Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A segmentação e seleção de mercado-alvo

A segmentação e seleção de mercado-alvo

04/06/2019 Henderson Rossi

A segmentação de mercado permite que uma empresa escolha os segmentos de clientes que ela pode, deve e tem competência para atender.

Atualmente os gestores de negócios, sejam no marketing ou em outras áreas da gestão, estão expostos a uma miríade de instrumentos, metodologias e ferramentas que contribuem significativamente para o planejamento integrado de marketing de qualquer organização, independentemente de seu porte ou segmento de atuação.

Customer Experience, Customer Centric, Jornada do Usuário, Canvas, Mapa de Empatia e Persona são alguns dos instrumentos e metodologias já largamente utilizados nos dias de hoje.

Perpassa por todas essas ferramentas um conceito muito importante e que muitas vezes acaba sendo esquecido, a segmentação de mercado.

A segmentação é a divisão do mercado de clientes potenciais em alguns subgrupos homogêneos que podem ser distinguidos por padrões de comportamento, características demográficas, hábitos de consumo, necessidades e anseios, desejos e preferências.

Instrumentos de segmentação bem utilizados possibilitam que uma empresa saiba identificar e conhecer um ou mais segmentos de mercado a atuar, desenvolvendo um posicionamento mercadológico coerente e competente, e viabilizando metas de crescimento.

Um hábito bastante arraigado nas corporações é a preferência dos gestores de marketing por atrair um amplo universo de compradores potenciais, buscando uma comunicação universal que, pretensamente, vai potencializar os resultados comerciais. Essa estratégia é conhecida como marketing de massa.

Se a estratégia for buscar mais de um segmento de clientes, com um posicionamento e oferta únicos, provavelmente os resultados não serão alcançados, pois esse tipo de postura pode não ser ideal para nenhum dos segmentos escolhidos simultaneamente.

Essa prática perde cada vez mais sentido estratégico e, consequentemente, o efeito comercial, pois, com o alargamento das possibilidades de informações, os consumidores passaram a exigir experiências mais específicas e direcionadas a suas necessidades e anseios.

Além disso, a aplicação do marketing de massa também abre espaço para que os concorrentes entrem no mercado proporcionando ofertas mais aderentes às preferências de algum subgrupo de clientes.

Por isso se faz necessária a utilização adequada de instrumentos de segmentação de mercado, que possam melhorar a definição das estratégias empresariais, do posicionamento mercadológico e das ações comerciais.

Utilizando adequadamente a segmentação de mercado, a empresa consegue identificar e definir com maior precisão os grupos de clientes que podem e devem atender, ofertando produtos e serviços de acordo com os interesses destes grupos.

Ela ainda contribui para o direcionamento das estratégias de comunicação, campanhas de marketing e ações comerciais. Também otimiza a utilização de recursos, em especial os financeiros e humanos.

O uso da segmentação permite aos clientes uma interpretação adequada da imagem e do posicionamento da marca, reconhecendo os atributos que a compõem (branding).

A segmentação de mercado permite que uma empresa, ao entender as características e anseios diversos, escolha os segmentos de clientes que ela pode, deve e tem competência para atender, criando ofertas específicas e certeiras, e assim alcançando as metas e objetivos estabelecidos. A essa escolha denominamos como “seleção de mercado-alvo”.

* Henderson Rossi é sócio diretor da Strategie Consultoria e sócio fundador da STG Health.

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Cresce a confiança dos consumidores de BH na economia

Indicador voltou a subir no segundo trimestre de 2019. Homens e jovens são os mais confiantes.

Cresce a confiança dos consumidores de BH na economia

Empresários da construção estão mais confiantes

O Índice de Confiança do Empresário da Indústria da Construção de Minas Gerais – ICEICON MG – atingiu 53,8 pontos em julho, crescimento de 3,0 pontos em relação a junho (50,8 pontos).


Empresas e paternidade: uma mudança a ser nutrida

Daqui a cinco ou dez anos, nem você nem ninguém se lembrará com precisão da tarefa que está fazendo no trabalho neste minuto.


Cereais, leguminosas e oleaginosas podem ter safra recorde

Arroz, milho e soja representam 92,7% da produção estimada no ano.

Cereais, leguminosas e oleaginosas podem ter safra recorde

Queda da Taxa Selic e a economia brasileira

Após o mais longo período em que a Taxa Selic permaneceu em um mesmo patamar, o Banco Central cortou a taxa básica da economia em 0,50%.


Dia dos Pais deve gerar R$ 5,6 bilhões de faturamento em 2019

CNC projeta alta de 2,1% nas vendas para a quarta data comemorativa mais importante do varejo.

Dia dos Pais deve gerar R$ 5,6 bilhões de faturamento em 2019

Novas regras de gestão de dados e o impacto para as empresas

As novas regras relacionadas à gestão de dados passarão a valer no ano que vem.


Pequenos negócios são responsáveis por 79% do saldo de empregos em Minas

Micro e Pequenas Empresas mineiras registraram saldo de 67 mil postos de trabalho nos primeiros seis meses do ano.

Pequenos negócios são responsáveis por 79% do saldo de empregos em Minas

Percentual de famílias com dívidas aumentou pelo 7º mês consecutivo

Principais inadimplências das famílias brasileiras são o financiamento de carro e o de casa.

Percentual de famílias com dívidas aumentou pelo 7º mês consecutivo

Sete em cada dez brasileiros tiveram de fazer cortes no orçamento

Pesquisa indica que desempenho da economia no primeiro semestre foi pior do que o esperado.

Sete em cada dez brasileiros tiveram de fazer cortes no orçamento

Coworking gratuito no ItaúPower Shopping

Power Station proporciona o espaço de trabalho ideal para você.

Coworking gratuito no ItaúPower Shopping

Inadimplência das empresas volta a acelerar em junho

Crescimento dos atrasos em junho é o maior desde março deste ano, mostra indicador da CNDL/SPC Brasil.

Inadimplência das empresas volta a acelerar em junho