Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Gestão empresarial para a área da saúde

Gestão empresarial para a área da saúde

14/10/2019 Daniel Silva

O êxito de um empreendimento voltado ao atendimento médico não depende somente da composição de um bom corpo clínico.

O aumento de receita, maior produtividade, melhoria no alinhamento dos colaboradores com a empresa, crescimento da motivação, redução da rotatividade de pessoal e a diminuição de custos, são alguns dos principais benefícios que podem ser obtidos com a adoção de uma gestão eficaz e assertiva por parte de empresas direcionadas aos negócios da saúde.

Atualmente, o êxito de um empreendimento voltado ao atendimento médico não depende somente da composição de um bom corpo clínico.

Para se diferenciar no mercado, ter ganhos notáveis ou mesmo obter resultados que excedam as expectativas, é indispensável que uma clínica, hospital ou consultório tenha como base um modelo de gestão eficiente.

Esse direcionamento pode assegurar um alto nível de atendimento, a sistematização de uma rotina interna adequada, e a estabilização do âmbito financeiro.

Acredito que a gestão em saúde, ainda que tenha uma comprovada relevância, não é abordada de maneira apropriada durante a formação acadêmica de médicos e de outros profissionais do setor.

Percebo que durante a faculdade, os alunos da área não recebem uma abordagem aprofundada sobre os pilares de uma boa gestão.

Sendo assim, muitas destas pessoas enfrentam uma infinidade de dificuldades ao ter que lidar com os principais departamentos de uma empresa, que são os de recursos humanos, vendas, financeiro, liderança e empreendedorismo.

Vejo que a união da expertise do profissional junto de seu conhecimento quanto as necessidades de seu negócio são fundamentais para que o mesmo se torne capaz de lidar com as adversidades do mercado de atuação.

Não é segredo para ninguém, que independente do segmento, o mundo anda cada vez mais competitivo, dinâmico e em constante mudança.

Partindo desse contexto, a gestão empresarial se apresenta como uma grande aliada do empreendedor, pois possibilita a tomada de decisões mais assertivas e objetivas.

Para que um médico empreendedor alcance o sucesso almejado, é primordial que ele entenda e saiba aplicar os princípios básicos de um modelo de gestão.

Sabemos que planejar, organizar, comandar, coordenar e executar são ações indispensáveis para quem pretende criar e desenvolver um negócio de êxito.

Acredito que se os profissionais da área já entrassem em contato com os preceitos basilares da gestão ainda no ambiente acadêmico, muitos dos erros comuns a prática, poderiam ser evitados ou minimizados.

Para se fazer o gerenciamento adequado de um empreendimento da área da saúde, o especialista recomenda que antes de tudo, seja realizado um diagnóstico empresarial e uma análise 360º da empresa ou serviço.

As estratégias para se fazer uma boa gestão são variadas e vão de acordo com o que cada instituição precisa ou deseja.

Acho que independentemente das táticas escolhidas é fundamental fazer uma análise geral, pois isso evitará mudanças desnecessárias e um consequente aumento de custos.

Com esse estudo em mãos, o gestor poderá identificar todos os fatores internos e externos que poderão afetar o desempenho da sua organização, e assim implementar modelos e práticas que irão aprimorar processos internos e favorecer o desenvolvimento do negócio.

* Daniel Silva é especialista em gestão empresarial e diretor de operações da Inmedic Brasil.

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Pesquisa mostra consumo mais consciente e compromisso com a sustentabilidade

61% dos consumidores esperam que as marcas que compram tenham práticas claras de sustentabilidade.


Coronavírus provoca a maior queda da história na intenção de consumo das famílias

ICF cai 13,1% em segunda retração mensal consecutiva e atinge menor nível desde novembro de 2017.

Coronavírus provoca a maior queda da história na intenção de consumo das famílias

A hipótese das três crises

Ao colocar as pessoas em isolamento social, a pandemia do coronavírus gerou uma crise múltipla.


Shopping Centers – O desafio da reinvenção

Há a necessidade de ir mais além, mergulhar no íntimo do conhecimento do nosso cliente, usar definitivamente o que se aprendeu nos bancos da universidade - a antropologia do consumo, o atendimento personalizado, ir além.


Produtores do Cerrado fazem primeira venda coletiva de queijo minas artesanal

Produtores da Aprocer comercializam 450 quilos de queijo a um valor superior ao que vinha sendo negociado regionalmente.

Produtores do Cerrado fazem primeira venda coletiva de queijo minas artesanal

Com a pandemia, 11% dos pequenos negócios mineiros tiveram que demitir

Pesquisa do Sebrae mostra que a flexibilização temporária das regras trabalhistas dá fôlego aos pequenos negócios para atravessarem a crise.

Com a pandemia, 11% dos pequenos negócios mineiros tiveram que demitir


O engajamento dos colaboradores em um mundo colocado à força em home office

A pandemia causada pelo novo coronavírus obrigou empresas de todo o mundo a adaptarem suas rotinas e métodos de trabalho, adotando o home office como resposta imediata à evolução da Covid-19.


Retomada econômica com cautela é defendida pela FIEMG

Federação acredita que a retomada deve ser customizada para cada região do estado


A crise e suas oportunidades

A partir dos dados da B3, é possível observar um movimento extremamente curioso no mercado financeiro.


Acomodando-se para a longa viagem: trabalhando de casa com segurança

Na última década, vimos um tremendo aumento de trabalhadores remotos - tanto autônomos quanto colaboradores e executivos.


Empreendedor, o herói necessário

A recessão econômica que iniciada neste primeiro semestre de 2020 será uma das mais graves dos últimos tempos.

Empreendedor, o herói necessário