Portal O Debate
Grupo WhatsApp

10 fatos que podem agitar o ambiente tributário em 2021

10 fatos que podem agitar o ambiente tributário em 2021

01/02/2021 Marco Pitta

O ano de 2021 promete.

10 fatos que podem agitar o ambiente tributário em 2021

Novidades no ambiente tributário brasileiro são rotineiras, principalmente alterações de pequenas regras, como mudanças de alíquotas e obrigações acessórias para cumprir regras fiscais. Porém, espera-se, de longa data, uma mudança mais profunda.

Nos últimos anos, algumas reformas – como a trabalhista e a da previdência – trouxeram esperanças que a tão sonhada Reforma Tributária pudesse acontecer. Mas 2020 foi um ano desafiador, com crises políticas, pandemia e as eleições municipais, que foram um verdadeiro empecilho para que algo mudasse. Muito embora fatos como a criação de grupos de trabalho para a consolidação de duas PECs (PEC 110/19 e PEC 45/19) e uma proposta de Reforma Tributária pelo Governo Federal foram destaque em 2020.

Mas o que esperar de 2021? Destaco 10 temas que podem, de fato, agitar o nosso ambiente tributário neste ano que se inicia.

1. Teses tributárias em disputa: existem milhares de discordâncias entre os contribuintes e o Fisco, sobretudo na esfera federal. A mais famosa, já definida parcialmente pelo STF em 2017, pode ser definida em 2021. O impacto esperado para a União supera os R$ 300 bilhões, a depender da decisão final do Supremo.

2. Reforma tributária baseada nas PECs: as propostas de emenda 110/19 e 45/19 tendem a evoluir neste ano. Senado e Câmara dos Deputados deverão discutir uma proposta única ainda no primeiro semestre. Consolidação de diversos tributos como ICMS, ISS, PIS, COFINS e IPI são os principais desafios.

3. Consolidação do PIS e COFINS: a fusão desses dois tributos “gêmeos” foi proposta pelo Governo Federal por meio do projeto de lei 3887/20 (CBS), em uma espécie de fase 1 de uma Reforma Tributária. Se não vingar via PL, acontecerá dentro da Reforma Tributária oriunda das PECs.

4. Tributação de Dividendos e redução do IRPJ: para pleitear possível entrada na OCDE, o Brasil precisa alterar a forma de tributação de dividendos. A tributação deverá ser de 15% e, em contrapartida, haverá uma redução de alíquota dos atuais 25% no imposto de renda para as empresas.

5. Desoneração da folha: os últimos 17 setores que tinham a opção de recolher a contribuição previdenciária pela Receita Bruta (CPRB) ganharam fôlego com a prorrogação dessa sistemática até o final de 2021. Porém, existe um forte movimento para tornar esse benefício mais abrangente e definitivo, com objetivo de reduzir a grande taxa de desemprego em nosso país.

6. Tributação sobre pagamentos: para fazer frente a uma possível desoneração da folha, a tributação sobre movimentações financeiras, algo próxima à antiga CPMF, pode aparecer como novidade. A tributação de novos serviços e produtos digitais está na mira.

7. Mudanças no imposto de renda da pessoa física: o Governo Federal é a favor de aumentar a faixa de isenção do imposto de renda para cerca de R$ 3 mil mensais. Possíveis mudanças nos critérios de dedução de despesas com saúde e educação também podem ocorrer. A tabela do imposto de renda não é atualizada desde 2015.

8. Simplificação de obrigações acessórias: a lei de liberdade econômica criada em 2019 pretende reduzir a burocracia nas empresas. A simplificação do REINF e a eliminação do SISCOSERV são exemplos. E vem mais por aí.

9. Revisão de incentivos fiscais: são quase R$ 300 bilhões de reais anuais com renúncias como o Simples Nacional e a Lei Rouanet, por exemplo. Reformas tributárias devem reduzir – e muito – vários desses benefícios.

10. Novo REFIS por aí: a Câmara dos Deputados aprovou, em dezembro de 2020, em regime de urgência, requerimento para projeto de lei que cria um novo REFIS, por conta da crise gerada pela pandemia.

O ano de 2021 promete. A pressão que o Governo vem sofrendo para simplificar o ambiente tributário nacional só aumenta. Motivos como reformas prometidas e não cumpridas, o aumento do desemprego, a falta de competitividade, a crise fiscal por conta da pandemia e mesmo a saída da Ford do Brasil devem acelerar a Reforma Tributária total ou parcial para este ano. O aspecto político deve fazer a diferença.

* Marco Aurélio Pitta é profissional de contabilidade, coordenador e professor dos programas de MBAs em Contabilidade e Finanças da Universidade Positivo.

Fonte: Central Press



Cinco principais competências para empreendedores e gestores

É comum que os gestores consigam acelerar o desenvolvimento de um negócio por terem uma visão mais ampla da empresa.

Cinco principais competências para empreendedores e gestores

Pagamentos com cartões de crédito crescem 42% no primeiro trimestre

Aumento está relacionado à expansão do comércio online, diz associação.

Pagamentos com cartões de crédito crescem 42% no primeiro trimestre

Exporta SP oferece 150 vagas em capacitação gratuita para exportação

Programa online é voltado para micro, pequenas e médias empresas de qualquer região do estado, que ainda recebem acompanhamento por dois anos após o término.

Exporta SP oferece 150 vagas em capacitação gratuita para exportação

Lançado o primeiro carrinho inteligente da América Latina

Com o novo carrinho inteligente da Nextop no Enxuto é possível contabilizar e pagar as compras com total autonomia.

Lançado o primeiro carrinho inteligente da América Latina

A promessa da Enjin Coin (ENJ) caiu por terra. As perspectivas de Mushe (XMU) continuam crescendo

A Enjin Coin (ENJ) trouxe uma forma interessante de integrar partes anteriormente díspares do espaço dos criptoativos. Porém, será que sua valorização se manterá consistente ao longo do tempo?

A promessa da Enjin Coin (ENJ) caiu por terra. As perspectivas de Mushe (XMU) continuam crescendo

Artesãos mineiros expõem seus produtos no 15º Salão do Artesanato, em Brasília

Evento, que acontece de 04 a 08 de maio, reunirá mais de 500 artesãos de 25 estados do Brasil.

Artesãos mineiros expõem seus produtos no 15º Salão do Artesanato, em Brasília

Faturamento de bares e restaurantes deve aumentar 30% no Dia das Mães

Data é segundo melhor dia do ano em relação ao movimento, diz Abrasel.

Faturamento de bares e restaurantes deve aumentar 30% no Dia das Mães

Wax (WAXP) e Mushe (XMU): as melhores criptomoedas eco-friendly

Existe uma forma para as finanças descentralizadas se tornarem mais sustentáveis. Aqui estão as empresas que estão pavimentando o caminho.

Wax (WAXP) e Mushe (XMU): as melhores criptomoedas eco-friendly

Percentuais de endividados e inadimplentes são os maiores em 12 anos

Índice de endividados chegou a 77,7% em abril. O cartão de crédito é o principal motivo das dívidas.

Percentuais de endividados e inadimplentes são os maiores em 12 anos

Financiar carro vale a pena?

Especialista em análise de crédito esclarece os principais mitos dessa alternativa.

Financiar carro vale a pena?

Você e seu time estão progredindo?

Em qualquer empreitada, pessoal, profissional ou de times, medir resultados é crucial.


A governança de riscos e gestão em fintechs

Em complemento às soluções e instituições financeiras já existentes, o mercado de crédito ficou muito mais democrático com a expansão das fintechs.