Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Terceirização, uma tendência global

Terceirização, uma tendência global

06/07/2015 Marcos Bisi

Mesmo sem uma regulamentação definida, cada vez mais trabalhadores vivem realidade inconteste: a da chamada “terceirização”.

Atualmente, são milhares de profissionais enquadrados nessa seara cercada de polêmicas.

E, como todo tema dessa natureza, vale a pena ser discutido para ser entendido. Vamos a ele.

O Projeto de Lei nº 4.330/2004 – com tramitação na Câmara dos Deputados e também no Senado Federal sob o PLC nº 30/2015 – tem como objetivo trazer maior transparência e segurança para todos os envolvidos, seja o próprio trabalhador, o tomador dos serviços ou a empresa prestadora.

É importante deixar claro que esse projeto de lei não retira quaisquer direitos dos trabalhadores.

Ao contrário, os terceirizados continuarão celebrando contratos com base na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) e a eles serão conferidas todas as garantias existentes nessa legislação (13º salário, férias, recolhimento de FGTS e INSS).

Com base no projeto de lei, o contrato de prestação de serviços poderá abranger todas as atividades da empresa, sejam elas atividades-fim ou aquelas consideradas acessórias ou complementares.

A empresa tomadora ou contratante dos serviços se tornará responsável subsidiária no que tange às obrigações trabalhistas dos empregados ligados à prestadora dos serviços.

Outro ponto de destaque, trazido pelo projeto de lei, diz respeito ao recolhimento da contribuição sindical compulsória que deverá ser feito perante o sindicato da categoria ao qual pertence o terceirizado.

A própria administração pública também poderá contratar a prestação de serviços de terceiros, sob a condição de que estes não executem atividades exclusivas de Estado. Trocando em miúdos, aquelas relacionadas à regulamentação e fiscalização.

A terceirização defendida por muitos segmentos da cadeia produtiva brasileira nada mais é do que consequência de uma tendência do mundo globalizado.

Já utilizada com sucesso em diversos países, reflete, inclusive, um nível cada vez maior de especialização e de geração de emprego e renda para os trabalhadores, impulsionando o crescimento do país.

* Marcos Bisi é responsável pelo departamento Jurídico da SIL, uma das principais fabricantes brasileiras de fios e cabos destinados às instalações elétricas com tensões até 1kV (baixa tensão).



Trabalhadores de aplicativos: necessidades e vulnerabilidades diferentes

A tecnologia é uma realidade cotidiana irreversível. As plataformas, potencializadas pelos reflexos da pandemia da Covid-19, estão inseridas nas principais atividades da vida humana.

Autor: Ricardo Pereira de Freitas Guimarães


O que é direita? O que é esquerda?

O Brasil sofreu uma enorme polarização política nos últimos anos; mas afinal, o que é esquerda ou direita na política?

Autor: Leonardo de Moraes


Reparação mecânica e as tendências para 2024

No agitado mundo automotivo, as tendências e expectativas para 2024 prometem transformar o mercado de reparação de veículos.

Autor: Paulo Miranda


Política não evoluiu no período pós-redemocratização

O que preocupa é a impressão de que no Brasil não mais existem pessoas dedicadas, honestas e com boas intenções dispostas a entrar na política.

Autor: Luiz Carlos Borges da Silveira


Manifestação da paulista: exemplo de civilidade e democracia

Vivenciamos no último domingo, 25/02/2024, um dos maiores espetáculos da democracia.

Autor: Bady Curi Neto


Rio 459 anos: batalhas deram origem à capital carioca

Diversas lutas e conquistas deram origem à capital carioca. Começo pelo dia em que Estácio de Sá venceu uma grande batalha contra os nativos que viviam no território da atual cidade do Rio de Janeiro.

Autor: Víktor Waewell


Números da economia no governo Lula

Déficit de 231 bilhões de reais: um furo extraordinário.

Autor: Ives Gandra da Silva Martins


Lá vai Maria

Lata d’água na cabeça Lá vai Maria Lá vai Maria

Autor: Osvaldo Luiz Silva


O combate ao etarismo em favor da dignidade da pessoa idosa

É fundamental compreender que o envelhecimento é um processo natural e que todos nós, se tivermos a sorte de viver tempo suficiente, nos tornaremos idosos.

Autor: André Naves


Qual é o futuro do ser humano?

No planeta Terra a vida tem sido, em grande parte, moldada por materialistas que examinam a situação, planejam, estabelecem os objetivos e os põem em execução.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Liderança desengajada é obstáculo para uma gestão de mudanças eficaz

O mundo tem experimentado transformações como nunca antes, impulsionadas por inovações tecnológicas, crises econômicas e transições geracionais, dentre outros acontecimentos.

Autor: Francisco Loureiro


Neoindustrialização e a nova política industrial

Com uma indústria mais produtiva e competitiva, com equilíbrio fiscal, ganha o Brasil e a sociedade.

Autor: Gino Paulucci Jr.