Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Como calcular o potencial de faturamento do seu negócio?

Como calcular o potencial de faturamento do seu negócio?

10/02/2024 Beatriz Machnick

Conhecer o preço ideal da hora trabalhada em seu escritório ajuda a decidir quanto cobrar e qual pode ser a margem de lucro.

Como calcular o potencial de faturamento do seu negócio?

O que importa não é a quantidade de horas dedicadas a cada cliente dentro da sua empresa, e sim a qualidade. Mas você e seus gestores sabem quanto custa 1 hora do tempo da sua equipe? E por quanto você deveria vender cada hora para garantir lucratividade?

“Muita gente não percebe que o que vende na empresa é o tempo de seus funcionários, por mais que não se cobre por hora”, explica a consultora Beatriz Machnick, CEO da BM Finance Group. O grupo atende hoje mais de 90 empresas de todo o Brasil ensinando a gerir contratos e cobrar o valor correto por eles, além de oferecer a terceirização de departamentos financeiros.

O principal nicho atendido pela BM é a advocacia, visto que, tradicionalmente, a cobrança de honorários não era estabelecida de modo técnico no Brasil. Isso mudou a partir da consultoria da BM junto a centenas de escritórios.

É o caso do Zanardi Advogados, de Campinas (SP). Comandado pelas advogadas Adriana Zanardi e Joseane Zanardi Parodi, coordenadora do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP) no estado de São Paulo, o escritório conheceu a precificação técnica primeiro por meio dos livros de Beatriz, disponíveis para compra online.

“Esse método nos permitiu enxergar vários fatores que deixávamos passar, como processos que custam demais, ou que poderiam trazer maior lucratividade. Conseguimos adequar nosso preço a partir das fórmulas propostas pela BM”, explica Joseane.

“Num segundo momento, com o trabalho de consultoria, a BM realizou um raio-x dentro do escritório e hoje somos capazes de mensurar a lucratividade e garantir esse retorno do nosso trabalho”, completa Adriana. “Foi transformador”, elas garantem.

As advogadas do Zanardi pontuam que, sem a noção da formação técnica do preço, qualquer desconto pode representar um prejuízo, porque não se tem critérios para balizar. Entre as particularidades do negócio do Direito, existe a complexidade de cada caso, que pode variar muito.

Saiba como formar seu preço

As técnicas de formação de preço envolvem conhecer o PIHT, ou o preço ideal da hora trabalhada. Para chegar a ele, basta somar seus custos e despesas e dividir o total pelas horas disponíveis no escritório (HDE), que são aquelas trabalhadas efetivamente no negócio fim.

“Quando você chegar a esse custo, adicione uma margem de lucro, que é um porcentual variável, dependendo da categoria em que se encontra aquele cliente: ele é importante para alcançar outros clientes? É alguém que dará muito trabalho?  Ou entrará facilmente em seu fluxo de atendimento?”, questiona a consultora Beatriz Machnick. Com isso, é possível firmar três níveis de preço, baseados num lucro mínimo, médio ou maior.

O resultado final será o “preço ideal da sua hora”, já garantida a lucratividade. “Precificação exige cálculo, e receita não significa lucro. Calcule quanto custa um processo dentro do escritório (CMP) e quanto custa uma hora do seu tempo (CMH). Fazendo cálculos internos de custo, você vai adicionar uma margem de lucro e, então, poderá definir a melhor forma de cobrança.”

Além disso, é preciso saber quantos processos estão em andamento dentro do escritório, e, em muitos negócios, o tempo destinado ao processo e ao cliente é um dos principais custos.

* Beatriz Machnick é professora, contadora, especialista em Controladoria e Finanças, mestre em Governança e Sustentabilidade. 

Para mais informações sobre negócio clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: Smartcom



Estratégias de desenvolvimento interno de equipes de alta performance

Apostar na formação de funcionários é a melhor saída para driblar a escassez de talentos especializados no mercado de trabalho.

Autor: Divulgação

Estratégias de desenvolvimento interno de equipes de alta performance

A estratégia de folha de pagamento na prática

Se os funcionários são o coração pulsante de uma organização, então a folha de pagamento é, de muitas maneiras, o sangue que a percorre.

Autor: Jeff Phipps

A estratégia de folha de pagamento na prática

União da Contabilidade e Marketing voltados para o ESG

O termo ESG surgiu há alguns anos e já tem se tornado prioridade no mundo dos negócios por estar embasado nas práticas ambientais, sociais e de administração de uma empresa.

Autor: Priscilla Helena Afonso Ejzenbaum

União da Contabilidade e Marketing voltados para o ESG

Como um ERP pode aumentar a eficiência de uma empresa?

Em meio a um cenário empresarial dinâmico e em evolução constante, a adoção de um sistema de gestão torna-se imprescindível para garantir a eficiência operacional.

Autor: Júlio Baruchi e Rodrigo Franco

Como um ERP pode aumentar a eficiência de uma empresa?

Felicidade nas empresas: ambientes resilientes e produtivos

Desde que o mundo é mundo, a felicidade sempre foi o tema da existência humana.

Autor: Nancy Quintela e Walderez Fogarolli

Felicidade nas empresas: ambientes resilientes e produtivos

Você sabe a importância do marketing e do branding para um bom líder?

Há duas ferramentas que são essenciais para um bom líder utilizar e ajudar a criar uma imagem positiva e forte da sua marca e negócio: o marketing e o branding.

Autor: Leonardo Chucrute

Você sabe a importância do marketing e do branding para um bom líder?

Quais os principais erros cometidos na hora de investir em cibersegurança?

Se as empresas estão engajadas na temática de segurança, por que continuamos vendo casos de ciberataques?

Autor: Renata Barros e Tailan Oliveira

Quais os principais erros cometidos na hora de investir em cibersegurança?

5 desafios de trade marketing

Como as empresas devem se preparar para 2024.

Autor: Kleber Astolfi

5 desafios de trade marketing

Empreender sem funcionários? Dicas para administrar o próprio negócio

Como alternativa para começar o próprio negócio, investir em empresas sem colaboradores é uma opção para ter autonomia com o trabalho.

Autor: Divulgação

Empreender sem funcionários? Dicas para administrar o próprio negócio

Por que abandonar o ‘marketês’ nas relações com clientes

Em novo livro, Carolina Fernandes incentiva pequenos e grandes empresários a abrasileirarem a comunicação para reforçar proximidade com todos os públicos.

Autor: Divulgação


“Contrato de gaveta” pode trazer instabilidade jurídica à sua empresa?

Contratos sem registro legal podem ser mais rápidos, mas trazem insegurança jurídica para a empresa.

Autor: Divulgação

“Contrato de gaveta” pode trazer instabilidade jurídica à sua empresa?

Adulteração de áudios e vídeos com uso de IA é um risco empresarial

É fundamental sempre comunicar os clientes e seguidores as campanhas em atividade, bem como orientá-los que façam uso apenas dos canais oficiais da empresa.

Autor: Gustavo Alonge

Adulteração de áudios e vídeos com uso de IA é um risco empresarial