Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Somos todos irmãos!

Somos todos irmãos!

21/03/2018 Padre Róger Araújo

Não basta ser contrário ao preconceito racial, é preciso viver e ensinar a viver o amor entre todos.

O progresso da sociedade não passa somente pelas descobertas científicas e tecnológicas que permitem melhorar o estilo de vida e a relação das pessoas entre si e com o meio em que vivem.

O progresso passa pela superação das visões distorcidas e o reconhecimento das interpretações erradas que se faz dos conceitos da vida. Entre os conceitos a serem superados e exterminados da convivência humana, deve se destacar os preconceitos sobre todos os aspectos e formas.

Não se pode admitir de forma alguma que se alimente distinção, separação, discriminação, racismo ou qualquer “apartheid” Social. A discriminação social é um dos mais graves atentados que já se cometeu contra a humanidade e que ainda sobrevive na cabeça e nos corações de diversos grupos humanos que não conseguiram evoluir ou mesmo rever seus próprios conceitos formados em momentos muito obscuros da história humana.

A discriminação racial classifica os seres humanos de acordo com a cor da sua pele, sua raça e suas origens, alimentada por teorias preconceituosas, que ensinam que há raça superior a outra e pessoas melhores. Todas estas teorias já foram refutadas e reconhecidas como fúteis por não serem nem honestas e menos ainda humanas. Não basta refutar as teorias, é preciso combater as práticas e a comunicação preconceituosa que ainda se permite cultivar em determinados ambientes e nas interatividades sociais.

Ninguém nasce racista ou preconceituoso, se aprende em algum lugar. O ex-presidente da África do Sul, Nelson Mandela, afirmou: "Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele ou por sua origem, ou sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender”.

O fato é que não basta somente ensinar o fim do preconceito racial, se faz necessário ensinar a amar. E amar a todos de forma indistinta e sem nenhum sentimento de orgulho que leve alguém a sentir-se superior ao outro. O amor a todos os seres humanos deve ser cultivado nos lares, ambientes e espaços de convivência.

Ninguém foi criador inferior a ninguém e tampouco nasceu para ser melhor que ninguém. Os desníveis são uma falta de harmonia na convivência humana e, acima de tudo, falta de amor humano injetado nas veias e no coração. O fato é que ainda há pessoas que absorveram alta dose de preconceito, racismo e soberba comportamental dentro dos seus próprios lares, e alimentam ou mesmo disseminam estes conceitos vergonhosos e humilhantes.

Não podemos tolerar brincadeiras ou piadas que humilhem e destratem qualquer pessoa. Não pode-se admitir escolhas preferenciais que discriminem a cor da pele do outro, como se ele fosse inferior. Não se pode elevar ninguém a custa da humilhação de outra pessoa. O racismo e o preconceito racial devem ser tão repudiados como se rejeita a fome, a miséria, a guerra e a todos os crimes.

Não há diferença entre racismo de branco ou de negro. Todo racismo é selvagem e desumano. Ele fere de forma letal a convivência sadia, projeta pessoas egoístas e ignorantes e joga outros no campo da marginalidade social. As práticas de preconceitos raciais devem ser denunciadas e combatidas como qualquer outro crime.

Nunca se deve considerar tais práticas como uma coisa menor ou sem importância. A indiferença ou o pouco caso com um assunto tão sério aumenta a prática disseminada - mesmo que inconsciente - deste comportamento doentio. Não se combate o mal com o mal, mas com a verdade e o bem.

A verdade a ser ensinada, vivida e praticada é a que somos todos irmãos e irmãs, temos um Único e mesmo Pai a quem chamamos de Deus. Um Pai que tem filhos de todas raças, apontando para a riqueza da diversidade e beleza da interatividade.

O bem precisa ser vivido, ensinado e praticado e ambientes separatistas e discriminatórios devem ser abolidos da convivência humana. Não basta ser contrário ao preconceito racial, é preciso viver e ensinar a viver o amor entre todos.

* Padre Róger Araújo é jornalista e membro da Comunidade Canção Nova. Apresentador do Programa “A Bíblia no meu dia a dia” na TV Canção Nova.

Fonte: Imprensa Canção Nova



O metaverso vem aí e está mais próximo do que você imagina

Você, assim como eu, já deve ter ouvido falar no Metaverso.


Indulto x Interferência de Poderes

As leis, como de corriqueira sabença, obedecem a uma ordem hierárquica, assim escalonadas: – Norma fundamental; – Constituição Federal; – Lei; (Lei Complementar, Lei Ordinária, Lei Delegada, Medida Provisória, Decreto Legislativo e Resolução).


Você e seu time estão progredindo?

Em qualquer empreitada, pessoal, profissional ou de times, medir resultados é crucial.


Propaganda eleitoral antecipada

A propaganda para as eleições neste ano só é permitida a partir do dia 16 de agosto.


Amar a si mesmo como próximo

No documentário “Heal” (em Português, “Cura”), disponível no Amazon Prime, há um depoimento lancinante de Anita Moorjani, que, em Fevereiro de 2006 chegou ao final de uma luta de quatro anos contra o câncer.


O peso da improbidade no destino das pessoas

O homem já em tempos pré-históricos se reunia em volta das fogueiras onde foi aperfeiçoada a linguagem humana.


Mercado imobiliário: muito ainda para crescer

Em muitos países, a participação do mercado imobiliário no Produto Interno Bruto (PIB) está acima de 50%, enquanto no Brasil estamos com algo em torno de 10%.


Entender os números será requisito do mercado de trabalho

Trabalhar numa empresa e conhecer os seus setores faz parte da rotina de qualquer colaborador. Mas num futuro breve esse conhecimento será apenas parte dos requisitos.


Quais os sintomas da candidíase?

A candidíase é uma infecção causada por uma levedura (um tipo de fungo) chamada Candida albicans.


Entenda o visto humanitário para ucranianos

A invasão da Ucrânia pela Rússia, iniciada em 24 de fevereiro, já levou mais de 4 milhões de ucranianos a deixarem seu país em busca de um lugar seguro.


Exigência de vacina não é motivo para rescisão indireta por motivo ideológico

Não se discute mais que cabe ao empregador, no exercício de seu poder diretivo e disciplinar, zelar pelo meio ambiente de trabalho saudável.


A governança de riscos e gestão em fintechs

Em complemento às soluções e instituições financeiras já existentes, o mercado de crédito ficou muito mais democrático com a expansão das fintechs.