Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Das empresas modernas às tradicionais, não há como evitar o trabalho flexível

Das empresas modernas às tradicionais, não há como evitar o trabalho flexível

18/05/2023 Roberta Vasconcellos

Estamos vivendo um período de consolidação do trabalho flexível, que se popularizou durante a pandemia.

Das empresas modernas às tradicionais, não há como evitar o trabalho flexível

Se em 2020 o home office foi  necessário, hoje ter essa flexibilidade é sinônimo de mais qualidade de vida. Uma pesquisa do Google Workspace aponta que 56% das empresas brasileiras já adotaram o modelo híbrido, 19% adotaram o modelo remoto e 65% das pessoas que ainda estão no presencial trocariam seu emprego para trabalhar de forma híbrida. Essa é a busca pelo “Work-Life Balance”, o equilíbrio entre as vidas pessoal e profissional que o trabalho flexível é capaz de proporcionar.

Segundo um levantamento da ONU realizado pela Organização Internacional do Trabalho, existe uma quantidade considerável de evidências de que as políticas de equilíbrio são benéficas tanto para as empresas quanto para os colaboradores, pois melhoram a produtividade e proporcionam flexibilidade com a possibilidade de ter horas a mais, antes gastas no deslocamento, para assuntos e tarefas pessoais. Inclusive, está crescendo em todo o mundo o número de pessoas que colocam esse balanço no mesmo patamar que o salário ao avaliar uma mudança de emprego, de acordo com a CEMS, uma aliança global de escolas de negócios, multinacionais e ONGs. Isso mostra que embora o salário seja sempre um fator importante, ele não é mais determinante.

Para algumas empresas, os coworkings vêm atendendo muito bem o modelo híbrido. Os mais diversos espaços estão disponíveis por toda a cidade sempre que há uma reunião importante, um momento que exige mais concentração ou que a localização de casa não se encaixa bem com agenda do dia, que pode envolver uma consulta médica, buscar o filho na escola ou até mesmo encontrar os amigos durante o almoço ou happy hour. Só a Woba disponibiliza mais de 1,6 mil coworkings em 200 cidades do Brasil – atendemos corporações e instituições como XP Investimentos, Banco Inter e Albert Einstein –, fora tantas outras redes que trabalham no setor.

Já para as empresas que precisam (ou não se desapegaram) de um escritório fixo, a onda dos escritórios criativos, aqueles “tipo Facebook”, está dando lugar a outra grande tendência, que são os escritórios sob medida (BTS - Built to Suit) – além de criativos, eles se encaixam perfeitamente à rotina da empresa. A primeira grande vantagem é que o escritório não precisa comportar todo o time, já que ocorre um revezamento de colaboradores no local quando o modelo é híbrido. Ou seja, é possível ter uma nova sede bem menor, o que diminui os gastos.

O escritório BTS é uma oportunidade para construir um espaço moderno, que seja a cara da empresa, mais atrativo para os colaboradores e que esteja alinhado ao posicionamento da marca. Escritórios verdes, por exemplo, que estão entre os mais procurados, podem ter iluminação natural, utilização de água das chuvas, coleta seletiva de lixo, uso de energia limpa e outras características que passam a mensagem certa: essa empresa tem consciência socioambiental. Está em análise uma lei que visa diminuir o IPTU cobrado sobre imóveis sustentáveis, a chamada PEC do IPTU verde. Se ela for aprovada, o gasto será menor ainda.

Grandes empresas vêm aderindo aos escritórios BTS para sua jornada de trabalho flexível, das mais modernas às mais tradicionais, a exemplo de dois dos nossos cases Woba, o iFood, fruto da era das startups, e a multinacional italiana CNH Industrial, que estão economizando de 30% a 50% em seus gastos mensais com escritório. Além da construção personalizada, a Woba faz toda a gestão do espaço e as empresas pagam um boleto único – no qual ficam inclusos o valor parcelado da obra e os valores de locação, água, energia, internet e serviços adicionais, como limpeza, recepção e segurança. Ou seja, é mais barato e mais prático.

Como duas empresas com perfis tão diferentes encontraram a mesma solução? Porque o trabalho flexível, quando focado no Work-Life Balance, é capaz de transformar a cultura e mentalidade corporativa, desvendando um modelo que atrela produtividade e economia à qualidade de vida. Não são os “workaholics”, viciados em trabalho, ou o trabalho vigiado que fazem uma empresa crescer de maneira sustentável, são colaboradores satisfeitos e com boa saúde mental.

* Roberta Vasconcellos, cofundadora e CEO da Woba.

Para mais informações sobre home office clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: Maya PR



Um líder de verdade ensina o que sabe

Não são incomuns as histórias de profissionais que, voluntariamente, trocam de emprego para ganhar menos do que em suas posições anteriores.

Autor: Yuri Trafane

Um líder de verdade ensina o que sabe

Luciano Hang apoia manifesto isenção de impostos nas compras até US$50

Na noite de sexta-feira, 17, o dono da Havan, Luciano Hang, participou do jantar de encerramento do 39º Congresso Nacional de Sindicatos Empresariais (CNSE), em Balneário Camboriú (SC).

Autor: Divulgação


Como usar a inteligência emocional para lidar com os negócios?

Ser um empreendedor em um negócio altamente estressante é como estar em uma montanha-russa emocional.

Autor: João Roncati

Como usar a inteligência emocional para lidar com os negócios?

Azul cria fundo social para captação de recursos para desastres nacionais

Itaú Unibanco se torna o primeiro apoiador após doação de R$ 5 milhões.

Autor: Divulgação


Ultrapassei o limite do MEI e agora?

Entenda como funciona a transição para Microempresa.

Autor: Divulgação

Ultrapassei o limite do MEI e agora?

Por que tantas recuperações judiciais?

Nas últimas semanas, a imprensa reproduziu amplamente o indicador de recuperações judiciais produzido e monitorado pela Serasa Experian, a concorrente britânica do histórico SPC, este desenvolvido pela Câmara dos Dirigentes Logistas, que oferece serviços de proteção ao crédito.

Autor: Carlos Gomes


Empreendedorismo com propósito

Nasci em Nova Iguaçu, cidade do estado do Rio de Janeiro, e comecei a empreender desde muito cedo.

Autor: Leonardo Chucrute

Empreendedorismo com propósito

Reforma tributária: os desafios para impulsionar o crescimento econômico

“A simplificação do sistema tributário pode resultar em um catalisador para a criação de empregos, impulsionando a economia do país”, diz especialista.

Autor: Divulgação

Reforma tributária: os desafios para impulsionar o crescimento econômico

Empresário, você precisa sair do operacional

As estatísticas não são animadoras.

Autor: Paulo de Vilhena

Empresário, você precisa sair do operacional

Por que as PMEs são as mais vulneráveis à cibersegurança?

Embora elas possam enfrentar restrições orçamentárias, estão disponíveis soluções tecnológicas acessíveis e eficazes.

Autor: Denis Furtado

Por que as PMEs são as mais vulneráveis à cibersegurança?

A união entre marketing digital e comercial para o sucesso dos negócios

Até parece mentira, mas, nos tempos atuais, há quem ainda acredite que seu lugar não seja nas redes sociais.

Autor: Gustavo Alonge

A união entre marketing digital e comercial para o sucesso dos negócios

Empreender é saber lidar com pressão e estresse

Muitas vezes, diante dos desafios e preocupações do dia a dia, ficamos estressados e não sabemos como lidar com algumas situações ou pressões.

Autor: Leonardo Chucrute

Empreender é saber lidar com pressão e estresse