Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Cathedral Thinking

Cathedral Thinking

29/06/2020 Luiz Fernando Schibelbain

Fundação para o Sucesso na Economia do Propósito.

A Sagrada Família, cartão-postal de Barcelona, é uma das centenas de igrejas e catedrais impressionantes construídas ao longo de muitas centenas de anos, incluindo a Catedral de São Paulo (1029 anos, Londres), a Catedral de Milão (427 anos) e a Basílica de São Pedro (120 anos, Vaticano).

Sua construção iniciou em 1882 e ainda há guindastes presentes construindo as torres finais. É um exemplo perfeito de como nos sentirmos simultaneamente ancorados ao passado e conectados ao futuro.

Apesar de viverem em diferentes lugares e épocas, todos os arquitetos que planejaram essas estruturas compartilham de uma abordagem semelhante denominada “Cathedral Thinking”, ou ‘Pensamento de Catedral’ – que é o ato de empreender uma busca visionária de longo prazo com décadas de previsão, intenção de design e gerações de trabalhadores motivados para seguir adiante e um dia completar a obra.

Para um conceito que remonta à Idade Média, Cathedral Thinking é notavelmente relevante no contexto corporativo atual.

As organizações estão enfrentando pressão para se adaptarem a um futuro cada vez mais incerto, moldado pelos rápidos avanços tecnológicos e por novos players disruptivos.

Ao mesmo tempo, estão buscando maneiras de obter sucesso em uma economia orientada por objetivos imediatos na qual os clientes desejam e esperam que empresas ajudem a solucionar alguns dos desafios sociais, ambientais e políticos mais angustiantes do mundo.

Da mesma forma, as novas gerações de colaboradores vinculados a metas e objetivos estão procurando carreiras que lhes permitam fazer parte da solução.

O Cathedral Thinking pode ser usado pelas instituições como uma ferramenta transformadora a fim de conceber e planejar o futuro, gerando propósitos e auxiliando os funcionários a encontrarem significado e motivação.

Cathedral Thinking na prática

1. Observe: estabeleça uma visão de longo prazo e voltada para o futuro

2. Planeje: projete um negócio construído para um propósito

3. Construa: motive equipes com trabalho significativo

O Cathedral Thinking nos traz estruturas inspiradoras que continuam a cativar geração após geração.

A incorporação de uma mentalidade de catedral pode despertar uma nova história nos negócios, provocando uma mudança do foco na maximização da riqueza dos acionistas no curto prazo para a criação de valor compartilhado de longo prazo com as várias partes interessadas – incluindo aquelas que ainda não nasceram.

Com vidas jurídicas que se estendem além da vida de qualquer pessoa, as organizações são, de fato, um veículo ideal para enfrentar desafios do tamanho de catedrais que exigem ações de longo prazo e multigeracionais.

Ancoradas em uma modelo que adota uma visão de longo prazo, guiadas por um projeto para alcançar seus objetivos variados e equipadas com equipes multidisciplinares e intrinsecamente motivadas de construtores, as instituições podem encontrar uma relevância nova e mais convincente em uma economia orientada por objetivos imediatos.

* Luiz Fernando Schibelbain é gerente de ELT (English Language Teaching) - PES – English Solution Programs / Sistema Positivo de Ensino.

Fonte: Central Press



Desafios empresariais

Empreender envolve correr riscos e encontrar soluções para os problemas das pessoas.

Autor: Leonardo Chucrute

Desafios empresariais

Um líder de verdade ensina o que sabe

Não são incomuns as histórias de profissionais que, voluntariamente, trocam de emprego para ganhar menos do que em suas posições anteriores.

Autor: Yuri Trafane

Um líder de verdade ensina o que sabe

Luciano Hang apoia manifesto isenção de impostos nas compras até US$50

Na noite de sexta-feira, 17, o dono da Havan, Luciano Hang, participou do jantar de encerramento do 39º Congresso Nacional de Sindicatos Empresariais (CNSE), em Balneário Camboriú (SC).

Autor: Divulgação


Como usar a inteligência emocional para lidar com os negócios?

Ser um empreendedor em um negócio altamente estressante é como estar em uma montanha-russa emocional.

Autor: João Roncati

Como usar a inteligência emocional para lidar com os negócios?

Azul cria fundo social para captação de recursos para desastres nacionais

Itaú Unibanco se torna o primeiro apoiador após doação de R$ 5 milhões.

Autor: Divulgação


Ultrapassei o limite do MEI e agora?

Entenda como funciona a transição para Microempresa.

Autor: Divulgação

Ultrapassei o limite do MEI e agora?

Por que tantas recuperações judiciais?

Nas últimas semanas, a imprensa reproduziu amplamente o indicador de recuperações judiciais produzido e monitorado pela Serasa Experian, a concorrente britânica do histórico SPC, este desenvolvido pela Câmara dos Dirigentes Logistas, que oferece serviços de proteção ao crédito.

Autor: Carlos Gomes


Empreendedorismo com propósito

Nasci em Nova Iguaçu, cidade do estado do Rio de Janeiro, e comecei a empreender desde muito cedo.

Autor: Leonardo Chucrute

Empreendedorismo com propósito

Reforma tributária: os desafios para impulsionar o crescimento econômico

“A simplificação do sistema tributário pode resultar em um catalisador para a criação de empregos, impulsionando a economia do país”, diz especialista.

Autor: Divulgação

Reforma tributária: os desafios para impulsionar o crescimento econômico

Empresário, você precisa sair do operacional

As estatísticas não são animadoras.

Autor: Paulo de Vilhena

Empresário, você precisa sair do operacional

Por que as PMEs são as mais vulneráveis à cibersegurança?

Embora elas possam enfrentar restrições orçamentárias, estão disponíveis soluções tecnológicas acessíveis e eficazes.

Autor: Denis Furtado

Por que as PMEs são as mais vulneráveis à cibersegurança?

A união entre marketing digital e comercial para o sucesso dos negócios

Até parece mentira, mas, nos tempos atuais, há quem ainda acredite que seu lugar não seja nas redes sociais.

Autor: Gustavo Alonge

A união entre marketing digital e comercial para o sucesso dos negócios