Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A nova cara da liderança diante da pandemia

A nova cara da liderança diante da pandemia

14/04/2020 Celso Braga

É um cenário, incerto, caótico, complexo e volátil que entramos neste momento, sem nenhuma certeza do que virá pela frente.

Certeza apenas de que será tudo novo quando as coisas voltarem a se reorganizar. E se alguém disser que não ficou com medo, com raiva, ansioso e até meio perdido em algum momento, eu TRUCO!

Vamos às coisas práticas, para sair do caótico é preciso ter organização operacional. É aí que entram aquelas dicas rápidas que te ajudam a ter pelo menos algo por fazer.

Um monte de gente ofereceu elas ao longo destes dias, em todas as mídias sociais, e estão valendo. Muitas delas são realmente úteis, mas só se soubermos selecionar o que realmente nos serve para cada caso.

Mesmo assim, nem tudo sairá como a gente planejou ou como foi oferecido pelas dicas de ação.

Porque, claro, as coisas estão se desorganizando mais rápido do que conseguimos organizá-las, cada dia um fato novo no cenário, cada dia um obstáculo novo no comportamento de todo mundo ao redor. E assim, nossos papeis vão perdendo de novo a sua forma de funcionar bem.

Vale ressaltar que o que organiza de fato as nossas ações são os nossos papeis. São eles que orientam a nossa conduta e formam a nossa identidade.

O nosso papel como pais nos leva a agir de determinada forma com os filhos, nosso papel profissional como líder dá o tom da nossa forma conhecida de liderar, nosso papel como parceiro nos impulsiona a agir com nossos companheiros de forma bem diferente. Agora tudo isto se misturou e a cada dia são exigidas de nós novas respostas.

Quando a pandemia amenizar seus efeitos e formos voltando para nossas rotinas, nada mais será como antes.

As vivências nestes tempos estão mudando a nossa identidade e nos obrigando a ser diferentes, de um modo que não será mais possível sermos os mesmos de antes. Ficaremos encharcados do novo.

Uma questão crucial que se apresenta agora é “refletir”: Diante do que estamos vivendo, estamos sendo capazes de dar novas respostas para os novos tempos?

A nossa capacidade espontânea de dar respostas novas às situações (sejam elas antigas ou inusitadas) nunca foi tão necessária.

A nova cara da liderança está sendo feita do uso desta capacidade, do potencial de cada um para dar respostas novas à situação atual.

Ninguém te preparou para o que estamos enfrentando, então é crucial que você aumente seu repertório de respostas para lidar com o momento.

Se as lideranças entenderem a oportunidade não vão mais parar de treinar suas habilidades para dar novas respostas para os obstáculos, mesmo num cenário pós-crise.

A boa notícia é que tudo vai passar, que construiremos as alternativas para os novos tempos, que faremos reflexões sobre o aprendizado da jornada que tivemos e dos monstros que enfrentamos.

Mais que isto, nos sobrará a consciência de que podemos exercitar nossa espontaneidade mais e mais, tornando nossas capacidades, nossas potencialidades, e valores em ações reais para seguirmos para outras situações difíceis que possam surgir.

Sim, nós podemos!

* Celso Braga é sócio-diretor do Grupo Bridge, especializada em desenvolvimento humano há mais de 25 anos, também é Psicólogo e Mestre em Educação, pós-graduado em Psicodrama Sócio Educacional pela ABPS, Professor supervisor pela FEBRAP.

Fonte: Comunicação Vertical



Empresas poderão renegociar dívidas com o Fisco com 70% de desconto

Portaria estende à Receita Federal a modalidade de renegociação chamada de transação tributária.

Empresas poderão renegociar dívidas com o Fisco com 70% de desconto

Gestão de custos e planejamento a longo prazo

Gestão de custos é o processo de planejar e controlar efetivamente os custos envolvidos em um negócio.

Gestão de custos e planejamento a longo prazo

Salário mínimo pode ser de R$ 1.294 em 2023

Se o valor for confirmado, vai ser o quarto ano seguido sem reajuste real.

Salário mínimo pode ser de R$ 1.294 em 2023

CNC prevê alta de 5,3% nas vendas para o Dia dos Pais

Estimativa é criar 18,5 mil vagas temporárias.

CNC prevê alta de 5,3% nas vendas para o Dia dos Pais

Confiança dos pequenos negócios cai em julho

Comércio foi o setor mais confiante e serviços foi o que apresentou menor confiança.

Confiança dos pequenos negócios cai em julho

Arquivei marca presença em grande evento de contabilidade em BH

Coordenadoras da empresa participam de palestra sobre visões estratégicas que podem gerar economia no setor contábil.


Pequenos negócios geram 72% das vagas de emprego no primeiro semestre

Micro e pequenas empresas criam 961 mil postos no período no país.


Quatro principais desafios de vendas para superar até 2023

À medida que o mundo volta a alguma normalidade, começamos a perceber também que a forma de vender mudou fundamentalmente em comparação com os tempos pré-pandemia.

Quatro principais desafios de vendas para superar até 2023

MEI poderá emitir nota fiscal de serviço no Portal do Simples Nacional

Mais de 13 milhões de empreendedores devem ser beneficiados.

MEI poderá emitir nota fiscal de serviço no Portal do Simples Nacional

Mais de 70% dos empresários mineiros estão otimistas com o 2º semestre de 2022

Primeiro semestre do ano teve aumento de 51,9% nas vendas em relação a 2021.

Mais de 70% dos empresários mineiros estão otimistas com o 2º semestre de 2022

Como o “jeito fintech” de fazer negócios tem possibilitado o surgimento de novas empresas

Quem já se aventurou no empreendedorismo ou está fazendo isso agora sabe o quanto é difícil se destacar em um ambiente extremamente competitivo.

Como o “jeito fintech” de fazer negócios tem possibilitado o surgimento de novas empresas

Volatilidade da economia gera incertezas e oportunidades no mercado imobiliário

De janeiro a maio, o CUB/m2 já acumula variação de 10,05%, enquanto o custo com material cresceu 9,02% e o custo com a mão de obra, 11,17%.

Volatilidade da economia gera incertezas e oportunidades no mercado imobiliário