Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Você é o senhor do seu próprio destino?

Você é o senhor do seu próprio destino?

05/12/2012 Eliane Quintella

Gosto de observar o olhar de quem se olha no espelho. Ele diz muito.

O olhar mais comum é aquele que chamo “senhor do próprio destino”, que é feito normalmente de peito estufado e com um sorriso suave de lado que mostra confiança. Sempre que vejo esse olhar eu me pergunto: Será que encontrei?

A maior parte das pessoas é capaz de lançar esse olhar, mas a verdade é que poucas o fazem com legitimidade. Sei que para conduzir o próprio destino é preciso usar luvas de aço, saber suportar tempestades com brilho de esperança nos olhos e não se esquecer de onde quer chegar.  No caminho da vida, é muito fácil nos esquecermos das luvas e a mão calejar demais a ponto de perdermos qualquer firmeza.


Também acontece de desistirmos frente a uma tempestade e de entre tantas curvas da estrada perdermos nossa própria direção. Tudo isso acontece muito. O resultado qualquer que seja o caso é que você deixou de ser senhor do seu destino. Não é mais você quem conduz seu barco? Quem é?

Não sei, dependerá de quantas vezes você acreditou que era fraco demais para comandar sua própria vida, que não tinha chances de dar as cartas, e, no fundo mesmo, que era vítima. Se é o seu caso, sinto informá-lo que não existe uma vítima, pois só é vítima quem se coloca nessa posição.

A realidade, ainda que as vítimas insistam em dizer que somente elas são vítimas, é que todos enfrentam dificuldades e justamente quem você é diante das agruras da vida que o definirão. É fácil manter as próprias convicções na calmaria, mas é no terror das piores tempestades que elas precisam ser mantidas.

Faça um favor a você mesmo e na próxima vez que se olhar no espelho procure apenas ser honesto, caso tenha esquecido de vestir as luvas, resolvido parar diante de uma tempestade ou se perdido no caminho, reconheça e acerte o curso. Se fizer isso sempre, o seu caminho será seu, como imortalizou Elvis com sua voz inesquecível na canção My way.

*Eliane Quintella é escritora.



Argentina e Venezuela são alertas para países que ainda são ricos hoje

No meu novo livro How Nations Escape Poverty, mostro como as nações escapam da pobreza, mas também tenho alguns comentários sobre como países que antes eram muito ricos se tornaram pobres.

Autor: Rainer Zitelmann


Como a integração entre indústria e universidade pode trazer benefícios

A parceria entre instituições de ensino e a indústria na área de pesquisa científica é uma prática consolidada no mercado que já rendeu diversas inovações em áreas como TI e farmacêutica.

Autor: Thiago Turcato


Marcas de um passado ainda presente

Há quem diga que a infância é esquecida, que nada daquele nosso passado importa. Será mesmo?

Autor: Paula Toyneti Benalia


Quais são os problemas que o perfeccionismo causa?

No mundo complexo e exigente em que vivemos, é fácil se deparar com um padrão implacável de perfeição.

Autor: Thereza Cristina Moraes


De quem é a América?

Meu filho tinha oito anos de idade quando veio me perguntar: “papai, por que os americanos dizem que só eles vivem na América?”.

Autor: Leonardo de Moraes


Como lidar com a dura realidade

Se olharmos para os acontecimentos apresentados nos telejornais veremos imagens de ações terríveis praticadas por pessoas que jamais se poderia imaginar que fossem capazes de decair tanto.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


O aumento da corrupção no país: Brasil, que país é este?

Recentemente, a revista The Economist, talvez a mais importante publicação sobre a economia do mundo, mostrou, um retrato vergonhoso para o Brasil no que diz respeito ao aumento da corrupção no país, avaliação feita pela Transparência Internacional, que mede a corrupção em todos os países do mundo.

Autor: Ives Gandra da Silva Martins


O voto jovem nas eleições de 2024

O voto para menores de 18 anos é opcional no Brasil e um direito de todos os adolescentes com 17 ou 16 anos completos na data da eleição.

Autor: Wilson Pedroso


Um novo e desafiador ano

Janeiro passou. Agora, conseguimos ter uma ideia melhor do que 2024 reserva para o setor de telecomunicações, um dos pilares mais dinâmicos e relevante da economia.

Autor: Rafael Siqueira


Desafios da proteção de dados e a fraude na saúde

Segundo o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) R$ 34 bilhões dos gastos das operadoras médico-hospitalares com contas e exames, em 2022, foram consumidos indevidamente por fraudes, como, por exemplo, reembolso sem desembolso, além de desperdícios com procedimentos desnecessários no país.

Autor: Claudia Machado


Os avanços tecnológicos e as perspectivas para profissionais da área tributária

Não é de hoje que a transformação digital vem impactando diversas profissões.

Autor: Fernando Silvestre


Inteligência Artificial Generativa e o investimento em pesquisa no Brasil

Nos últimos meses, temos testemunhado avanços significativos na área da inteligência artificial (IA), especialmente com o surgimento da inteligência artificial generativa.

Autor: Celso Hartmann