Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O trabalho e o mundo nunca mais serão os mesmos

O trabalho e o mundo nunca mais serão os mesmos

22/04/2020 Efigenia Vieira

Quando a “normalidade” voltar e você entrar em seu local conhecido de atividades e desafios profissionais, perceberá que, apesar de tudo estar no mesmo lugar, o seu trabalho e o mundo pós-coronavírus nunca mais serão os mesmos.

Dentro da nova realidade que nos trouxe a pandemia da Covid-19, todos nós tivemos que cancelar sonhos, expectativas, reuniões e cafés pela rotina afora.

As viagens, até então frequentes, nos levam à reflexão: Será que fariam alguma diferença? O que realmente faz a diferença? Você já ousou se perguntar quanto a isso?

É o momento que temos a visão do que representa o cotidiano em nossas vidas. Estão acontecendo agora, evoluções revolucionárias no planeta e, naturalmente, no conhecido e envelhecido mundo das culturas empresariais.

Tudo acontecendo junto, mesmo no frenesi dos apuros e da angústia das incertezas. As empresas, hoje, reavaliam suas culturas e valores. Sua forma de trabalho. Suas pessoas.

Embora a tendência natural de muitos possa ser "apenas sobreviver", os inovadores "prosperarão", como sempre aconteceu na humanidade.

Felizes são aqueles cuja energia é transportada para o trabalho, para uma vida mais ampla, reconsiderando a família, os “demais à beira do descaso”, a cultura empresarial e as transformações profundas na conhecida alta performance e dinâmica econômica. Um novo olhar se sobrepõe ao conhecido.

As pessoas hoje são mais sensíveis, expressam carinho e empatia genuína. Suas histórias particulares vêm à tona, expondo tratamentos oncológicos interrompidos, síndromes emocionais e muita ansiedade.

Líderes de empresas, também sensibilizados, não podem deixar de criar o ambiente e cenário agradáveis para que suas equipes brilhem.

Independentemente da situação, as pessoas são únicas em suas percepções, sentimentos e expressões. Nossos colaboradores necessitam se sentir bem.

Há uma equação de foguete complexa a ser lembrada todos os dias - não existem clientes felizes sem colaboradores felizes e seguros. E, como todos sabem, não estou falando de remuneração.

Em pesquisas informais com clientes e executivos, constatamos que estamos vivenciando o desafio de proporcionar engajamento e a satisfação das preciosas equipes em suas várias competências e funções.

Com isso, conseguimos definir o futuro em concordância com as pessoas, que se empenham no aprimoramento das várias facetas da inteligência emocional e espiritual, competências diversas e práticas da boa vontade.

A maioria das empresas, primam em proporcionar todas as ferramentas necessárias e, ainda, construir uma maior proximidade com os seus clientes, que possuem demandas diferenciadas e visão de futuro.

Enfim, é preciso dar preferência ao bem-estar de todos, principalmente, dos profissionais inquietos, que colocam todas as energias em suas carreiras.

Dentre os principais resultados destes novos tempos, está o trabalho colaborativo. Este, que proporciona o aumento da motivação e engajamento; a troca de experiências; momentos de conversas sobre o cotidiano, sentimentos, humores e convivência coletiva; a realização de feedbacks contínuos; a construção de uma liderança colaborativa e presente; um maior controle sobre as ações de todos os integrantes da equipe em tempo real e o desenvolvimento de programas de capacitação contínua.

Esta nova realidade também proporciona bons resultados às empresas, que lidam com um maior estreitamento em seus contatos, o desenvolvimento de uma comunicação fluída entre os integrantes das equipes e clientes, a aceleração na resolução de demandas, e o aprimoramento da entrega e do respeito a prazos.

Sim, entregas realizadas por quem entende de verdade, de projetos e processos de hunting e de pessoas, e que vão além da busca de se tornarem profissionais ainda mais qualificados.

