Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A logística surpreendeu o apagão da saúde

A logística surpreendeu o apagão da saúde

18/06/2020 Reinaldo A. Moura

No dia 6 de junho comemorou-se o Dia da Logística e em plena pandemia do Covid-19, nada temos a comparar com a data do desembarque dos aliados no final da segunda guerra mundial.

Com um total desequilíbrio entre oferta e demanda de todos os insumos nas cadeias de suprimentos, em especial com uma paradeira da maioria dos veículos de transporte, o abastecimento ao consumidor final na denominada “last mile”, não ficou sem atendimento e passou a puxar todos os elos da cadeia.

Impedidos de circulação no comércio, exceto para adquirir itens essenciais, os consumidores passaram a fazer uso cada vez mais dos serviços de entrega porta-a-porta ou delivery, e o meio digital foi fundamental para isto.

Imagine-se há duas décadas os mesmos serviços sendo atendidos pelos serviços de tele-entregas! Ou retiradas no ponto de venda? Seria um caos.

Não há o que comemorar, pois muitos destes pontos de venda, fecharam as portas e talvez nem voltem a reabrir, mas a logística de entregas ao consumidor final ajudou muito a transformar em plataformas de “e-commerce” de todos os produtos , apoiando o isolamento da população, principalmente nos serviços de saúde, que sem o apoio da logística o apagão seria muito maior.

A grande eliminação dos papéis em romaneios e notas fiscais de entrega com a intensa pratica da digitalização contribuiu para evitar o contagio do vírus nas cadeias de abastecimento num regime 24x7.

A logística contribuiu desde o primeiro instante no transporte de insumos para os hospitais, abastecendo desde as nações exportadoras aos centros de distribuição nacionais em verdadeiras operações de guerrilha, os navios deram preferência a cabotagem para garantir o abastecimento na costa brasileira, sem prejuízo as exportações da safras agrícolas que mantem recordes de produção, aeronaves paradas em solo, cederam espaço nos assentos para o transporte de produtos sensíveis num abastecimento rápido as cadeias hospitalares.

Dentro das fábricas e armazéns tudo começa a se transformar para o Novo Normal, e a logística esta ai contribuindo, desde a higienização de caixas e embalagens com filme plásticos, manuseios entre operadores distantes pelo menos 1,5m, paletização para transferência mecânica de cargas, enfim evitando-se o contato humano com o produto e os riscos de contagio e consequentemente propagação da contaminação.

Apesar da queda no ritmo da economia, os galpões logísticos que estavam com elevada taxa de vacância, ganharam novos inquilinos ou expandiram-se com os atuais, motivados pela descompressão e fluidez na separação e entrega dos pedidos.

Os ambientes estão sendo arejados e confinados em muitos casos para que as pessoas e empilhadeiras evitem cruzar os mesmos espaços.

As rodas de empilhadeiras passam por superfícies molhadas para de higienização e não transpor resíduos de um local a outro.

Todo cuidado é pouco. Recorde-se há semanas que uma segunda onda do Covid-19 na Coreia do Sul, teve origem num centro de distribuição.

Assim as devoluções (e qualquer atividade da logística reversa), e até mesmo trocas ou experimentação de roupas em magazines, sofrerão um novo protocolo de descontaminação com a reabertura do comércio rumo ao Novo Normal.

Haverá mais estoque “just in case” do que “just in time (excesso de inventários) nas cadeias de suprimento num retrocesso ao modelo da globalização com fontes únicas praticados nas ultimas 4 décadas.

Como se vê a logística não é tudo, mas tudo depende da logística!

* Reinaldo A. Moura é fundador e diretor presidente do conselho da IMAM Consultoria S/A.

Fonte: Vervi Assessoria de Imprensa



Como usar a inteligência emocional para lidar com os negócios?

Ser um empreendedor em um negócio altamente estressante é como estar em uma montanha-russa emocional.

Autor: João Roncati

Como usar a inteligência emocional para lidar com os negócios?

Azul cria fundo social para captação de recursos para desastres nacionais

Itaú Unibanco se torna o primeiro apoiador após doação de R$ 5 milhões.

Autor: Divulgação


Ultrapassei o limite do MEI e agora?

Entenda como funciona a transição para Microempresa.

Autor: Divulgação

Ultrapassei o limite do MEI e agora?

Por que tantas recuperações judiciais?

Nas últimas semanas, a imprensa reproduziu amplamente o indicador de recuperações judiciais produzido e monitorado pela Serasa Experian, a concorrente britânica do histórico SPC, este desenvolvido pela Câmara dos Dirigentes Logistas, que oferece serviços de proteção ao crédito.

Autor: Carlos Gomes


Empreendedorismo com propósito

Nasci em Nova Iguaçu, cidade do estado do Rio de Janeiro, e comecei a empreender desde muito cedo.

Autor: Leonardo Chucrute

Empreendedorismo com propósito

Reforma tributária: os desafios para impulsionar o crescimento econômico

“A simplificação do sistema tributário pode resultar em um catalisador para a criação de empregos, impulsionando a economia do país”, diz especialista.

Autor: Divulgação

Reforma tributária: os desafios para impulsionar o crescimento econômico

Empresário, você precisa sair do operacional

As estatísticas não são animadoras.

Autor: Paulo de Vilhena

Empresário, você precisa sair do operacional

Por que as PMEs são as mais vulneráveis à cibersegurança?

Embora elas possam enfrentar restrições orçamentárias, estão disponíveis soluções tecnológicas acessíveis e eficazes.

Autor: Denis Furtado

Por que as PMEs são as mais vulneráveis à cibersegurança?

A união entre marketing digital e comercial para o sucesso dos negócios

Até parece mentira, mas, nos tempos atuais, há quem ainda acredite que seu lugar não seja nas redes sociais.

Autor: Gustavo Alonge

A união entre marketing digital e comercial para o sucesso dos negócios

Empreender é saber lidar com pressão e estresse

Muitas vezes, diante dos desafios e preocupações do dia a dia, ficamos estressados e não sabemos como lidar com algumas situações ou pressões.

Autor: Leonardo Chucrute

Empreender é saber lidar com pressão e estresse

IA na cobrança: seis dicas para implementar com assertividade

Cobrar um cliente, nem sempre, é uma tarefa fácil.

Autor: Leonardo Coelho

IA na cobrança: seis dicas para implementar com assertividade

Estratégias de desenvolvimento interno de equipes de alta performance

Apostar na formação de funcionários é a melhor saída para driblar a escassez de talentos especializados no mercado de trabalho.

Autor: Divulgação

Estratégias de desenvolvimento interno de equipes de alta performance