Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Saudade

Saudade

04/02/2014 Daniele Vilela Leite

Bom, primeiramente podemos dizer que a palavra saudade, em latim, quer dizer: solidão, e é conhecida apenas na língua portuguesa e em galego.

Mas qual o motivo deste sentimento causar tantas emoções? Conta a lenda que esta palavra surgiu na época dos descobrimentos, para definir a solidão dos portugueses numa terra estranha, longe de familiares queridos.

Sentimos saudade de pessoas, coisas ou situações que aconteceram e muito nos agradaram, e por este motivo, sentimos falta, ou até mesmo o desejo de rever quem nos proporcionou aquela emoção, ou talvez, até a vontade de reviver aquele momento.

Temos como “forma de saudade”: a falta de um amigo ou parente que precisou partir, dos filhos quando eram crianças, da professora do primeiro ano que o acolheu com tanto carinho, um período muito feliz que tivemos em nossas vidas, da casa onde moramos na infância... saudade dos pais hoje falecidos, mas que nos remete à muitas e doces lembranças.

Apesar de tantas “formas de saudade”, são nas músicas e poemas que esta palavra está sempre presente, por conta de vários encontros e desencontros como: relacionamentos que não tiveram continuidade; um ou dois encontros com alguém, que não chegou a ser um relacionamento mas causou grandes emoções; separações; viagens e términos de relacionamentos e até mesmo a morte da pessoa amada.

Agora mesmo resgatei em minha memória algumas pessoas das quais sinto muita saudade. São pessoas que, talvez, nunca mais eu veja, mas que de alguma forma marcaram minha vida doce e agradavelmente! Quando há o distanciamento de uma pessoa querida e essa ausência não é “trabalhada” de forma saudável, isso pode desencadear efeitos psicológicos, levando o indivíduo a uma profunda tristeza, angustia, chegando até mesmo a um quadro de depressão.

Mas a melhor parte é quando conseguimos “matar a saudade”. Este termo é usado quando revivemos alguns momentos, ou reencontramos a pessoa que por algum motivo precisou partir. Essa possibilidade de reviver ou reencontrar alguém nos causa alegria, bem estar e satisfação, mesmo que temporário!

E aí, que tal aproveitar esse momento para “matar a saudade” de alguém? Pode ser um amigo que há muito não se falam, ou um parente que mudou para outra cidade, ou até mesmo de uma pessoa bem próxima que você tanto gosta, mas não teve a oportunidade de dizer! Aproveite esse momento, e faça-o. Por um mundo com menos “estou com saudade”, e mais “vamos nos ver!”.

*Daniele Vilela Leite é Orientadora Educacional na empresa Planeta Educação.



O que esperar do mercado imobiliálio em 2024

Após uma forte queda em 2022, o mercado imobiliário brasileiro vem se recuperando e o ano de 2023 mostrou este avanço de forma consistente.

Autor: Claudia Frazão


Brasileiros unidos por um sentimento: a descrença nacional

Um sentimento – que já perdura algum tempo, a propósito - toma conta de muitos brasileiros: a descrença com o seu próprio país.

Autor: Samuel Hanan


Procurando o infinito

Vocês conhecem a história do dragãozinho que procurava sem parar o infinito? Não? Então vou te contar. Era uma vez….

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


A reforma tributária é mesmo Robin Hood?

O texto da reforma tributária aprovado no Congresso Nacional no fim de dezembro encerrou uma novela iniciada há mais de 40 anos.

Autor: Igor Montalvão


Administrar as cheias, obrigação de Governo

A revolução climática que vemos enfrentando é assustadora e mundial. Incêndios de grandes proporções, secas devastadoras, tempestades não vistas durante décadas e uma série de desarranjos que fazem a população sofrer.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Escravidão Voluntária

Nossa única revolução possível é a da Consciência. Comer com consciência. Respirar com consciência. Consumir com consciência.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Viver desequilibrado

Na Criação, somos todos peregrinos com a oportunidade de evoluir. Os homens criaram o dinheiro e a civilização do dinheiro, sem ele nada se faz.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Mar Vermelho: o cenário atual do frete marítimo e seus reflexos globais

Como bem sabemos, a crise bélica no Mar Vermelho trouxe consigo uma onda de mudanças significativas no mercado de frete marítimo nesse início de 2024.

Autor: Larry Carvalho


O suposto golpe. É preciso provas…

Somos contrários a toda e qualquer solução de força, especialmente ao rompimento da ordem constitucional e dos parâmetros da democracia.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Oportunidade de marketing ou marketing oportunista?

No carnaval de 2024, foi postada a notícia sobre o "Brahma Phone" onde serão distribuídas 800 unidades de celulares antigos para os participantes das festas de carnaval.

Autor: Patricia Punder


O gato que caiu dentro das latas de tinta

Todas as histórias começam com Era uma Vez… A minha não vai ser diferente.

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


Apesar da polarização radical, brasileiros não abrem mão da Democracia

Desde as eleições presidenciais de 2018, temos percebido a intensificação da polarização política no país, com eleitores cada vez mais divididos.

Autor: Wilson Pedroso