Por fim, a tecnologia no mercado de trabalho permite a criação de relacionamentos ainda mais promissores e o desenvolvimento de suas captações e da qualidade de suas entrevistas e feedbacks. E também a oportunidade de estarem em conexão com o mercado e a Upside.

Deixo aqui, o nosso profundo agradecimento pela abertura ao receber, analisar e participar de nossos projetos de hunting e do legítimo e precioso assessment online.

A todos que sempre estiveram ativos em nosso valioso networking, construído ao longo de 25 anos de trabalho incansável e responsável. Nossas operações continuam em ritmo normal, apenas com maior criatividade.

Todos trabalham incansavelmente, criando vínculos de valor, confiança, empatia e soluções. Impulsionando a colaboração mútua entre gestores e profissionais a serem contratados, por meio da construção de práticas e políticas em conformidade com o momento atual e o mundo de amanhã. Nossa missão é solidariedade e união.

* Efigenia Vieira é CEO da Upside Group.

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Um terço dos pequenos negócios mineiros investiu em RH para enfrentar a pandemia

Estudo do Sebrae Minas mostra, ainda, que 40% destas empresas precisaram reduzir as capacitações das equipes nos últimos 18 meses.

Um terço dos pequenos negócios mineiros investiu em RH para enfrentar a pandemia

Como evitar a estagnação empresarial?

Já pensou no porquê de algumas pessoas continuarem a avançar pessoal e profissionalmente, enquanto outros permanecem estagnadas?

Como evitar a estagnação empresarial?

Híbrido e Inteligente: o que esperar do varejo no futuro

Nada do que foi será, de novo, do jeito que já foi um dia.

Híbrido e Inteligente: o que esperar do varejo no futuro

Produtos com Indicação Geográfica são conhecidos por 60% dos pequenos negócios

Pesquisa feita pelo Sebrae mostra que até mesmo os negócios que não sabem o que é uma IG gostariam de vender produtos típicos regionais.

Produtos com Indicação Geográfica são conhecidos por 60% dos pequenos negócios

Confusão patrimonial: como evitar esse tipo de dor de cabeça

Embora não seja proibido misturar o caixa da empresa com o pessoal, há conseqüências que podem ser graves ao proprietário ou aos sócios do negócio.

Confusão patrimonial: como evitar esse tipo de dor de cabeça

Nota conjunta Firjan e FIEMG sobre a crise energética

Federações apresentam suas sugestões para contribuir com o combate à crise energética.

Nota conjunta Firjan e FIEMG sobre a crise energética

Confiança dos pequenos negócios segue em crescimento pelo quarto mês consecutivo

Indústria lidera o ranking entre os setores e microempreendedores influenciam positivamente o resultado geral do Iscon em agosto.

Confiança dos pequenos negócios segue em crescimento pelo quarto mês consecutivo

Mesmo na crise econômica e sanitária, bancos aumentam as tarifas

Estudo do Idec aponta que, em meio à pandemia de covid-19, qualidade de serviços piorou e houve alta migração de consumidores para bancos digitais.

Mesmo na crise econômica e sanitária, bancos aumentam as tarifas

Comércio cresce 1,2% em julho e atinge patamar recorde

Trata-se da quarta alta consecutiva do indicador.

Comércio cresce 1,2% em julho e atinge patamar recorde

Pets em condomínios comerciais

Muitas pessoas já descobriam que ter um animal é ter um companheiro de verdade, além ser um excelente meio de afastar a solidão.

Pets em condomínios comerciais

Poupança tem retirada líquida de R$ 5,467 bilhões em agosto

Em 2021, a poupança acumula retirada líquida de R$ 15,629 bilhões.

Poupança tem retirada líquida de R$ 5,467 bilhões em agosto

Fusões & Aquisições batem recorde de negócios no Brasil

Especialista analisa o bom momento do setor. Confira a entrevista!

Fusões & Aquisições batem recorde de negócios no Brasil