Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Segredos dos Grandes Empreendedores! (PARTE II)

Segredos dos Grandes Empreendedores! (PARTE II)

30/12/2010 Marizete Furbino

“Os grandes líderes são como os melhores maestros, eles vão além das notas para alcançar a mágica dos músicos”. (Blaine Lee)

Empreendedores de sucesso são profissionais de destaque no mercado, profissionais estes que possuem algumas características que os fazem diferenciar dos demais.

Tais características podem ser consideradas decisivas, e, quando somadas, se constituem em seus mais preciosos bens.

 Saber recrutar, selecionar, lotar, manter e reter o profissional na empresa em que atua: além de inserir o profissional no departamento certo, o empreendedor é também capaz de implementar ações, investindo cada vez mais neste profissional, para não somente mantê-lo na empresa, mas para ser capaz de retê-lo dentro da empresa na qual atua.

 Não teme a mudança: sabedor de que vive na era da incerteza, onde não há constância, o empreendedor enfrenta as mudanças de “peito aberto”, com muita garra, equilíbrio e vontade de fazer acontecer, não tendo assim resistência. Como agente que desvenda a realidade em que vive, agente de mudança e de transformação, o empreendedor, através de seus conhecimentos e de sua visão, realiza análise da organização e do mercado, verificando as oportunidades, ameaças, fraquezas e fortalezas, o que faz com que a organização à qual está sob sua direção, faça um diferencial no mercado, transformando fraquezas em fortalezas e ameaças em oportunidades.

 Preocupa-se com conhecimento, inovação e criatividade: Sabedor de que conhecimento, inovação e criatividade, são 3 pilares imprescindíveis para o desenvolvimento e crescimento de qualquer empresa, uma vez que traz consigo maior produtividade, eficiência e eficácia nas ações, o empreendedor investe cada vez mais, e assim, consegue conquistar o sucesso e não só sobreviver, mas permanecer neste mercado globalizado, onde a competitividade é demasiadamente acirrada. Ele sabe muito bem que uma empresa que não inova estará fadada ao fracasso. Tem consciência que a inovação é fator sine qua non de sucesso e que, através da inovação, a empresa terá maior probabilidade de oferecer ao mercado produtos e serviços mais atrativos, destacando-se, sendo líder no que faz , fazendo assim o diferencial. O empreendedor sabe também que a criatividade é condição inerente ao ser humano, e que, a partir de seu exercício, a empresa irá realizar rupturas, inserir no mercado produtos e/ou serviços inovadores e assim conquistar novos rumos, novos mercados, se destacando no mercado, agregando valor ao produto e ao serviço, conquistando com isso vantagens competitivas sustentáveis, além de proporcionar condições, não apenas para sobreviver, mas para se consolidar no mercado. Considera igualmente a criatividade como sendo de suma importância dentro de qualquer empresa, colocando-a como uma preocupação e uma prioridade, tendo valor de destaque nos princípios que regem a empresa na qual exerce sua função, pois, através da criatividade, surge a inovação, fator determinante de emersão no mundo dos negócios.

 Realiza e promove capacitação de forma contínua: Tem sede insaciável do conhecimento, por isso não somente realiza a busca pelo conhecimento de forma incansável, mas promove na empresa capacitação de maneira contínua, uma vez que é sabedor que sua competência técnica advém do conhecimento que possui, motivo pelo qual dá total ênfase à busca pelo saber.

 Reconhece o ser humano como sendo o maior bem intangível dentro da empresa: Sabe que se realiza através das pessoas; portanto, investe demasiadamente no pessoal envolvido, pois sabe que as pessoas constituem o maior patrimônio de uma organização. Sabe também que é através das pessoas que a organização poderá ascender e não só sobreviver, mas se perpetuar no mercado. Torna-se então um desafio constante para um líder empreendedor, incentivar o colaborador, para que este trabalhe sempre motivado, vestindo de fato a meia, o boné, a calça, a camisa e o sapato da empresa, ou seja, que este realmente se doe, se entregue ao trabalho de corpo e alma. A partir do momento que existe essa entrega, essa doação, verifica-se que existe satisfação, harmonia, interação, integração, e como conseqüência maior, produtividade e lucratividade.

 Melhoria contínua - uma palavra constante no dicionário e na vida do empreendedor: A melhoria contínua deve fazer parte da filosofia e do planejamento de cada organização e deve também ser levada a sério, desde a alta cúpula. Saber utilizar os erros como nossos aliados pode fazer a grande diferença. É sempre possível fazer melhor. Capacitar sempre deixa a empresa em fina sintonia com as demandas do mercado.

* Marizete Furbino, com formação em Pedagogia e Administração pela UNILESTE-MG, especialização em Empreendedorismo, Marketing e Finanças pelo UNILESTE-MG. É Administradora, Consultora de Empresa e Professora Universitária no Vale do Aço/MG - e-mail: [email protected]



Administração de escritórios de advocacia requer planejamento e controle de fluxos

A maneira como uma corporação é administrada repercute diretamente em sua evolução.


Mortes e vidas virtuais

Um grande empresário da internet divulgou recentemente a criação de um universo totalmente on-line.


Contra a ignorância política e administrativa

A pesquisa da consultoria Quaest, que encontrou, entre os pesquisados, 78% que apenas “já ouviram falar” do STF e 80% do TSE e o não conhecimento das funções daqueles dois órgãos superiores, é a mais escandalosa prova da ignorância do povo que recentemente, em outro levantamento, também mostrou não saber o que faz o Congresso Nacional.


Análise de dados e a saúde dos colaboradores nas empresas

Como a análise de dados está ajudando empresas a melhorar a saúde dos colaboradores.


16 senadores suplentes, sem votos, gozam das benesses no Senado

Quando o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), pretende colocar em votação Emenda Constitucional para acabar com a figura de SENADOR SUPLENTE?


Há tempos são os jovens que adoecem

Há alguns anos o Netflix lançou uma série chamada “Thirteen Reasons Why”, ou, em tradução livre, “As Treze Razões”.


Administração estratégica: desafios para o sucesso em seu escritório jurídico

Nos últimos 20 anos o mercado jurídico mudou significativamente.


Qual o melhor negócio: investir em ações ou abrir a própria empresa?

Ser um empresário ou empresária de sucesso é o sonho de muitas pessoas.


Intercooperação: qual sua importância no pós- pandemia?

Nos últimos dois anos, o mundo enfrentou a maior crise sanitária dos últimos 100 anos.


STF e a Espada de Dâmocles

O Poder Judiciário, o Ministério Público e a Polícia Investigativa são responsáveis pela persecução penal.


Lista tríplice, risco ao pacto federativo

Desde o tempo de Brasil-Colônia, a lista tríplice tem sido o instrumento para a nomeação de promotores e procuradores do Ministério Público.


ESG: prioridade da indústria e um mar de oportunidades

Uma pesquisa divulgada recentemente pelo IBM Institute for Business Value mostra que a sustentabilidade tem ocupado um lugar diferenciado no ranking de prioridades de CEOs pelo mundo se comparado a levantamentos anteriores.