Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Uma análise do acordo Mercosul e União Europeia

Uma análise do acordo Mercosul e União Europeia

09/07/2019 André Frota

Um conjunto de pressupostos internacionais permitiram a realização do acordo.

Uma análise do acordo Mercosul e União Europeia

Mediante condições negociadoras internacionais e domésticas excepcionais, e de forma concomitante à reunião das vinte maiores economias do mundo (G20), os representantes do executivo do Mercosul e da União Europeia fecharam um acordo de livre comércio, em junho de 2019. Um conjunto de pressupostos internacionais permitiram a realização do acordo: i) o perfil de política externa e comercial adotada pela Casa Branca; ii) a consistente expansão chinesa em direção aos países em desenvolvimento; iii) a rivalidade crescente entre Estados Unidos (EUA) e China, em especial no campo comercial; iv) a iniciativa europeia de se reinserir, entre os espaços de expansão comercial possível, no tabuleiro econômico global.

De outro lado, no âmbito regional, do ponto de vista argentino, as condições para realização do acordo encontraram um cenário eleitoral em disputa entre o presidente Macri, candidato à reeleição, contra Alberto Fernandez – que detém Cristina Kirchner como vice e representa uma possível transição de poder e, como consequência, de alinhamento com o governo brasileiro recém-eleito. Este, considerado um dos principais responsáveis pela celebração do acordo, entra em jogo com uma perspectiva de política externa, de início de mandato, pautada pelo americanismo ideológico, mas com a necessidade de reverter a trajetória econômica de baixo crescimento e, sobretudo, enviar um sinal aos eleitores de que o Executivo Federal está interessado em apresentar resultados. Ambos os governos de maior liderança no Mercosul, Brasil e Argentina, beneficiaram-se da suspensão temporária da Venezuela do bloco, possível voz antagônica à realização acordo.

As consequências do acordo Mercosul – União Europeia ainda são especulativas. Tratam-se de indicadores favoráveis para setores com capacidade de competição no mercado europeu, como o setor agroindustrial e as commodities. De outro lado, apesar da sinalização positiva da Confederação Nacional das Indústrias (CNI) e das Federações das Industriais estaduais, como a do Paraná (Fiep), as condições reais de competição dos setores industriais no Brasil, na Argentina, no Paraguai, no Uruguai e na Venezuela representam um possível cenário no qual estes setores terão que competir com as mesmas condições tarifárias que os produtos industrializados europeus. O jogo entre exportação de primários e importação de manufaturados, como uma condição potencialmente inescapável para a relação entre Mercosul e EU, fica como um desafio a ser respondido pela versão executiva do tratado, uma vez que a versão final ainda depende de aprovação dos parlamentos de cada país envolvido, assim como do parlamento europeu. E é, sobretudo, na relação com o Legislativo de cada estado, a segunda arena de negociação para a celebração final do acordo, onde estão situadas as relações de pressão entre os setores mais ou menos sensíveis aos impactos da futura área de livre comércio. 

* André Frota, professor e membro do observatório de Conjuntura do Centro Universitário Internacional Uninter.

Fonte: Pg1



Vendas sobem 9,9% na semana da Black Friday

Levantamento do Serasa registra melhora nas vendas em relação a 2018.

Vendas sobem 9,9% na semana da Black Friday

Fundadores deixam o Google, que possui novas apostas para o futuro

É o fim de uma era no ecossistema empreendedor: Larry Page e Sergey Brin, fundadores do Google, estão deixando o comando da empresa, depois de 21 anos.

Fundadores deixam o Google, que possui novas apostas para o futuro

O que torna uma marca valiosa

O que faz com que uma marca seja valiosa?


Natal deve movimentar mais de R$ 36 bilhões na economia

Seis em cada dez brasileiros pretendem comprar presentes para si mesmos no Natal, aponta pesquisa CNDL/SPC Brasil.

Natal deve movimentar mais de R$ 36 bilhões na economia

Como o cenário externo afeta a economia brasileira

Muito se fala dos embates entre os Estados Unidos e China em sua Guerra Comercial, e das crises econômicas ou sociais em alguns países latinos.


O que esperar de uma franquia?

As expectativas sobre o tempo de retorno do investimento e as margens de lucros esperadas costumam ser as grandes inquietações de quem planeja investir em uma franquia.


App do Banco do Brasil aceita comando de voz

Inovação entre os bancos brasileiros é lançada em parceria com a Google.


Percentual de famílias com dívidas volta a subir em novembro

O percentual de famílias com dívidas alcançou 65,1% do total (em outubro, era de 64,7%).

Percentual de famílias com dívidas volta a subir em novembro

Acidente de trabalho na hora do almoço

O horário de almoço faz parte da jornada de trabalho do empregado.


Mais de 65 mil pescadores afetados por manchas de óleo receberão auxílio emergencial

Listas com os registros dos pescadores beneficiados e números por estado já estão disponíveis.

Mais de 65 mil pescadores afetados por manchas de óleo receberão auxílio emergencial

PIB cresce 0,6% no terceiro trimestre, revela IBGE

Na comparação com 3º trimestre de 2018, expansão é de 1,2%.

PIB cresce 0,6% no terceiro trimestre, revela IBGE

Setores recomendados para se investir neste final de ano

Em 2019, o Brasil passou por grandes mudanças estruturais, no que tange a política monetária expansionista.