Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Home office – 4.0

Home office – 4.0

09/04/2020 Efigenia Vieira

De tendência à realidade. Parecia fácil, encaixado em belíssimos artigos e cartilhas amplamente escritas e compartilhadas por todos.

O momento chegou no dia-a-dia de equipes dos mais variados portes e especializações. Para muitos não haverá novidades.

Entretanto, será desafiador e uma experiência nova para uma grande parcela de pessoas e empresas. A sua missão no mundo do trabalho, hoje, é a alternativa para garantir a saúde, a economia e, consequentemente, o emprego de muitos.

O mundo nunca mais será o mesmo depois da pandemia da Covid-19. Aprenderemos com os erros e ajustes. É preciso engajamento e transparência de comandantes, que deverão manter o pânico e a baixa moral longe de seus times de alto valor. As palavras de ordem se mantêm – saúde, motivação, produtividade e emprego.

Líderes e boas práticas caminhando juntos!

Aprendizado: Para muitos haverá o aprendizado construtivo. Saibam que existe uma curva para todos entenderem e se pôr em marcha à uma realidade nova para muitos. A conhecida "curva de aprendizagem".

Este período é único e merece a atenção de outros membros da equipe, ou seja, aqueles que puderem absorver mais rapidamente as novas formas de trabalho. Colaborar é preciso. Outra competência 4.0 na linha de frente.

Comunicação: Contatos claros e transparentes são fundamentais. Você terá, mais do que nunca, a sua habilidade de informação como vetor importante neste momento.

O ato de se comunicar precisa ser praticado incansavelmente no dia a dia e, principalmente, em momentos de incertezas. Quando a comunicação é escassa, a desinformação tende a fomentar conflitos e retrabalhos.

Transparência: O gestor ou o líder de projetos, deverá responder por questionamentos de forma clara e precisa. A transparência e a proatividade na informação são as melhores políticas. Quanto mais os colaboradores sentirem confiança na empresa e em seus líderes, mais produtivos serão.

Atenção à rotina comportamental: Os colaboradores ainda não engajados por diversos fatores, muitos deles emocionais, com baixa energia e desinteresse pelo trabalho, merecem atenção. Podem comprometer a boa realização dos demais e ameaçar o clima positivo instalado.

Terão sempre justificativas para o não cumprimento de prazos de entrega e erros na qualidade do resultado final a eles confiados. Redobre a atenção. Esteja atento quanto a possíveis boicotes. Muitas das vezes por fragilidades emocionais.

Feedback, por favor: O feedback em qualquer momento é essencial. Tenha sempre um período para esta ação. Não deixe de pontuar o que não está indo bem, mas, principalmente, tenha uma atitude positiva estimulando o engajamento e a relevância de cada um neste momento de vital importância para todos, para o próprio negócio e, enfatizando, o emprego/trabalho.

Seja coletivo e pessoal ao mesmo tempo: Todos nós valorizamos feedbacks e trocas de experiências. Torne válido um momento particular sempre que detectar necessário. Estimule todos a estabelecer conexões saudáveis e em prol do autoconhecimento e de entregas que, somadas, irão refletir a consciência do time. Dê voz a todos para se manifestarem.

Reconhecimento como mola propulsora: Várias pesquisas já apresentaram que a remuneração não é o mais importante para manter o colaborador na empresa.

O momento não permite prêmios financeiros, mas é ideal para o reconhecimento de trabalhos ainda melhores dos realizados em situação normal e em ambientes formais. Não poupe elogios e outras diversas formas de estímulo.

Afinal, será um período apenas e nada poderá deixar de lado, recompensas futuras e valorizações no presente. O segredo está em fazer com que todos se sintam valorizados e muito importantes como de fato o são.

Mantenha o foco: Concentre-se mais ainda. O trabalho em casa traz muitas compensações, mas pode estimular a desatenção. Distrações podem romper com elos da cadeia de colaboração e investimento e não contribuem para o êxito de todos.

* Efigenia Vieira é CEO da Upside Group.

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Comércio perde 7,8% de empresas e reduz salários em 2020, aponta IBGE

Dados fazem parte da Pesquisa Anual de Comércio.

Comércio perde 7,8% de empresas e reduz salários em 2020, aponta IBGE

Mercado infantil tem projeções de crescimento para os próximos cinco anos

Ramo de franquias no setor registra alta tanto em faturamento quanto em número de unidades.

Mercado infantil tem projeções de crescimento para os próximos cinco anos

Empresas poderão renegociar dívidas com o Fisco com 70% de desconto

Portaria estende à Receita Federal a modalidade de renegociação chamada de transação tributária.

Empresas poderão renegociar dívidas com o Fisco com 70% de desconto

Gestão de custos e planejamento a longo prazo

Gestão de custos é o processo de planejar e controlar efetivamente os custos envolvidos em um negócio.

Gestão de custos e planejamento a longo prazo

Salário mínimo pode ser de R$ 1.294 em 2023

Se o valor for confirmado, vai ser o quarto ano seguido sem reajuste real.

Salário mínimo pode ser de R$ 1.294 em 2023

CNC prevê alta de 5,3% nas vendas para o Dia dos Pais

Estimativa é criar 18,5 mil vagas temporárias.

CNC prevê alta de 5,3% nas vendas para o Dia dos Pais

Confiança dos pequenos negócios cai em julho

Comércio foi o setor mais confiante e serviços foi o que apresentou menor confiança.

Confiança dos pequenos negócios cai em julho

Arquivei marca presença em grande evento de contabilidade em BH

Coordenadoras da empresa participam de palestra sobre visões estratégicas que podem gerar economia no setor contábil.


Pequenos negócios geram 72% das vagas de emprego no primeiro semestre

Micro e pequenas empresas criam 961 mil postos no período no país.


Quatro principais desafios de vendas para superar até 2023

À medida que o mundo volta a alguma normalidade, começamos a perceber também que a forma de vender mudou fundamentalmente em comparação com os tempos pré-pandemia.

Quatro principais desafios de vendas para superar até 2023

MEI poderá emitir nota fiscal de serviço no Portal do Simples Nacional

Mais de 13 milhões de empreendedores devem ser beneficiados.

MEI poderá emitir nota fiscal de serviço no Portal do Simples Nacional

Mais de 70% dos empresários mineiros estão otimistas com o 2º semestre de 2022

Primeiro semestre do ano teve aumento de 51,9% nas vendas em relação a 2021.

Mais de 70% dos empresários mineiros estão otimistas com o 2º semestre de 2022