Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Sete passos para ser mais produtivo no trabalho

Sete passos para ser mais produtivo no trabalho

12/09/2019 Alex Campos

Especialista da consultoria Wyser mostra como priorizar corretamente as tarefas para aumentar o rendimento.

Tempo é dinheiro, já dizia o velho ditado. No mundo em que as mudanças acontecem na velocidade da Internet, a agilidade e a eficiência andam cada vez mais juntas. Como produzir mais e melhor em menos tempo? O segredo é a combinação de objetividade, organização  e muito jogo de cintura, segundo Alex Campos, especialista em recrutamento da Wyser, consultoria especializada em recolocação de executivos para média e alta gerência, da multinacional de recursos humanos Gi Group.

Apesar da adoção cada vez maior de ferramentas tecnológicas e metodologias para ganhar rapidez e lidar com várias coisas ao mesmo tempo, as pessoas ainda não conseguem fazer tudo, observa o especialista. O problema, segundo Campos, está em estabelecer prioridades certas. “Hoje, a priorização não é mais pela lógica. Nosso lado emocional está definindo como devemos gerenciar nossas prioridades, e muitas vezes coloca no topo da lista coisas que poderiam ser deixadas pra mais tarde”, diz.

Não é possível parar ou controlar o tempo. Ele passa de qualquer maneira. Mas, de acordo com o executivo, a rotina pode se tornar mais produtiva com alguns passos:

1- Seja objetivo em suas prioridades. Deixe de lado o emocional e saiba dizer “não”.  Quando dizemos “sim” a tudo, estamos deixando de executar tarefas que de fato são significantes para dar andamento a todo processo. 

2- Aprenda a selecionar. Pense no amanhã para multiplicar o seu tempo. Em vez de perguntar “qual é a coisa mais importante que posso fazer hoje”, questione “o que eu posso fazer hoje que farei melhor amanhã? ”. As respostas servirão para organizar o seu cronograma, e aproveitar o seu tempo para resolver questões que realmente precisam ser priorizadas.

3- Ordene a lista de trabalho. Organize as tarefas de acordo com a ordem de importância, considerando impacto que o trabalho tem, se é fundamental para solução do problema atual, se é peça chave do projeto, etc.

4- Disciplina acima de tudo. Pare de procrastinar. Existe diferença entre esperar para fazer algo que deve ser feito de imediato e esperar para fazer algo por não ser o momento adequado. Comece a se autogerenciar, executando o trabalho que se comprometeu a fazer ao longo do dia. Coloque de lado coisas insignificantes como checar e-mail de minuto em minuto e dar atenção demais às questões que podem ser resolvidas em instantes.

5-  Use a tecnologia a seu favor. Automatize suas tarefas para multiplicar o seu tempo. Exemplo: em vez de perder 1 hora pagando suas contas mensais no banco, coloque-as em débito automático e perceba o retorno no investimento de tempo que terá. Hoje existem muitos aplicativos e tecnologias que ajudam a executar tarefas mais simples, na organização da rotina, acessar arquivos e disponibilizar as informações necessárias para projeto em minutos.

6- Aprenda a delegar. Divida as atividades entre os subordinados e colegas, mesmo pensando que o outro não pode fazer com a mesma habilidade e eficiência que você faz. Dê uma chance aos outros aceitando suas imperfeições nos primeiros momentos, orientando e contornando os erros. Com tempo e prática, qualquer pessoa é capaz desenvolver as funções com as mesmas habilidades que tem, e você poderá focar a sua atenção nas demais pendências e em novos aprendizados.

7- Compartilhe as informações. Relate os problemas, esclareça dúvidas e ideias com os colegas e superiores. Dessa forma, será mais simples encontrar soluções e desenvolver um trabalho de qualidade que atenda às expectativas. Quanto mais informações detalhadas e conhecimento tiver, menos será o retrabalho e mais rápida e assertiva será a entrega.

Fonte: Lilás Comunicação



Pesquisa mostra consumo mais consciente e compromisso com a sustentabilidade

61% dos consumidores esperam que as marcas que compram tenham práticas claras de sustentabilidade.


Coronavírus provoca a maior queda da história na intenção de consumo das famílias

ICF cai 13,1% em segunda retração mensal consecutiva e atinge menor nível desde novembro de 2017.

Coronavírus provoca a maior queda da história na intenção de consumo das famílias

A hipótese das três crises

Ao colocar as pessoas em isolamento social, a pandemia do coronavírus gerou uma crise múltipla.


Shopping Centers – O desafio da reinvenção

Há a necessidade de ir mais além, mergulhar no íntimo do conhecimento do nosso cliente, usar definitivamente o que se aprendeu nos bancos da universidade - a antropologia do consumo, o atendimento personalizado, ir além.


Produtores do Cerrado fazem primeira venda coletiva de queijo minas artesanal

Produtores da Aprocer comercializam 450 quilos de queijo a um valor superior ao que vinha sendo negociado regionalmente.

Produtores do Cerrado fazem primeira venda coletiva de queijo minas artesanal

Com a pandemia, 11% dos pequenos negócios mineiros tiveram que demitir

Pesquisa do Sebrae mostra que a flexibilização temporária das regras trabalhistas dá fôlego aos pequenos negócios para atravessarem a crise.

Com a pandemia, 11% dos pequenos negócios mineiros tiveram que demitir


O engajamento dos colaboradores em um mundo colocado à força em home office

A pandemia causada pelo novo coronavírus obrigou empresas de todo o mundo a adaptarem suas rotinas e métodos de trabalho, adotando o home office como resposta imediata à evolução da Covid-19.


Retomada econômica com cautela é defendida pela FIEMG

Federação acredita que a retomada deve ser customizada para cada região do estado


A crise e suas oportunidades

A partir dos dados da B3, é possível observar um movimento extremamente curioso no mercado financeiro.


Acomodando-se para a longa viagem: trabalhando de casa com segurança

Na última década, vimos um tremendo aumento de trabalhadores remotos - tanto autônomos quanto colaboradores e executivos.


Empreendedor, o herói necessário

A recessão econômica que iniciada neste primeiro semestre de 2020 será uma das mais graves dos últimos tempos.

Empreendedor, o herói necessário