Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Apenas um em cada dez brasileiros terá renda para quitar dívidas

Apenas um em cada dez brasileiros terá renda para quitar dívidas

24/01/2020 Da Redação

Maioria dos brasileiros começa 2020 com grande aperto financeiro.

Apenas um em cada dez brasileiros terá renda para quitar dívidas

Uma pesquisa realizada e divulgada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), em parceria com a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), aponta que apenas um em cada dez brasileiros terá renda suficiente para quitar as dívidas e contas do início do ano — 11% ao todo.

De acordo com o levantamento, pelo menos 26% das pessoas que participaram do estudo precisaram economizar nas festas e presentes do final do ano para conseguir pagar em dia as contas de 2020.

A pesquisa mostra ainda que 14% das pessoas vai precisar de trabalhos extras para complementar a renda e não passar o mês de janeiro com a conta no vermelho. Segundo o professor do curso de Economia do Centro Universitário Internacional Uninter, Cleverson Pereira, os dados são reflexo de 2019. ‘‘Foi um ano difícil. Além de fatores como o aumento de contas básicas como água e luz, aumento no número de desemprego e queda na renda, o brasileiro não tem o hábito de planejar’’, diz.

Para não repetir o aperto financeiro do começo de 2020, o professor dá dicas. ‘‘Procurar ter uma educação financeira é um bom começo. Além disso, é preciso colocar as contas no papel e acompanhá-las’’, afirma. O especialista ainda fala sobre impostos como o Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) e o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Para ele, a melhor opção é guardar os valores durante o ano anterior para pagá-los à vista. ‘‘Ao pagar à vista, a pessoa entra no ano seguinte com o orçamento em dia. Fazendo o pagamento desses impostos de uma só vez, o desconto será muito atrativo e valerá mais a pena’’, finaliza.

Fonte: Uninter



Selecionando profissionais

É inegável que vivemos em um grande manancial de informações que nos chegam por todos os lados.

Selecionando profissionais

CNC projeta alta de 2,1% para o setor de serviços em 2020

Volume de receita do setor avançou, em 2019, pela primeira vez em cinco anos, segundo o IBGE.

CNC projeta alta de 2,1% para o setor de serviços em 2020

Intenção de consumo das famílias sobe em fevereiro

Intenção de consumo das famílias alcança maior nível desde abril de 2015, diz CNC.

Intenção de consumo das famílias sobe em fevereiro

Não perca tempo com problemas que não existem

É muito comum num grupo, numa reunião ou na empresa inteira, pessoas discutirem possíveis problemas em meio a um trabalho.

Não perca tempo com problemas que não existem

10 dicas para melhorar a gestão do conhecimento no contact center

O grande desafio enfrentado pelos contact centers é atender o cliente de forma rápida, objetiva e solucionar todas as demandas.


Inadimplência tem a segunda menor variação em janeiro em uma década

Brasil tem 61,3 milhões de consumidores com restrição ao crédito, mostram CNDL/SPC Brasil.

Inadimplência tem a segunda menor variação em janeiro em uma década

Bancos leiloam 300 imóveis com descontos de até 73%

Há unidades em diferentes estados disponíveis no site da Sold Leilões e no Superbid Marketplace.

Bancos leiloam 300 imóveis com descontos de até 73%

O que está em jogo com o jogo no Brasil?

Escrevi um artigo há uns três anos sobre o jogo no Brasil intitulado “O jogo no Brasil e o sofá do corno”.


Inovação no mercado de comunicação

Dois nomes deste mercado se uniram em um empreendimento comum.


CNC reduz para 5,3% estimativa de crescimento do varejo em 2020

Setor fechou 2019 com terceira alta anual consecutiva, impulsionada por inflação e juros baixos.

CNC reduz para 5,3% estimativa de crescimento do varejo em 2020

Fundos imobiliários e as expectativas para 2020

2019 foi um ano de muitas oportunidades na indústria de fundos imobiliários no Brasil.


A indústria puxará o crescimento

A política industrial que nos convém se reduz a umas poucas regras de bom senso.

A indústria puxará o crescimento