Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Selic à 2,25% – O que isto significa?

Selic à 2,25% – O que isto significa?

24/06/2020 Gustavo Vaz

Nesta última quarta-feira, dia 17 de junho, o Banco Central através do Comitê de Política Monetária (Copom), reduziu mais uma vez a taxa referencial de juros do Brasil, a Selic.

O corte de 0,75% levou os juros do país de 3% para 2,25% ao ano. Mas o que exatamente isto significa?

Primeiramente, precisamos entender que a política monetária do Banco Central do Brasil (BC) possui como foco o controle inflacionário, e desta maneira se a inflação sobe, os juros consequentemente também irão crescer, mas caso ocorra o inverso, o BC é obrigado a ajustar para baixo a taxa Selic.

Com a crise criada pelo novo coronavírus que afeta o mundo inteiro, as pessoas estão evitando sair de suas casas para se protegerem contra a doença. Isto afeta diretamente a dinâmica das empresas e atinge negativamente toda a economia.

As companhias estão procurando novas formas de diminuir seus custos e alcançar consumidores, sem que a saúde dos mesmos seja colocada em risco.

Entretanto, quando o volume de consumo cai e os números de demissões aumentam é inevitável que o índice de preços ao consumidor – mais conhecido como inflação – diminua e desta forma, o nosso banco central é obrigado a atuar sobre os juros brasileiros.

De certa maneira os juros baixos acabam criando oportunidades. Aqueles que estão inadimplentes ganham a chance de renegociar suas dívidas à um custo mais barato.

Empresas de construção civil, que tipicamente operam com um alto grau de alavancagem financeira, agora conseguem se desenvolver de maneira mais eficiente.

Já os investidores que buscavam alguma razão para deixar de investir em renda rixa e ir para a Bolsa de Valores, hoje possuem mais um motivo para o fazer.

No momento atual, um investidor que fizer um investimento de 10 mil reais à uma taxa de 2,25% ao ano, terá um rendimento bruto de somente 225 reais.

Se considerarmos o fato de que quem comprou ações da empresa Magazine Luiza no início de 2019, teve um retorno de mais ou menos 120% no final deste mesmo ano, é possível concluir que o mercado de Bolsa de Valores oferece uma possibilidade de retornos imensamente maiores do que os de produtos mais seguros de renda fixa, como o Certificado de Depósito Bancário (CDB) ou a Letra de Crédito Imobiliário (LCI).

Isto não quer dizer, no entanto, que devemos investir todo o nosso capital em Bolsa de Valores. É necessário entender, primeiramente, que a relação risco x retorno é diretamente proporcional.

Isso significa que quanto mais alta for a possibilidade de ganhos, maior será o risco que o investidor correrá.

Com isto em mente, é importante que o investidor busque pelo auxílio de um profissional qualificado, pois somente ele poderá avaliar o perfil de risco de cada pessoa e guiá-la na construção de um bom portfólio.

A busca por bons profissionais de investimentos é essencial para uma saúde financeira perene. No passado, estes especialistas somente podiam ser encontrados em bancos, o que não é a realidade de hoje.

As corretoras de valores são os melhores exemplos da atualidade, contando com profissionais capacitados e preparados para direcionar o investidor aos caminhos de maior lucro e assertividade. 

Em um mundo permeado pela crise do novo coronavírus e onde a Selic se encontra no menor patamar da história do país, nunca foi tão importante saber usar o seu dinheiro corretamente.

Ou seja, da mesma maneira que ninguém deveria tentar substituir um bom médico, não é hora de tentar substituir um bom profissional de investimentos.

* Gustavo Vaz é assessor e operador de renda variável na Atrio Investimentos.

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Luciano Hang apoia manifesto isenção de impostos nas compras até US$50

Na noite de sexta-feira, 17, o dono da Havan, Luciano Hang, participou do jantar de encerramento do 39º Congresso Nacional de Sindicatos Empresariais (CNSE), em Balneário Camboriú (SC).

Autor: Divulgação


Como usar a inteligência emocional para lidar com os negócios?

Ser um empreendedor em um negócio altamente estressante é como estar em uma montanha-russa emocional.

Autor: João Roncati

Como usar a inteligência emocional para lidar com os negócios?

Azul cria fundo social para captação de recursos para desastres nacionais

Itaú Unibanco se torna o primeiro apoiador após doação de R$ 5 milhões.

Autor: Divulgação


Ultrapassei o limite do MEI e agora?

Entenda como funciona a transição para Microempresa.

Autor: Divulgação

Ultrapassei o limite do MEI e agora?

Por que tantas recuperações judiciais?

Nas últimas semanas, a imprensa reproduziu amplamente o indicador de recuperações judiciais produzido e monitorado pela Serasa Experian, a concorrente britânica do histórico SPC, este desenvolvido pela Câmara dos Dirigentes Logistas, que oferece serviços de proteção ao crédito.

Autor: Carlos Gomes


Empreendedorismo com propósito

Nasci em Nova Iguaçu, cidade do estado do Rio de Janeiro, e comecei a empreender desde muito cedo.

Autor: Leonardo Chucrute

Empreendedorismo com propósito

Reforma tributária: os desafios para impulsionar o crescimento econômico

“A simplificação do sistema tributário pode resultar em um catalisador para a criação de empregos, impulsionando a economia do país”, diz especialista.

Autor: Divulgação

Reforma tributária: os desafios para impulsionar o crescimento econômico

Empresário, você precisa sair do operacional

As estatísticas não são animadoras.

Autor: Paulo de Vilhena

Empresário, você precisa sair do operacional

Por que as PMEs são as mais vulneráveis à cibersegurança?

Embora elas possam enfrentar restrições orçamentárias, estão disponíveis soluções tecnológicas acessíveis e eficazes.

Autor: Denis Furtado

Por que as PMEs são as mais vulneráveis à cibersegurança?

A união entre marketing digital e comercial para o sucesso dos negócios

Até parece mentira, mas, nos tempos atuais, há quem ainda acredite que seu lugar não seja nas redes sociais.

Autor: Gustavo Alonge

A união entre marketing digital e comercial para o sucesso dos negócios

Empreender é saber lidar com pressão e estresse

Muitas vezes, diante dos desafios e preocupações do dia a dia, ficamos estressados e não sabemos como lidar com algumas situações ou pressões.

Autor: Leonardo Chucrute

Empreender é saber lidar com pressão e estresse

IA na cobrança: seis dicas para implementar com assertividade

Cobrar um cliente, nem sempre, é uma tarefa fácil.

Autor: Leonardo Coelho

IA na cobrança: seis dicas para implementar com assertividade