Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Saudade

Saudade

04/02/2014 Daniele Vilela Leite

Bom, primeiramente podemos dizer que a palavra saudade, em latim, quer dizer: solidão, e é conhecida apenas na língua portuguesa e em galego.

Mas qual o motivo deste sentimento causar tantas emoções? Conta a lenda que esta palavra surgiu na época dos descobrimentos, para definir a solidão dos portugueses numa terra estranha, longe de familiares queridos.

Sentimos saudade de pessoas, coisas ou situações que aconteceram e muito nos agradaram, e por este motivo, sentimos falta, ou até mesmo o desejo de rever quem nos proporcionou aquela emoção, ou talvez, até a vontade de reviver aquele momento.

Temos como “forma de saudade”: a falta de um amigo ou parente que precisou partir, dos filhos quando eram crianças, da professora do primeiro ano que o acolheu com tanto carinho, um período muito feliz que tivemos em nossas vidas, da casa onde moramos na infância... saudade dos pais hoje falecidos, mas que nos remete à muitas e doces lembranças.

Apesar de tantas “formas de saudade”, são nas músicas e poemas que esta palavra está sempre presente, por conta de vários encontros e desencontros como: relacionamentos que não tiveram continuidade; um ou dois encontros com alguém, que não chegou a ser um relacionamento mas causou grandes emoções; separações; viagens e términos de relacionamentos e até mesmo a morte da pessoa amada.

Agora mesmo resgatei em minha memória algumas pessoas das quais sinto muita saudade. São pessoas que, talvez, nunca mais eu veja, mas que de alguma forma marcaram minha vida doce e agradavelmente! Quando há o distanciamento de uma pessoa querida e essa ausência não é “trabalhada” de forma saudável, isso pode desencadear efeitos psicológicos, levando o indivíduo a uma profunda tristeza, angustia, chegando até mesmo a um quadro de depressão.

Mas a melhor parte é quando conseguimos “matar a saudade”. Este termo é usado quando revivemos alguns momentos, ou reencontramos a pessoa que por algum motivo precisou partir. Essa possibilidade de reviver ou reencontrar alguém nos causa alegria, bem estar e satisfação, mesmo que temporário!

E aí, que tal aproveitar esse momento para “matar a saudade” de alguém? Pode ser um amigo que há muito não se falam, ou um parente que mudou para outra cidade, ou até mesmo de uma pessoa bem próxima que você tanto gosta, mas não teve a oportunidade de dizer! Aproveite esse momento, e faça-o. Por um mundo com menos “estou com saudade”, e mais “vamos nos ver!”.

*Daniele Vilela Leite é Orientadora Educacional na empresa Planeta Educação.



Análise de dados e a saúde dos colaboradores nas empresas

Como a análise de dados está ajudando empresas a melhorar a saúde dos colaboradores.


16 senadores suplentes, sem votos, gozam das benesses no Senado

Quando o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), pretende colocar em votação Emenda Constitucional para acabar com a figura de SENADOR SUPLENTE?


Há tempos são os jovens que adoecem

Há alguns anos o Netflix lançou uma série chamada “Thirteen Reasons Why”, ou, em tradução livre, “As Treze Razões”.


Administração estratégica: desafios para o sucesso em seu escritório jurídico

Nos últimos 20 anos o mercado jurídico mudou significativamente.


Qual o melhor negócio: investir em ações ou abrir a própria empresa?

Ser um empresário ou empresária de sucesso é o sonho de muitas pessoas.


Intercooperação: qual sua importância no pós- pandemia?

Nos últimos dois anos, o mundo enfrentou a maior crise sanitária dos últimos 100 anos.


STF e a Espada de Dâmocles

O Poder Judiciário, o Ministério Público e a Polícia Investigativa são responsáveis pela persecução penal.


Lista tríplice, risco ao pacto federativo

Desde o tempo de Brasil-Colônia, a lista tríplice tem sido o instrumento para a nomeação de promotores e procuradores do Ministério Público.


ESG: prioridade da indústria e um mar de oportunidades

Uma pesquisa divulgada recentemente pelo IBM Institute for Business Value mostra que a sustentabilidade tem ocupado um lugar diferenciado no ranking de prioridades de CEOs pelo mundo se comparado a levantamentos anteriores.


Como conciliar negócios e família?

“O segredo para vencer todas as metas e propostas é colocar a família em primeiro lugar.”, diz a co-fundadora da Minucci RP, Vivienne Ikeda.


O limite do assédio moral e suas consequências

De maneira geral, relacionamento interpessoal sempre foi um grande desafio para o mundo corporativo, sobretudo no que tange aos valores éticos e morais, uma vez que cada indivíduo traz consigo bagagens baseadas nas próprias experiências, emoções e no repertório cultural particular.


TSE, STF e a censura prévia

Sabe-se que a liberdade de expressão é um dos mais fortes pilares da democracia.