Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A liberdade econômica e o futuro da livre iniciativa no Brasil

A liberdade econômica e o futuro da livre iniciativa no Brasil

11/05/2019 João Pedro Alves Pinto

No último dia 30 de abril, entrou em vigor a Medida Provisória nº 881/2019 .

A liberdade econômica e o futuro da livre iniciativa no Brasil

Ao instituir a Declaração dos Direitos de Liberdade Econômica, a nova medida estabelece garantias para a livre iniciativa e para o amplo exercício da atividade econômica, a fim de tornar o processo de desenvolvimento de negócios menos moroso e burocrático, sobretudo para pequenos e médios empreendedores.

Uma das suas principais propostas prevê a possibilidade de pessoas físicas e jurídicas desenvolverem atividades consideradas de baixo risco sem depender de prévia autorização da administração pública, ou seja, sem a obtenção de licenças, autorizações, inscrições, registros, alvarás e outros documentos similares.

Inclusive, prevê que a administração pública deve respeitar os prazos estabelecidos para cumprir seus atos de liberação. Caso contrário, a aprovação das solicitações e pedidos será tácita.

Essas atividades econômicas poderão ser desenvolvidas em qualquer horário ou dia da semana, desde que respeitadas as normas de direito de vizinhança, não gerem poluição sonora, não causem danos ambientais e nem perturbem o sossego da população.

Outro ponto relevante é a alteração na Lei nº 6.404/1976 (Lei das S.A.), à medida que permite que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) reduza as exigências para aprovar o ingresso dos pequenos e médios empreendedores no mercado de capitais.

De fato, as alterações propostas pela MP 881/2019 são muitas. No entanto, o Congresso Nacional tem até setembro para aprovar o texto e, se assim o fizer, será necessário aguardar o efeito prático destas alterações e acompanhar, com cautela, como será a regulamentação de alguns termos e procedimentos previstos -como, por exemplo, a definição de atividade de baixo risco e as regras de facilitação do acesso ao mercado de capitais.

* João Pedro Alves Pinto é advogado do escritório Meirelles Milaré Advogados

Fonte: Ex-Libris Comunicação Integrada



Minas registra mais de 1 milhão de Microempreendedores Individuais

Após 10 anos, desde a implementação da Lei Complementar 128, MEI já são a maioria dos pequenos negócios formalizados no estado.

Minas registra mais de 1 milhão de Microempreendedores Individuais

Cresce abate de bovinos, suínos e frangos, diz IBGE

Foram abatidas 8,08 milhões de cabeças de bovinos no segundo trimestre de 2019.

Cresce abate de bovinos, suínos e frangos, diz IBGE

Cresce a confiança dos consumidores de BH na economia

Indicador voltou a subir no segundo trimestre de 2019. Homens e jovens são os mais confiantes.

Cresce a confiança dos consumidores de BH na economia

Empresários da construção estão mais confiantes

O Índice de Confiança do Empresário da Indústria da Construção de Minas Gerais – ICEICON MG – atingiu 53,8 pontos em julho, crescimento de 3,0 pontos em relação a junho (50,8 pontos).


Empresas e paternidade: uma mudança a ser nutrida

Daqui a cinco ou dez anos, nem você nem ninguém se lembrará com precisão da tarefa que está fazendo no trabalho neste minuto.


Cereais, leguminosas e oleaginosas podem ter safra recorde

Arroz, milho e soja representam 92,7% da produção estimada no ano.

Cereais, leguminosas e oleaginosas podem ter safra recorde

Queda da Taxa Selic e a economia brasileira

Após o mais longo período em que a Taxa Selic permaneceu em um mesmo patamar, o Banco Central cortou a taxa básica da economia em 0,50%.


Dia dos Pais deve gerar R$ 5,6 bilhões de faturamento em 2019

CNC projeta alta de 2,1% nas vendas para a quarta data comemorativa mais importante do varejo.

Dia dos Pais deve gerar R$ 5,6 bilhões de faturamento em 2019

Novas regras de gestão de dados e o impacto para as empresas

As novas regras relacionadas à gestão de dados passarão a valer no ano que vem.


Pequenos negócios são responsáveis por 79% do saldo de empregos em Minas

Micro e Pequenas Empresas mineiras registraram saldo de 67 mil postos de trabalho nos primeiros seis meses do ano.

Pequenos negócios são responsáveis por 79% do saldo de empregos em Minas

Percentual de famílias com dívidas aumentou pelo 7º mês consecutivo

Principais inadimplências das famílias brasileiras são o financiamento de carro e o de casa.

Percentual de famílias com dívidas aumentou pelo 7º mês consecutivo

Sete em cada dez brasileiros tiveram de fazer cortes no orçamento

Pesquisa indica que desempenho da economia no primeiro semestre foi pior do que o esperado.

Sete em cada dez brasileiros tiveram de fazer cortes no orçamento