Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Fundadores deixam o Google, que possui novas apostas para o futuro

Fundadores deixam o Google, que possui novas apostas para o futuro

08/12/2019 Tainá Freitas

É o fim de uma era no ecossistema empreendedor: Larry Page e Sergey Brin, fundadores do Google, estão deixando o comando da empresa, depois de 21 anos.

Fundadores deixam o Google, que possui novas apostas para o futuro

Page e Brin estão saindo, respectivamente, dos cargos de presidente e CEO (diretor executivo) da Alphabet, holding do Google. O cargo de CEO da Alphabet será assumido por Sundar Pichai, que já lidera o Google.

Os fundadores estão se afastando da rotina diária da empresa, mas continuarão como membros do Conselho Administrativo. “Acreditamos que é tempo de assumir o papel de pais orgulhosos — oferecendo conselhos e amor, mas não a incomodando todos os dias”, descrevem no anúncio.

Pichai dirige o Google desde 2015, substituindo Larry Page após a estruturação da holding Alphabet.

Em um e-mail enviado a todos os funcionários, ele afirmou que a transição não irá afetar a estrutura da empresa, composta, além do Google, pela Waymo (de carros autônomos), Wing (drones), Verily (inovação na saúde), entre outras. Ele comentou, ainda, que continuará muito focado no Google.

O Google está diversificando seu portfólio. A empresa, que nasceu como um buscador na internet, hoje possui serviços de mapas, tradução, computação em nuvem, hardware – a exemplo do smartphone Pixel, o acessório para televisão Chromecast, e o Google Nest Mini, caixa de som com o Google Assistente.

O Google Assistente tem sido uma das maiores apostas da empresa no Brasil e no mundo. A companhia lançou recentemente o dispositivo no país e já anunciou integrações com empresas como Nubank, iFood, Rappi e Banco do Brasil.

O objetivo é que os clientes usem esses e outros serviços apenas por comandos de voz, sem a necessidade de aplicativos. Empresas como a Amazon e a Apple também estão investindo nos próprios assistentes digitais.

Outra novidade que o Google está preparando – e que poderá mudar completamente a empresa – são contas corrente digitais. De acordo com o WSJ, a empresa de tecnologia começará a oferecer serviços financeiros. O projeto, chamado de “Cache”, deve ser lançado ainda em 2020.

O fato de a empresa não ser um banco, mas já possuir uma rede milionária de clientes, pode facilitar a adoção do serviço pelo mundo. A companhia não anunciou se cobrará taxas pelos serviços.

E você, usaria uma conta digital do Google? O que acha da saída dos fundadores?

Fonte: StartSe



Pandemia traz oportunidades para startups no Brasil

A desburocratização no processo de abertura da Empresa Simples de Inovação vai estimular o desenvolvimento de soluções, produtos e serviços inovadores

Pandemia traz oportunidades para startups no Brasil

Como a COVID-19 impacta o ambiente tributário brasileiro

O efeito que a pandemia do coronavírus vem causando não tem precedentes.


Sustentabilidade como uma prioridade corporativa

Em seu clássico “A Riqueza das Nações”, de 1776, o filósofo escocês Adam Smith disse que, no final da busca por seus interesses econômicos, os líderes empresariais teriam de mudar seus rumos e servir, fundamentalmente, as demandas da sociedade.


Agronegócio é pilar para reconstruir economia brasileira pós-coronavírus

Setor é o menos afetado pela pandemia e representa 25% do PIB do País.

Agronegócio é pilar para reconstruir economia brasileira pós-coronavírus

Mentalidade ágil norteia sobrevivência das empresas em cenários de crise

O que as empresas têm a aprender com cenários de crise impostos por imprevistos, tais como o Coronavírus?


Como investir em marketing em tempos de coronavírus?

Quando se posicionar sobre a atual situação, o foco não deve ser vender a qualquer custo, mas sim tentar ajudar de alguma forma.


Está na hora de inovar a Gestão Financeira

Você conseguiria dizer, agora, como está o caixa de sua empresa?


CNC projeta queda de R$ 738 milhões nas vendas da Páscoa por coronavírus

Pandemia deve fazer faturamento do comércio cair 31,6% em uma das maiores datas comemorativas do País.

CNC projeta queda de R$ 738 milhões nas vendas da Páscoa por coronavírus

Fusões e aquisições: o ano de 2020 promete!

O ano de 2020 promete ser bem movimentado para operações de fusões e aquisições no Brasil.


Pequenos negócios já preveem pegar empréstimos para se manterem no mercado

Pesquisa do Sebrae mostra que as empresas já sentem redução expressiva no faturamento e no volume de vendas.

Pequenos negócios já preveem pegar empréstimos para se manterem no mercado

A empresa pode obrigar o funcionário a trabalhar na quarentena?

A situação não é boa para economia, mas é importante para saúde da população.

A empresa pode obrigar o funcionário a trabalhar na quarentena?

Agricultura e pandemia

Agricultura garante soberania alimentar e contribui para atender demanda global durante pandemia do coronavírus.