Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Fundadores deixam o Google, que possui novas apostas para o futuro

Fundadores deixam o Google, que possui novas apostas para o futuro

08/12/2019 Tainá Freitas

É o fim de uma era no ecossistema empreendedor: Larry Page e Sergey Brin, fundadores do Google, estão deixando o comando da empresa, depois de 21 anos.

Fundadores deixam o Google, que possui novas apostas para o futuro

Page e Brin estão saindo, respectivamente, dos cargos de presidente e CEO (diretor executivo) da Alphabet, holding do Google. O cargo de CEO da Alphabet será assumido por Sundar Pichai, que já lidera o Google.

Os fundadores estão se afastando da rotina diária da empresa, mas continuarão como membros do Conselho Administrativo. “Acreditamos que é tempo de assumir o papel de pais orgulhosos — oferecendo conselhos e amor, mas não a incomodando todos os dias”, descrevem no anúncio.

Pichai dirige o Google desde 2015, substituindo Larry Page após a estruturação da holding Alphabet.

Em um e-mail enviado a todos os funcionários, ele afirmou que a transição não irá afetar a estrutura da empresa, composta, além do Google, pela Waymo (de carros autônomos), Wing (drones), Verily (inovação na saúde), entre outras. Ele comentou, ainda, que continuará muito focado no Google.

O Google está diversificando seu portfólio. A empresa, que nasceu como um buscador na internet, hoje possui serviços de mapas, tradução, computação em nuvem, hardware – a exemplo do smartphone Pixel, o acessório para televisão Chromecast, e o Google Nest Mini, caixa de som com o Google Assistente.

O Google Assistente tem sido uma das maiores apostas da empresa no Brasil e no mundo. A companhia lançou recentemente o dispositivo no país e já anunciou integrações com empresas como Nubank, iFood, Rappi e Banco do Brasil.

O objetivo é que os clientes usem esses e outros serviços apenas por comandos de voz, sem a necessidade de aplicativos. Empresas como a Amazon e a Apple também estão investindo nos próprios assistentes digitais.

Outra novidade que o Google está preparando – e que poderá mudar completamente a empresa – são contas corrente digitais. De acordo com o WSJ, a empresa de tecnologia começará a oferecer serviços financeiros. O projeto, chamado de “Cache”, deve ser lançado ainda em 2020.

O fato de a empresa não ser um banco, mas já possuir uma rede milionária de clientes, pode facilitar a adoção do serviço pelo mundo. A companhia não anunciou se cobrará taxas pelos serviços.

E você, usaria uma conta digital do Google? O que acha da saída dos fundadores?

Fonte: StartSe



O que torna uma marca valiosa

O que faz com que uma marca seja valiosa?


Natal deve movimentar mais de R$ 36 bilhões na economia

Seis em cada dez brasileiros pretendem comprar presentes para si mesmos no Natal, aponta pesquisa CNDL/SPC Brasil.

Natal deve movimentar mais de R$ 36 bilhões na economia

Como o cenário externo afeta a economia brasileira

Muito se fala dos embates entre os Estados Unidos e China em sua Guerra Comercial, e das crises econômicas ou sociais em alguns países latinos.


O que esperar de uma franquia?

As expectativas sobre o tempo de retorno do investimento e as margens de lucros esperadas costumam ser as grandes inquietações de quem planeja investir em uma franquia.


App do Banco do Brasil aceita comando de voz

Inovação entre os bancos brasileiros é lançada em parceria com a Google.


Percentual de famílias com dívidas volta a subir em novembro

O percentual de famílias com dívidas alcançou 65,1% do total (em outubro, era de 64,7%).

Percentual de famílias com dívidas volta a subir em novembro

Acidente de trabalho na hora do almoço

O horário de almoço faz parte da jornada de trabalho do empregado.


Mais de 65 mil pescadores afetados por manchas de óleo receberão auxílio emergencial

Listas com os registros dos pescadores beneficiados e números por estado já estão disponíveis.

Mais de 65 mil pescadores afetados por manchas de óleo receberão auxílio emergencial

PIB cresce 0,6% no terceiro trimestre, revela IBGE

Na comparação com 3º trimestre de 2018, expansão é de 1,2%.

PIB cresce 0,6% no terceiro trimestre, revela IBGE

Setores recomendados para se investir neste final de ano

Em 2019, o Brasil passou por grandes mudanças estruturais, no que tange a política monetária expansionista.


Em cada dez brasileiros, dois foram vítimas de fraudes nos últimos 12 meses

Levantamento CNDL/SPC Brasil mostra que fim de ano é época propícia para ação de fraudadores.

Em cada dez brasileiros, dois foram vítimas de fraudes nos últimos 12 meses

Empresas devem começar já preparação para a reforma tributária, orienta consultor

Cerca de 4,5 milhões delas, que hoje estão no Simples Nacional ou no Lucro Presumido, tendem a migrar para o Lucro Real, o que exige organização interna e planejamento tributário.

Empresas devem começar já preparação para a reforma tributária, orienta consultor