Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Vamos falar de postura profissional

Vamos falar de postura profissional

20/06/2019 Ádila Ribeiro Berretella

O tema se torna mais do que pertinente, necessário para o bom convívio no ambiente de trabalho.

Cada vez mais percebo – em função de atitudes pessoais – a importância de se abordar o tema “Postura Profissional”.

O tempo todo nos deparamos com profissionais capacitados e jovens com uma boa trajetória acadêmica, mas, infelizmente, e na mesma proporção, temos visto também que a maneira como se comportam pessoalmente influencia diretamente em suas carreiras profissionais.

As organizações têm enfrentado essa dificuldade, a qual torna-se um dilema ao passo que é necessário ponderar todas as perdas que tal situação traz consigo: se dispensar o profissional terá queda na produção da empresa, mas se der continuidade acaba prejudicando a qualidade no ambiente de trabalho.

Desse modo, é mandatório que o departamento de Recursos Humanos crie sistemas de avaliação que identifiquem rapidamente esses profissionais e faça intervenções com o objetivo de ajudá-los, de forma assertiva, a exercerem a tão essencial “Postura Profissional”.

Por mais que as empresas realizem um trabalho de conscientização, é necessário, por parte do profissional, empenho para que possa mudar o cenário de atuação, não por medo de perder o emprego, mas por entendimento que a sua maneira de agir pode prejudicar ambientes e pessoas.

Muitas vezes, o meio em que a pessoa cresceu, ou que ainda convive, não possui disciplina e respeito perante a sociedade, fazendo com que sofra as consequências causadas por esse comportamento.

É imprescindível entender que não há como separar o comportamento profissional do pessoal. Por mais esforço que haja, em algum momento, irão se encontrar, seja em uma resposta nas mídias sociais expressando opiniões ou no dia a dia.

O pulo do gato nesse impasse será sempre unir o esforço para se tornar um profissional melhor dentro da sua área de atuação com o desejo de ser uma pessoa melhor todos os dias. Seguem algumas atitudes importantes:

Busca do autoconhecimento;

Manter-se atualizado;

Evitar comentários que não agregam melhorias para a empresa;

Estar sempre pronto a ajudar colegas de trabalho;

Ser educado;

Respeitar opiniões divergentes.

Com pequenas atitudes é possível ter melhorias no âmbito profissional e, consequentemente, no pessoal. Tudo é questão de prática e boa vontade!

* Ádila Ribeiro Berretella é diretora e proprietária da TOP PEOPLE, empresa especializada em trade marketing e recrutamento e seleção.

Fonte: Via Pública Comunicação



Brasil tem 4,5 milhões de empresas, número em queda desde 2014

Pesquisa foi realizada pelo IBGE em todo o país.

Brasil tem 4,5 milhões de empresas, número em queda desde 2014

A arte de fazer pão no mundo da tecnologia

E as novas tendências de consumo!


Brasileiros ainda têm dificuldades em adotar práticas de consumo consciente

Preço de produtos orgânicos e separação do lixo para reciclagem são principais barreiras apontadas, revelam CNDL/SPC Brasil.

Brasileiros ainda têm dificuldades em adotar práticas de consumo consciente

O valor do cooperativismo no mundo hiperconectado

Um dos modelos de negócio mais revolucionários do mundo não nasceu no Vale do Silício e não é uma startup.


Prêmio Empreendedor Social abre votação para a categoria ‘Escolha do Leitor’

Categoria com recorde de engajamento no ano passado, Escolha do Leitor - que integra o 15º Prêmio Empreendedor Social - está com a votação aberta até 1º de novembro.


Gestão Ativa do caixa

Como rentabilizar o capital de sua empresa?


Segurança no trabalho

Diferencial para o êxito das organizações.


Contratação de temporários para o Natal será a maior em seis anos

CNC projeta criação de 91 mil postos de trabalho

Contratação de temporários para o Natal será a maior em seis anos

Atividade econômica cresce 0,07% em agosto no Brasil

Índice incorpora informações sobre o nível de atividade da indústria, comércio e serviços e agropecuária.


Gestão empresarial para a área da saúde

O êxito de um empreendimento voltado ao atendimento médico não depende somente da composição de um bom corpo clínico.


Como atrair e reter a geração Z?

O mercado de trabalho está começando a receber uma nova geração de profissionais, a chamada geração Z, que são os nascidos entre 1995 e 2010.


No mundo corporativo, “como vai?” deve ser uma pergunta sincera

Há alguns anos, quando passava por uma fase bastante difícil em minha vida, encontrei um vizinho no elevador, que me perguntou como eu ia.