Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Bolsa bate recorde: Hora de vender ou ainda temos tempo de entrar?

Bolsa bate recorde: Hora de vender ou ainda temos tempo de entrar?

05/01/2020 Gustavo Vaz

O mercado de bolsa de valores ainda é muito jovem para os investidores brasileiros, mas vem despertando cada vez mais o interesse das pessoas.

Na maioria dos casos, esse impulso se deve ao fato de as pessoas estarem buscando alcançar maiores retornos em um menor período de tempo, e também em razão dos atuais juros no Brasil, que estão nos menores patamares da história.

Isso tudo, por sua vez, fazem com que não seja mais possível rentabilizar os investimentos com títulos pós-fixados da mesma maneira em que anos anteriores.

Com a taxa referencial de juros do Brasil (Selic) a 4,5% ao ano – podendo ser diminuída nos próximos anos –, e a taxa de inflação nos patamares de 3% ao ano, o juro real pago para investimentos que possuem maior segurança está próximo de 1,5% ao ano.

Isto significa que se um investidor aplicar dez mil reais do seu dinheiro em um produto, que pague algo próximo da taxa Selic citada acima, o mesmo receberá no final do ano, aproximadamente, apenas cento e cinquenta reais acima da inflação.

Entretanto, mesmo que a bolsa seja um mercado para se buscar mais retorno do que os investimentos de baixo risco, a sua imprevisibilidade pode fazer com que o investidor fique na dúvida quanto ao melhor momento para entrar nesse mercado.

As empresas negociadas na bolsa sofrem a influência de vários tipos de situações. As notícias, por exemplo, acabam aflorando os sentimentos no curto prazo, trazendo euforia e desespero na tomada de decisão.

Decisões políticas e a expectativa de novos projetos a serem lançados, são outros fatores que fazem com que o preço das ações oscile em determinados momentos. Estes movimentos são chamados de especulação.

No entanto, muitos investidores ficam presos ao raciocínio de curto prazo, tentando encontrar o ponto exato de entrada na bolsa de valores ou mesmo procurando comprar ações com os menores preços possíveis, para tentar vende-las por valores mais altos e assim realizar os seus lucros.

Isso faz com que muitas pessoas caiam na armadilha de tentar prever o futuro. Esse pensamento transforma a bolsa em um jogo de apostas, o que de fato, no final, não é o que ela representa.

As ações da bolsa de valores são a elite das empresas brasileiras, ou seja, as líderes de seus setores. E como em qualquer empresa, caso seus planejamentos estratégicos venham a dar certo, os resultados previstos são os lucros acumulados no período e o crescimento da organização.

Este desenvolvimento então é refletido inexoravelmente nos preços das ações, mesmo existindo algum grau de especulação sobre elas. Isto significa que as empresas da bolsa podem ser comparadas a pessoas comuns.

Durante toda a vida de um ser humano ocorrem mudanças de curto prazo, como um braço quebrado ou uma promoção no trabalho, mas no final, o que realmente traz “resultados” para cada indivíduo, são seus valores éticos e competências.

Olhando agora para o cenário econômico brasileiro e seu direcionamento, é possível perceber uma mudança surpreendentemente positiva.

O foco em eficiência fiscal, privatizações, federalização e desburocratização do país – demonstrado nas reformas pautadas para os próximos anos – em conjunto com uma inflação controlada e juros baixos, têm aumentado, significativamente, a capacidade empresarial de geração de valor para a sociedade, e isto será refletido então nas expectativas da bolsa de valores.

Desta maneira, mesmo que a bolsa tenha alcançado um novo recorde, as empresas que estão presentes por lá, ainda possuem um espaço enorme de crescimento.

Isto significa que a janela de oportunidade para a entrada na bolsa, ainda continua aberta e permanecerá assim por muito mais tempo. E aqueles que ficarem de fora terão que se contentar com os baixos rendimentos de produtos mais seguros.

* Gustavo Vaz é assessor de investimentos na Atrio Investimentos.

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Multas e sanções administrativas podem ‘matar’ uma PME

Como evitá-las adequando-se à LGPD?

Autor: Ricardo Maravalhas

Multas e sanções administrativas podem ‘matar’ uma PME

Minas atrai investimento que vai gerar 300 vagas para engenheiros na Grande BH

Empresa Wabtec anuncia construção de novo centro de engenharia em Contagem após Minas vencer concorrência com estados de dez países.

Autor: Divulgação


Como empresas e empresários devem agir para sobreviver às intempéries

Intempérie. No dicionário, a definição para esse substantivo feminino traz como significado: mau tempo ou tempestade.

Autor: Haroldo Matsumoto

Como empresas e empresários devem agir para sobreviver às intempéries

Desafios empresariais

Empreender envolve correr riscos e encontrar soluções para os problemas das pessoas.

Autor: Leonardo Chucrute

Desafios empresariais

Um líder de verdade ensina o que sabe

Não são incomuns as histórias de profissionais que, voluntariamente, trocam de emprego para ganhar menos do que em suas posições anteriores.

Autor: Yuri Trafane

Um líder de verdade ensina o que sabe

Luciano Hang apoia manifesto isenção de impostos nas compras até US$50

Na noite de sexta-feira, 17, o dono da Havan, Luciano Hang, participou do jantar de encerramento do 39º Congresso Nacional de Sindicatos Empresariais (CNSE), em Balneário Camboriú (SC).

Autor: Divulgação


Como usar a inteligência emocional para lidar com os negócios?

Ser um empreendedor em um negócio altamente estressante é como estar em uma montanha-russa emocional.

Autor: João Roncati

Como usar a inteligência emocional para lidar com os negócios?

Azul cria fundo social para captação de recursos para desastres nacionais

Itaú Unibanco se torna o primeiro apoiador após doação de R$ 5 milhões.

Autor: Divulgação


Ultrapassei o limite do MEI e agora?

Entenda como funciona a transição para Microempresa.

Autor: Divulgação

Ultrapassei o limite do MEI e agora?

Por que tantas recuperações judiciais?

Nas últimas semanas, a imprensa reproduziu amplamente o indicador de recuperações judiciais produzido e monitorado pela Serasa Experian, a concorrente britânica do histórico SPC, este desenvolvido pela Câmara dos Dirigentes Logistas, que oferece serviços de proteção ao crédito.

Autor: Carlos Gomes


Empreendedorismo com propósito

Nasci em Nova Iguaçu, cidade do estado do Rio de Janeiro, e comecei a empreender desde muito cedo.

Autor: Leonardo Chucrute

Empreendedorismo com propósito

Reforma tributária: os desafios para impulsionar o crescimento econômico

“A simplificação do sistema tributário pode resultar em um catalisador para a criação de empregos, impulsionando a economia do país”, diz especialista.

Autor: Divulgação

Reforma tributária: os desafios para impulsionar o crescimento econômico