Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Spotlight e a função social do Oscar

Spotlight e a função social do Oscar

04/03/2016 Rodrigo Franklin de Sousa

Trata-se de um fenômeno social, político e econômico.

Há quem assista o Oscar pensando que se trata de uma celebração que objetivamente premia os melhores profissionais da indústria cinematográfica.

A festa do Oscar representa muito mais que isso. Trata-se de um fenômeno social, político e econômico. Um evento que movimenta milhões, que determina o rumo de carreiras, empresas e de toda uma indústria.

É também algo que potencialmente mobiliza e molda a sociedade de diversas formas. Sendo assim, é de se esperar que o processo de escolha dos vencedores também seja complexo e seja um lugar onde se entrecruzam muitos fatores.

A vitória de “Spotlight: Segredos Revelados” causou surpresa e espanto em muitos. O filme roubou a estatueta de seus maiores rivais, os dois favoritos da noite.

Cinematicamente, ele não possui a grandiosidade pretensiosa de O Regresso, nem a exuberância visual e narrativa de Mad Max. E como o cinema é uma forma de contar uma história por meio de imagens e sons, podemos dizer que, do ponto de vista formal, trata-se de um filme bem menos “cinemático”.

Isto não implica que o filme é ruim. Pelo contrário, é um filme extremamente bem escrito e realizado, além de conter atuações memoráveis. Mesmo assim, não apresenta as mesmas qualidades cinematográficas marcantes de outros grandes filmes do ano.

Existem filmes que chamam a atenção não necessariamente por suas qualidades técnicas ou por sua “cinematicidade”, mas pela importância dos temas que traz à tona, ou pelas discussões que tem o potencial de gerar. Este é o caso de Spotlight.

Ao contar a história de como um grupo de jornalistas do jornal The Boston Globe desmascarou os abusos sexuais praticados por clérigos da diocese de Boston contra menores, o filme traz à tona um tema que deve ser exposto e ainda precisa ser discutido.

Trata-se de um dos mais importantes escândalos religiosos das últimas décadas, e possivelmente um dos eventos de maior impacto nos rumos contemporâneos da relação entre a sociedade e a Igreja Católica, e a religião em geral.

Não sabemos ao certo a lógica da escolha desse filme, mas é possível especular que, pelo menos em algum nível, interesses políticos tenham prevalecido, e que pelo menos parte da razão de sua vitória seja explicado por um desejo de fazer com que sua visibilidade aumente e assim a discussão proposta seja revivida e se mantenha presente.

A questão da validade dos critérios de seleção do Oscar deve continuar, e o potencial de sua manipulação pelos mais diversos pode ser questionada.

Mas nesse caso, pelo menos, é preciso reconhecer que a “interferência” teve seus méritos e aspectos positivos.

* Rodrigo Franklin de Sousa é Doutor em Letras pela Universidade de Cambridge (Reino Unido) e Professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie.



Cavalo Caramelo e quando a água baixar

O final de Abril e o começo de Maio foram marcados pelo pior desastre ecológico da história do Rio Grande do Sul, com inundações, mortes e milhares de desabrigados e de pessoas ilhadas.

Autor: Marco Antonio Spinelli

Cavalo Caramelo e quando a água baixar

O fim da reeleição de governantes

Está tramitando pelo Congresso Nacional mais um projeto que revoga a reeleição de Presidente da República, Governador de Estado e Prefeito Municipal.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


PEC das drogas

O que esperar com a sua aprovação?

Autor: Marcelo Aith


PEC do Quinquênio simboliza a metástase dos privilégios no Brasil

Aprovar a PEC significará premiar, sem justificativa plausível, uma determinada categoria.

Autor: Samuel Hanan


O jovem e o voto

Encerrou-se no dia 8 de maio o prazo para que jovens de 16 e 17 anos pudessem se habilitar como eleitores para as eleições municipais deste ano.

Autor: Daniel Medeiros


Um mundo fragmentado

Em fevereiro deste ano completaram-se dois anos desde a invasão russa à Ucrânia.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


Leitores em extinção

Ontem, finalmente, tive um dia inteiro de atendimento on-line, na minha casa.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Solidariedade: a Luz de uma tragédia

Todos nós, ou melhor dizendo, a grande maioria de nós, está muito sensibilizado com o que está sendo vivido pela população do Rio Grande do Sul.

Autor: Renata Nascimento


Os fios da liberdade e o resistir da vida

A inferioridade do racismo é observada até nos comentários sobre os cabelos.

Autor: Livia Marques


Violência urbana no Brasil, uma guerra desprezada

Reportagem recente do jornal O Estado de S. Paulo, publicada no dia 3 de março, revela que existem pelo menos 72 facções criminosas nas prisões brasileiras.

Autor: Samuel Hanan


Mundo de mentiras

O ser humano se afastou daquilo que devia ser e criou um mundo de mentiras. Em geral o viver passou a ser artificial.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Um País em busca de equilíbrio e paz

O ambiente político-institucional brasileiro não poderia passar por um tempo mais complicado do que o atual.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves