Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Seguro contra ciberataques cresce com vigência da LGPD

Seguro contra ciberataques cresce com vigência da LGPD

16/12/2021 Jean Ricardo Nicolodi

Como funciona o seguro contra ciberataques e por que essa modalidade vem crescendo desde a aprovação da LGPD.

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrou em vigor em 2020 com a finalidade de regular a proteção de dados pessoais, incluindo a forma de obtenção, tratamento, armazenamento e descarte desses dados.

Em agosto de 2021, novos artigos foram incorporados à LGPD a fim de regular as sanções previstas na referida lei.

Todas as empresas, das micro até as multinacionais, assim como pessoas físicas que tratam dados com a finalidade econômica e/ou trabalham com o tratamento e armazenamento de dados pessoais devem seguir a LGPD, sob pena de aplicação de multas que podem chegar a valores exorbitantes. Além, é claro, de responderem por danos morais e materiais na esfera cível.

Em paralelo à vigência da LGPD, temos visto crescer exponencialmente no Brasil o número de ataques cibernéticos, vazamento de dados e demais golpes no ambiente virtual, especialmente nos últimos anos, expondo e preocupando as empresas brasileiras. É aí que entra o seguro contra ciberataques e riscos cibernéticos.

De janeiro a agosto deste ano, a Confederação Nacional das Seguradoras (CNSeg) registrou um crescimento de 161,3% no volume de prêmios de seguro cibernético em relação aos oito primeiros meses de 2020.

O mesmo levantamento da CNSeg mostrou que 10 seguradoras oferecem hoje esse tipo de cobertura no Brasil - em 2019, eram apenas seis.

Isso porque está cada vez mais claro que qualquer empresa ou profissional liberal que lida com dados pessoais está sujeito a sofrer ataques cibernéticos. Felizmente, o seguro contra ciberataques e riscos cibernéticos também pode ser adquirido por esses públicos.

Geralmente, essa modalidade inclui coberturas de danos decorrentes da responsabilidade civil por eventual vazamento de dados pessoais ou corporativos e que possam causar danos a terceiros ou consumidores.

Além disso, esse tipo de seguro pode apresentar, também, cobertura para eventuais sanções administrativas que o segurado possa sofrer em decorrência da LGPD, inclusive custos com defesa na esfera administrativa e judicial.

Sem dúvidas, a contratação de um seguro contra ataques cibernéticos torna-se indispensável para as empresas que, além de atuarem de forma preventiva e adequada à LGPD, ficam protegidas contra eventuais perdas financeiras decorrentes de ataques virtuais maliciosos ou mesmo de incidentes decorrentes de erros ou negligências causados internamente na companhia, que resultem em vazamento de dados e outros danos ligados ao sigilo da informação.

Diante deste cenário de inegável aumento na contratação de seguro contra ataques cibernéticos, não só pela LGPD, mas pelo também crescente número de ataques criminosos no meio virtual, esse tipo de seguro tem tudo para se propagar ainda mais nos próximos anos.

* Jean Ricardo Nicolodi é advogado no escritório Rücker Curi Advocacia e Consultoria Jurídica e atua na área de Seguros.

Para mais informações sobre LGPD clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Literal Link Comunicação Integrada



Trabalhadores de aplicativos: necessidades e vulnerabilidades diferentes

A tecnologia é uma realidade cotidiana irreversível. As plataformas, potencializadas pelos reflexos da pandemia da Covid-19, estão inseridas nas principais atividades da vida humana.

Autor: Ricardo Pereira de Freitas Guimarães


O que é direita? O que é esquerda?

O Brasil sofreu uma enorme polarização política nos últimos anos; mas afinal, o que é esquerda ou direita na política?

Autor: Leonardo de Moraes


Reparação mecânica e as tendências para 2024

No agitado mundo automotivo, as tendências e expectativas para 2024 prometem transformar o mercado de reparação de veículos.

Autor: Paulo Miranda


Política não evoluiu no período pós-redemocratização

O que preocupa é a impressão de que no Brasil não mais existem pessoas dedicadas, honestas e com boas intenções dispostas a entrar na política.

Autor: Luiz Carlos Borges da Silveira


Manifestação da paulista: exemplo de civilidade e democracia

Vivenciamos no último domingo, 25/02/2024, um dos maiores espetáculos da democracia.

Autor: Bady Curi Neto


Rio 459 anos: batalhas deram origem à capital carioca

Diversas lutas e conquistas deram origem à capital carioca. Começo pelo dia em que Estácio de Sá venceu uma grande batalha contra os nativos que viviam no território da atual cidade do Rio de Janeiro.

Autor: Víktor Waewell


Números da economia no governo Lula

Déficit de 231 bilhões de reais: um furo extraordinário.

Autor: Ives Gandra da Silva Martins


Lá vai Maria

Lata d’água na cabeça Lá vai Maria Lá vai Maria

Autor: Osvaldo Luiz Silva


O combate ao etarismo em favor da dignidade da pessoa idosa

É fundamental compreender que o envelhecimento é um processo natural e que todos nós, se tivermos a sorte de viver tempo suficiente, nos tornaremos idosos.

Autor: André Naves


Qual é o futuro do ser humano?

No planeta Terra a vida tem sido, em grande parte, moldada por materialistas que examinam a situação, planejam, estabelecem os objetivos e os põem em execução.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Liderança desengajada é obstáculo para uma gestão de mudanças eficaz

O mundo tem experimentado transformações como nunca antes, impulsionadas por inovações tecnológicas, crises econômicas e transições geracionais, dentre outros acontecimentos.

Autor: Francisco Loureiro


Neoindustrialização e a nova política industrial

Com uma indústria mais produtiva e competitiva, com equilíbrio fiscal, ganha o Brasil e a sociedade.

Autor: Gino Paulucci Jr.