Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Por que gostamos do Fantasma da Ópera?

Por que gostamos do Fantasma da Ópera?

14/11/2018 Oscar D'Ambrosio

Torcer pelo assassino e não pelo “mocinho” é curioso.

Por que gostamos do Fantasma da Ópera?

Composto e co-escrito por Andrew Lloyd Webber, baseado no romance homônimo de Gaston Leroux, publicado em 1910, o musical “O Fantasma da Ópera” (no original em inglês: “The Phantom of the Opera”), já foi visto por 130 milhões de pessoas em 145 cidades em 24 países.

A pergunta é qual é o motivo. Será apenas a história do amor obsessivo de um gênio musical, que ninguém viu nem sabe quem é, pela bela e talentosa soprano Christine Daaé? Em parte, talvez, sim, mas certamente o grande segredo está na personalidade do protagonista.

O fato de ele utilizar uma máscara e ser misterioso seguramente é essencial, pois mesmo sendo violento e matando pessoas, desperta a empatia do público. Embora não tenha ética, tem talento, sedução e um certo bom humor, como se observa nas cartas aos donos do teatro em que faz críticas à prima-dona.

Torcer pelo assassino e não pelo “mocinho” é curioso, mas explica muito desse personagem intenso, capaz de tudo pela sua amada e que se redime ao final quando deixa o casal apaixonado e desaparece misteriosamente. Afinal, a eternidade do amor parece sempre prevalecer em nossos corações e mentes, ainda mais quando embalado por belas canções.

* Oscar D´Ambrosio é jornalista pela USP, mestre em Artes Visuais pela Unesp, graduado em Letras (Português e Inglês) e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Gerente de Comunicação e Marketing da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Fonte: Oscar D´Ambrosio



Museu do Ipiranga recebe festival de grafite no aniversário de SP

O evento será no entorno do museu que está fechado para restauração.

Museu do Ipiranga recebe festival de grafite no aniversário de SP

Público e arrecadação do cinema no Brasil crescem em 2019

Mesmo assim, filmes nacionais passam por queda de bilheteria.

Público e arrecadação do cinema no Brasil crescem em 2019

Belo Horizonte recebe clássico infantil ‘João e Maria’

Espetáculo pode ser visto no Teatro Francisco Nunes nos dias 11, 12, 18 e 19 de janeiro, às 16h.

Belo Horizonte recebe clássico infantil ‘João e Maria’

Peça no Teatro Marília reflete sobre a violência contra mulheres no Brasil

Espetáculo faz parte da 46ª Campanha de Popularização do Teatro e da Dança em Belo Horizonte


Mostra no MIS Cine Santa Tereza destaca cinematografia pernambucana

Mostra 'Made in Pernambuco' apresenta 15 longas e 21 curtas e médias-metragens.

Mostra no MIS Cine Santa Tereza destaca cinematografia pernambucana

BH tem programação cultural gratuita durante as férias escolares

Serão oferecidas brincadeiras tradicionais, jogos de tabuleiro, oficinas e exibições de filmes.

BH tem programação cultural gratuita durante as férias escolares

Circuito de Presépios e Lapinhas integra programação de Natal em Minas

O circuito estará aberto à visitação pública até 6 de janeiro, Dia de Reis.

Circuito de Presépios e Lapinhas integra programação de Natal em Minas

Exposição na Fiocruz no Rio mostra incineração de lixo do século 19

Mostra é permanente e tem entrada gratuita para o público.

Exposição na Fiocruz no Rio mostra incineração de lixo do século 19

Vaticano expõe obras pouco vistas do século 20

Exposição reúne 150 gravuras, xilogravuras, água-tintas, litografias e outros tipos de arte gráfica de artistas como Henri Matisse, Edvard Munch e Salvador Dalí.


Bumba Meu Boi vira patrimônio imaterial da humanidade

O Complexo do Bumba Meu Boi do Maranhão já havia sido reconhecido pelo Iphan como Patrimônio Cultural do Brasil em 2011.

Bumba Meu Boi vira patrimônio imaterial da humanidade

Independência e Rock convida Incubadora de Bandas em BH

Evento será realizado em 15 de dezembro, no Centro Cultural Venda Nova, com muita música, encontro de carros antigos e artes visuais.

Independência e Rock convida Incubadora de Bandas em BH

Mariana recebe exposição “Mário & Alphonsus Revisitados”

O célebre encontro entre os escritores mineiro e paulista completa 100 anos.

Mariana recebe exposição “Mário & Alphonsus Revisitados”