Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Desdobramentos na economia brasileira após a queda da Selic

Desdobramentos na economia brasileira após a queda da Selic

24/09/2019 Daniel Ribeiro

A evolução do cenário básico e do balanço de riscos prescreve ajuste no grau de estímulo monetário.

O Banco Central (BCB, BC ou BACEN) deu continuidade ao ciclo de cortes de juros, optando, de maneira unânime, por diminuir a Selic (taxa básica de juros) de 6% ao ano para 5,5%. O resultado veio em linha com as expectativas de mercado. Ainda assim, a autoridade monetária afirmou que deve haver nova queda na próxima reunião, porém não determinou até qual patamar os juros podem cair.

“A evolução do cenário básico e do balanço de riscos prescreve ajuste no grau de estímulo monetário”, segundo o comunicado do Comitê de Política Monetária (Copom) divulgado após a reunião. “A consolidação do cenário benigno para a inflação prospectiva deverá permitir ajuste adicional no grau de estímulo”, continua a mensagem.

A fraca atividade econômica, a inflação sob controle e o ambiente internacional favorável, contribuíram para a decisão do Banco Central. Sem citar a alta mais recente da cotação do petróleo após os ataques na Arábia Saudita, o BACEN ponderou que o cenário “segue incerto” e que há riscos ligados a uma “desaceleração mais intensa da economia global.”

O Copom fez questão, entretanto, de ressaltar que a consolidação do “cenário benigno” é essencial para que haja um corte na próxima reunião. “Os próximos passos da política monetária continuarão dependendo da evolução da atividade econômica, do balanço de riscos e das projeções e expectativas de inflação”, conforme anuncio.

“No cenário externo, a provisão de estímulos monetários adicionais nas principais economias, em contexto de desaceleração econômica e de inflação abaixo das metas, tem sido capaz de produzir ambiente relativamente favorável para economias emergentes. Entretanto, o cenário segue incerto e os riscos associados a uma desaceleração mais intensa da economia global permanecem”, acrescenta a autoridade monetária. A próxima reunião do Copom será realizada nos dias 29 e 30 de outubro.

* Daniel Ribeiro, economista e sócio fundador da Monteverde Investimentos

Fonte: Naves Coelho Comunicação




O engajamento dos colaboradores em um mundo colocado à força em home office

A pandemia causada pelo novo coronavírus obrigou empresas de todo o mundo a adaptarem suas rotinas e métodos de trabalho, adotando o home office como resposta imediata à evolução da Covid-19.


Retomada econômica com cautela é defendida pela FIEMG

Federação acredita que a retomada deve ser customizada para cada região do estado


A crise e suas oportunidades

A partir dos dados da B3, é possível observar um movimento extremamente curioso no mercado financeiro.


Acomodando-se para a longa viagem: trabalhando de casa com segurança

Na última década, vimos um tremendo aumento de trabalhadores remotos - tanto autônomos quanto colaboradores e executivos.


Empreendedor, o herói necessário

A recessão econômica que iniciada neste primeiro semestre de 2020 será uma das mais graves dos últimos tempos.

Empreendedor, o herói necessário

Mais da metade dos pequenos negócios mineiros tiveram crédito negado

Pesquisa do Sebrae mostra que a crise tem levado um número maior de empresários a buscarem empréstimos para manterem os negócios.

Mais da metade dos pequenos negócios mineiros tiveram crédito negado

Edital de Inovação para a Indústria do SENAI lança nova categoria

São 250 mentorias online e gratuitas para apoiar as empresas na produção de equipamentos de proteção para COVID-19.


Novos impactos para implementação da LGPD

As empresas que não se anteciparam na busca de adequação à LGPD devem colocar este projeto em segundo plano.


Geração de caixa através dos tributos em meio a pandemia

O que as empresas necessitam é de geração de caixa como medida imediata. A possibilidade existe por iniciativa própria e dentro da lei.


E-commerce nos tempos de COVID 19

O que as empresas podem fazer para manter a operação funcionando?


Os impactos da pandemia do novo coronavírus na mineração

Para continuar operando durante o período de isolamento social – que é uma das medidas restritivas essenciais no combate ao novo coronavírus –, diversas empresas precisam se reinventar.