Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A evolução do marketing digital nas empresas

A evolução do marketing digital nas empresas

25/01/2021 Divulgação

Pesquisa aponta as principais ferramentas e dificuldades das organizações nas negociações online.

A evolução do marketing digital nas empresas

A área de marketing já passou por diferentes fases e está em constante alteração, seja por evolução do próprio setor ou respondendo às mudanças da sociedade. Com a pandemia, muitas empresas investiram bastante no meio digital, com o objetivo de frear os impactos negativos gerados pela Covid19. Pensando nisso, o Comitê Estratégico de Marketing e Comunicação da Câmara Americana de Comércio de Belo Horizonte (Amcham-BH), realizou uma pesquisa com as principais empresas da região para entender a evolução do marketing digital em 2020.

Mais de 80 gestores de marketing participaram do estudo e foram ouvidos representantes de grandes organizações de Minas Gerais. “O nosso comitê é voltado para desenvolver estratégias para médias e grandes empresas. Nossa intenção com a pesquisa foi identificar a evolução do marketing digital, que foi acelerado pela pandemia nas organizações”, afirma o Superintendente de Operações da Amcham Brasil, Rafael Dantas.

O ponto de partida da análise foi entender a presença do meio digital. A pesquisa aponta que 100% das empresas entrevistadas possuem pelo menos um perfil em alguma rede social, sendo as mais utilizadas o LikendIn, Instagram e Facebook. Com a pandemia, os empresários tiveram que adaptar seus meios de comunicação e vendas, por isso o Whatsapp se tornou mais atrativo para o relacionamento com o cliente e, assim, foi constatado que mais da metade das empresas participantes usam a rede social para fins profissionais.  

Além disso, como era esperado devido aos impactos da pandemia, foi identificado o crescimento do e-commerce, que já é considerado o terceiro maior canal de vendas das empresas, ficando atrás dos pontos de vendas e distribuidores. Com o fechamento das lojas físicas, os empresários tiveram que se reinventar e investir no comércio online para não ter maiores perdas nos negócios. 

Nesse sentido, o orçamento destinado ao marketing já está próximo de uma divisão igual entre os investimentos tradicionais, baseados em anúncios em rádio, TV e mídia impressa e os digitais como anúncios online, redes sociais e e-commerce. Com isso, o canal de marketing digital mais usado pelas empresas é o Google Ads, ferramenta para criar e gerenciar anúncios online.  A pesquisa ainda aponta que algumas organizações preferem apostar no crescimento orgânico, ou seja, sem usar recursos pagos como anúncios.

O estudo também chama atenção para o uso de estratégias envolvendo influencers digitais. Ainda são relativamente poucas organizações que utilizam esse recurso, porém a tendência é que os investimentos em ações com influencers cresçam, já que eles possuem um grande poder de convencimento e de conversão em vendas.

No entanto, mesmo com o crescimento do investimento por parte de algumas empresas, ainda existem desafios para o desenvolvimento do setor. “Estabelecer o retorno e os resultados que as ações de marketing alcançaram são as principais dificuldades encontradas pelas organizações. Além disso, muitas empresas enfrentam a falta de verba e de um funil de vendas bem estruturado para guiar as ações”, aponta o executivo.

Dessa forma, fica evidente que grande parte das empresas reconhecem o poder do marketing tradicional e digital para alavancar os negócios. Porém, ainda existe um longo caminho a ser percorrido no desenvolvimento das estratégias digitais e de planos de ações efetivos. A tendência é que as organizações se especializem e invistam cada vez mais no setor, como uma consequência positiva gerada pela pandemia.

Fonte: Partners Comunicação Pro Business



O sucesso de toda empresa começa por dentro

Empresas são mais do que um número de CNPJ, endereço fiscal, obrigações contábeis, ou o espaço ocupado em escritório, fábrica ou loja.

O sucesso de toda empresa começa por dentro

Comércio perde 7,8% de empresas e reduz salários em 2020, aponta IBGE

Dados fazem parte da Pesquisa Anual de Comércio.

Comércio perde 7,8% de empresas e reduz salários em 2020, aponta IBGE

Mercado infantil tem projeções de crescimento para os próximos cinco anos

Ramo de franquias no setor registra alta tanto em faturamento quanto em número de unidades.

Mercado infantil tem projeções de crescimento para os próximos cinco anos

Empresas poderão renegociar dívidas com o Fisco com 70% de desconto

Portaria estende à Receita Federal a modalidade de renegociação chamada de transação tributária.

Empresas poderão renegociar dívidas com o Fisco com 70% de desconto

Gestão de custos e planejamento a longo prazo

Gestão de custos é o processo de planejar e controlar efetivamente os custos envolvidos em um negócio.

Gestão de custos e planejamento a longo prazo

Salário mínimo pode ser de R$ 1.294 em 2023

Se o valor for confirmado, vai ser o quarto ano seguido sem reajuste real.

Salário mínimo pode ser de R$ 1.294 em 2023

CNC prevê alta de 5,3% nas vendas para o Dia dos Pais

Estimativa é criar 18,5 mil vagas temporárias.

CNC prevê alta de 5,3% nas vendas para o Dia dos Pais

Confiança dos pequenos negócios cai em julho

Comércio foi o setor mais confiante e serviços foi o que apresentou menor confiança.

Confiança dos pequenos negócios cai em julho

Arquivei marca presença em grande evento de contabilidade em BH

Coordenadoras da empresa participam de palestra sobre visões estratégicas que podem gerar economia no setor contábil.


Pequenos negócios geram 72% das vagas de emprego no primeiro semestre

Micro e pequenas empresas criam 961 mil postos no período no país.


Quatro principais desafios de vendas para superar até 2023

À medida que o mundo volta a alguma normalidade, começamos a perceber também que a forma de vender mudou fundamentalmente em comparação com os tempos pré-pandemia.

Quatro principais desafios de vendas para superar até 2023

MEI poderá emitir nota fiscal de serviço no Portal do Simples Nacional

Mais de 13 milhões de empreendedores devem ser beneficiados.

MEI poderá emitir nota fiscal de serviço no Portal do Simples Nacional