Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Não perca tempo com problemas que não existem

Não perca tempo com problemas que não existem

17/02/2020 Divulgação

É muito comum num grupo, numa reunião ou na empresa inteira, pessoas discutirem possíveis problemas em meio a um trabalho.

Não perca tempo com problemas que não existem

Horas preciosas perdidas com problemas que podem nem mesmo chegar a existir.  Para o professor Luciano Salamacha, especialista em gestão, discutir incansavelmente por um problema que pode nem mesmo estar em gestação, é um desperdício comum de tempo e dinheiro nas empresas.  “Sofrer por antecipação, é sofrer duas vezes  e sofrer nos causa uma queda no rendimento intelectual “, conclui o professor.

Salamacha explica que se preocupar, por antecipação, em demasia  com problemas pode gerar uma confusão de sentimentos, logo é inconsciente e irracional. Pode ser uma mania pessoal por um trauma vivido no passado, medo por achar que não está preparado, pode ser a insegurança por achar que não vai performar bem ou, ainda, vingança. Isso mesmo, o professor Luciano Salamacha, com mais de 12 anos de experiência a frente de conselhos de administração, já viu pessoas discutindo horas a fio por problemas que não existem para antecipar situações que, não darão chance ao outro, qualquer tipo de vantagem. Com isso, muitas vezes, a pessoa fecha portas pra si mesmo, tentando bloquear a do colega de trabalho que ele entende  ser seu concorrente.  È preciso sair dessa armadilha”, aconselha o professor .

Para Salamacha, uma saída para evitar o estresse desnecessário da antecipação de um problema, é necessário estabelecer uma matriz de risco. Papel e caneta na mão. De saída, pense que este exercício vai trazer clareza e amenizar o estresse na equipe.

1 – Faça uma lista das consequências ruins em decorrência do risco levantado.

2 – Dê uma nota de 1 a 5 sobre a probabilidade das consequências surgirem. Sendo 1 para potencial baixo e 5 para o alto risco acontecer.

3 - De também uma nota de 1 a 5 sobre o dano potencial, de cada uma dessas situações, caso aconteçam.

Salamacha lista 4 regras para evitar discutir pequenos problemas com remotas possibilidades de acontecer.

1 - Compartilhe sua linha de raciocínio com os colegas.  Às vezes, o que nos parece muito grande, na visão do outro, talvez tenha um impacto menor.

2 - Veja se não está personalizando o problema. Uma relação ruim com alguém da equipe  pode influenciar negativamente a sua avaliação do problema.

3 - Se perceber que está sofrendo com um problema que pode acontecer, imagine que ele está solucionado, assim poderá dar continuidade ao seu planejamento. Pode ser que, mais a frente, que o problema era muito pequeno.    

4 - Perceba a imagem que está criando de si mesma dentro da empresa . Pessoas que veem problemas em tudo, acabam com a fluidez e viram um obstáculo dentro da equipe. É o pessimista, que emperra o processo, que atrai e expõe o problema que antes nem existia. È muito diferente do visionários que propõe mudança de rumos para chegar mais fácil ao objetivo ou a resultados melhores do que os previstos inicialmente.

 Para o professor o ideal é que o profissional construa uma imagem de uma pessoa que soluciona os problemas, de um conciliador. Num momento em que o tempo é artigo mais raro e valorizado na vida das pessoas, é vital não perder energia com “coisinhas “.

“Quem sofre antes do necessário, sofre mais que o necessário. E a vida já tem sofrimentos demais para incluirmos os desnecessários”, afirma Salamacha.

Fonte: Marchena Comunicação



A empresa pode obrigar o funcionário a trabalhar na quarentena?

A situação não é boa para economia, mas é importante para saúde da população.

A empresa pode obrigar o funcionário a trabalhar na quarentena?

Agricultura e pandemia

Agricultura garante soberania alimentar e contribui para atender demanda global durante pandemia do coronavírus.


Governo prorroga prazo de entrega da declaração do IR por dois meses

Data final para entrega do Imposto de Renda foi estendida para 30 de junho.

Governo prorroga prazo de entrega da declaração do IR por dois meses

Pequenas e médias empresas e o financiamento durante a crise do coronavírus

Devem ser atingidos cerca de 1,4 milhões de empresas e 12,2 milhões de trabalhadores.


Novo processo vai desburocratizar importação em portos, aeroportos e fronteiras

A partir de agora, toda a informação sobre importações de produtos vegetais e de seus subprodutos será processada no Portal Único de Comércio Exterior

Novo processo vai desburocratizar importação em portos, aeroportos e fronteiras

O cenário do trabalho do servidor nos pontos de fronteira

Aduana brasileira mantém a rotina de apreensões nos portos, aeroportos e postos de fronteira em meio à pandemia do Coronavírus.


O impacto do COVID-19 na alta do dólar e na variação do valor do barril de petróleo

Os recentes acontecimentos relacionados à pandemia do COVID-19, Coronavírus, têm impactado diretamente na grande oscilação com relação ao valor do barril de petróleo e, como consequência, na economia mundial.


Hotéis de BH doam 3 mil itens de higiene aos moradores de rua

O que para muitas pessoas pode não ser considerado um luxo, para aqueles que vivem nas ruas de Belo Horizonte pode trazer mais dignidade e conforto.


Março registra endividamento recorde dos brasileiros

Inadimplência deverá aumentar por causa do coronavírus, diz CNC.

Março registra endividamento recorde dos brasileiros

Coronavírus: o que sua empresa pode fazer agora

Altamente contagioso, o novo coronavírus (Covid-19) se espalhou pelo mundo, gerando a necessidade de medidas duras, como fechamento de fronteiras e a redução no número de pessoas em circulação pelas cidades.


Impactos da COVID-19 na indústria de Eventos e Entretenimento

O setor de eventos e entretenimento tem sido um dos mais impactados pela COVID-19.


Quando surge uma crise, a embalagem é a primeira a ser convocada!

Crises e catástrofes naturais são frequentes no noticiário.