai é adepto, ou, para ser do contra, defende-se o clube rival.

Rousseou, disse: que a democracia era o regime ideal… “Se existisse um povo de deuses, governar-se-ia democraticamente. Um governo tão perfeito não convém aos homens.” – “Contrato Social” – Cap. IV

O povo continua e certamente continuará, a ser, apenas, eco da mass-media e demagogos.

* Humberto Pinho da Silva

Fonte: Humberto Pinho da Silva



Nome comum pode ser bom, mas às vezes complica!

O nosso nome, primeira terceirização que fazemos na vida, é uma escolha que pode trazer as consequências mais diversas.

Autor: Antônio Marcos Ferreira


A Cilada do Narcisista

Nelson Rodrigues descrevia em suas crônicas as pessoas enamoradas de si mesmas com o termo: “Ele está em furioso enamoramento de si mesmo”.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Brasil, amado pelo povo e dividido pelos governantes

As autoridades vivem bem protegidas, enquanto o restante da população sofre os efeitos da insegurança urbana.

Autor: Samuel Hanan


Custos da saúde aumentam e não existe uma perspectiva que possa diminuir

Recente levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indica que os brasileiros estão gastando menos com serviços de saúde privada, como consultas e planos de saúde, mas desembolsando mais com medicamentos.

Autor: Mara Machado


O Renascimento

Hoje completa 2 anos que venci uma cirurgia complexa e perigosa que me devolveu a vida quase plena. Este depoimento são lembranças que gostaria que ficasse registrado em agradecimento a Deus, a minha família e a vários amigos que ficaram ao meu lado.

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


Argentina e Venezuela são alertas para países que ainda são ricos hoje

No meu novo livro How Nations Escape Poverty, mostro como as nações escapam da pobreza, mas também tenho alguns comentários sobre como países que antes eram muito ricos se tornaram pobres.

Autor: Rainer Zitelmann


Marcas de um passado ainda presente

Há quem diga que a infância é esquecida, que nada daquele nosso passado importa. Será mesmo?

Autor: Paula Toyneti Benalia


Quais são os problemas que o perfeccionismo causa?

No mundo complexo e exigente em que vivemos, é fácil se deparar com um padrão implacável de perfeição.

Autor: Thereza Cristina Moraes


De quem é a América?

Meu filho tinha oito anos de idade quando veio me perguntar: “papai, por que os americanos dizem que só eles vivem na América?”.

Autor: Leonardo de Moraes


Como lidar com a dura realidade

Se olharmos para os acontecimentos apresentados nos telejornais veremos imagens de ações terríveis praticadas por pessoas que jamais se poderia imaginar que fossem capazes de decair tanto.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


O aumento da corrupção no país: Brasil, que país é este?

Recentemente, a revista The Economist, talvez a mais importante publicação sobre a economia do mundo, mostrou, um retrato vergonhoso para o Brasil no que diz respeito ao aumento da corrupção no país, avaliação feita pela Transparência Internacional, que mede a corrupção em todos os países do mundo.

Autor: Ives Gandra da Silva Martins


O voto jovem nas eleições de 2024

O voto para menores de 18 anos é opcional no Brasil e um direito de todos os adolescentes com 17 ou 16 anos completos na data da eleição.

Autor: Wilson Pedroso