Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Queda da Taxa Selic e a economia brasileira

Queda da Taxa Selic e a economia brasileira

07/08/2019 Daniel Ribeiro

Após o mais longo período em que a Taxa Selic permaneceu em um mesmo patamar, o Banco Central cortou a taxa básica da economia em 0,50%.

O Comitê de Política Monetária (Copom) decidiu de maneira unânime pela queda da Selic de 6,5% para 6,0% ao ano. Ainda indicou que poderá seguir com mais cortes na próxima reunião. O Copom volta a se reunir nos dias 17 e 18 de setembro.

O Comitê avaliou que o cenário mais benigno para a inflação poderá permitir novos estímulos monetários. O resultado da última quarta-feira (31 de julho), veio em linha com o esperado pelo mercado e pela maior parte dos economistas do mercado. Com o corte de 0,50% a Selic atinge nova mínima histórica.

No comunicado, o Banco Central fez uma leitura mais positiva da inflação. Segundo o BC, a tendência dos níveis de inflação e de seus componentes estão em níveis confortáveis.

Isto significa que a variação dos níveis de preços está entre o piso e o centro da meta, que é de 4,25%, podendo oscilar no intervalo entre 2,75% e 5,75%.

Mais do que a projeção de inflação calculada pelo BC, a avaliação dos riscos políticos favoreceu a decisão de novos estímulos monetários, já que a reforma da Previdência foi aprovada no primeiro turno na Câmara dos Deputados.

A continuidade e os avanços nos processos de reformas e ajustes necessários para a melhora da economia brasileira é essencial para um cenário benigno de inflação controlada, o que sustenta a tese de novos cortes na Selic até o final do ano. Grande parte do mercado já projeta a taxa de juros em 5,5% em dezembro.

O Copom indica que haverá novos cortes da Selic, porém as próximas decisões de política monetária continuarão dependendo da evolução da atividade econômica, dos riscos políticos e das projeções e expectativas de inflação futura.

O corte nos juros deverá apoiar a fraca recuperação da economia. De acordo com os dados do BC, o PIB do Brasil deve crescer 0,8% em 2019.

No comunicado do dia 31 de julho, o BC enxerga perspectivas mais favoráveis para a atividade econômica, apesar de afirmar que essa recuperação deve ser gradual.

* Daniel Ribeiro é economista e sócio fundador da Monteverde Investimentos.

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Você e seu time estão progredindo?

Em qualquer empreitada, pessoal, profissional ou de times, medir resultados é crucial.


A governança de riscos e gestão em fintechs

Em complemento às soluções e instituições financeiras já existentes, o mercado de crédito ficou muito mais democrático com a expansão das fintechs.


Kanban ainda é pouco explorado, mas pode revolucionar o cotidiano das empresas

Como trazer soluções efetivas em condições de fluxo de atividade em escala?

Kanban ainda é pouco explorado, mas pode revolucionar o cotidiano das empresas

Investimentos registram captação de R$ 46 bi no primeiro trimestre

O segmento de fundos de investimentos fechou o primeiro trimestre de 2022 com absorção líquida de R$ 46,1 bilhões, movimentação de 56,9% menor do que o observado no mesmo período de 2021.


Cadastro Positivo insere mais de 464 mil mineiros no mercado de crédito

Dados divulgados pela ANBC demonstram contingente da população mineira que se beneficiou da primeira consulta de crédito após a implantação do Cadastro Positivo com adesão automática.

Cadastro Positivo insere mais de 464 mil mineiros no mercado de crédito

Conheça cinco vantagens do Pix para empresas

MEIs e PMEs podem economizar cerca de R$ 2.000 em serviços e produtos bancários por ano.

Conheça cinco vantagens do Pix para empresas

Sete em cada 10 pequenos negócios mineiros pretendem investir em 2022

Mais de um terço dos empresários do segmento planeja expandir ou melhorar as atividades entre abril e junho.

Sete em cada 10 pequenos negócios mineiros pretendem investir em 2022

Entender os números será requisito do mercado de trabalho

Trabalhar numa empresa e conhecer os seus setores faz parte da rotina de qualquer colaborador.

Entender os números será requisito do mercado de trabalho

Confiança do comércio volta a crescer após dois meses

Índice que mais tem concentrado a queda da confiança, Condições Atuais do Empresário do Comércio, surpreende, apresentando maior crescimento mensal.

Confiança do comércio volta a crescer após dois meses

Gastos com alimentação fora de casa somaram R$ 164,4 bilhões em 2021

Pesquisa mostra que cada brasileiro gastou em média R$ 16,21 por refeição, significando uma alta de 12% em relação a 2020.

Gastos com alimentação fora de casa somaram R$ 164,4 bilhões em 2021

Saiba como escolher os melhores vinhos para sua comemoração

Reunir as pessoas mais queridas, escolher a playlist, caprichar na decoração e acertar no cardápio e arrasar na escolha dos vinhos.

Saiba como escolher os melhores vinhos para sua comemoração

Habilidades tão importantes quanto talento na ascensão pessoal e profissional

Não basta ser bom na área de atuação, é preciso mais que isso.

Habilidades tão importantes quanto talento na ascensão pessoal e profissional