Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Venda direta é alternativa em tempos de restrições financeiras

Venda direta é alternativa em tempos de restrições financeiras

21/08/2023 Bruno Cunha

Certa vez disse o pai da Administração moderna, Peter Drucker: “Se você quer algo novo, você precisa parar de fazer algo velho.”

Tal afirmação tem se mostrado real para milhares de vendedores e vendedoras que trabalham com o mercado de vendas diretas.

Anualmente este setor cresce a taxas acima da média em relação a outros, e tem se mostrado uma oportunidade para as pessoas que desejam mudar de carreira, ou complementar sua renda.

Segundo dados de uma pesquisa da Associação Brasileira de Empresas de Vendas Diretas (ABEVD), 60% das pessoas associadas ao setor trabalham exclusivamente com este segmento, de forma especial, entre jovens de 18 a 29 anos.

Contudo, outras faixas etárias optaram por trabalhar com esse tipo de atividade como uma renda extra.

A venda direta tem se mostrado uma alternativa viável e acessível em tempos de restrições financeiras e instabilidade econômica, especialmente por não precisar de grandes investimentos iniciais.

Quanto ao setor específico ou produto ofertado, cada vez mais surgem novas oportunidades, desde utensílios domésticos a equipamentos de informática e produtos religiosos.

O “Porta a Porta” é um exemplo desse modelo. O canal de vendas do Departamento de Audiovisuais Canção Nova, formado por pessoas que voluntariamente se cadastram, distribui, mensalmente, mais de 120 mil produtos de evangelização (livros, vestuários, acessórios, entre outros).

Há 20 anos, 350 “Evangelizadores Porta a Porta” iniciavam esse trabalho em São José dos Campos (SP). Atualmente, a cada bimestre, cerca de 22 mil evangelizadores, em diversas regiões do Brasil, recebem o catálogo, também disponível na versão digital.

A palavra-chave desse modelo de Venda Direta é começar a fazer, sabendo onde se quer chegar, sem pressa de alcançar grandes metas nos primeiros meses e, sobretudo, acreditando na responsabilidade da empresa e no produto com o qual trabalha.

Pesquisas apontam que vendedores que conhecem e até usam os produtos ofertados, são defensores da marca e conseguem atingir melhores patamares de resultados.

Uma das formas estratégicas de trabalhar com venda direta passa também pelo uso intensivo da internet, das redes sociais.

Sem perder o conceito de relacionamento pessoal (revendedor e consumidor), é necessário, cada vez mais, sair do esquema engessado de oferecer apenas às pessoas próximas e ampliar os horizontes, as conexões, para alcançar potenciais clientes.

Outro aspecto que não pode ser esquecido é o desenvolvimento pessoal, isto é, buscar capacitação, cursos, formação, para se diferenciar e crescer no mercado.

Afinal, mais que um desafio, trabalhar com vendas é um grande aprendizado, e tem sido uma excelente alternativa para milhares de brasileiros que “arregaçam as mangas” todos os dias.

* Bruno Cunha é missionário da Comunidade Canção Nova.

Para mais informações sobre venda direta clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: Assessoria de Imprensa Canção Nova



O fim da ‘saidinha’, um avanço

O Senado Federal, finalmente, aprovou o projeto que acaba com a ‘saidinha’ (ou ‘saidão’) que vem colocando nas ruas milhares de detentos, em todo o país, durante os cinco principais feriados do ano.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


O Brasil e a quarta chance de deixar a população mais rica

O Brasil é perseguido por uma sina de jogar fora as oportunidades. Sempre ouvimos falar que o Brasil é o país do futuro. Um futuro que nunca alcançamos. Vamos relembrar as chances perdidas.

Autor: J.A. Puppio


Dia Bissexto

A cada quatro anos, a humanidade recebe um presente – um presente especial que não pode ser forjado, comprado, fabricado ou devolvido – o presente do tempo.

Autor: Júlia Roscoe


O casamento e a política relacional

Uma amiga querida vem relatando nas mesas de boteco a saga de seu filho, que vem tendo anos de relação estável com uma moça, um pouco mais velha, que tem uma espécie de agenda relacional bastante diferente do rapaz.

Autor: Marco Antonio Spinelli


O que esperar do mercado imobiliálio em 2024

Após uma forte queda em 2022, o mercado imobiliário brasileiro vem se recuperando e o ano de 2023 mostrou este avanço de forma consistente.

Autor: Claudia Frazão


Brasileiros unidos por um sentimento: a descrença nacional

Um sentimento – que já perdura algum tempo, a propósito - toma conta de muitos brasileiros: a descrença com o seu próprio país.

Autor: Samuel Hanan


Procurando o infinito

Vocês conhecem a história do dragãozinho que procurava sem parar o infinito? Não? Então vou te contar. Era uma vez….

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


A reforma tributária é mesmo Robin Hood?

O texto da reforma tributária aprovado no Congresso Nacional no fim de dezembro encerrou uma novela iniciada há mais de 40 anos.

Autor: Igor Montalvão


Administrar as cheias, obrigação de Governo

A revolução climática que vemos enfrentando é assustadora e mundial. Incêndios de grandes proporções, secas devastadoras, tempestades não vistas durante décadas e uma série de desarranjos que fazem a população sofrer.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Escravidão Voluntária

Nossa única revolução possível é a da Consciência. Comer com consciência. Respirar com consciência. Consumir com consciência.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Viver desequilibrado

Na Criação, somos todos peregrinos com a oportunidade de evoluir. Os homens criaram o dinheiro e a civilização do dinheiro, sem ele nada se faz.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Mar Vermelho: o cenário atual do frete marítimo e seus reflexos globais

Como bem sabemos, a crise bélica no Mar Vermelho trouxe consigo uma onda de mudanças significativas no mercado de frete marítimo nesse início de 2024.

Autor: Larry Carvalho