Saiba como diminuir o estresse no trabalho

Se você é como a maioria das pessoas, toda vez que encontra um problema liga logo o sinal de alerta.


Henrique Molina

10/03/2017 - 10:03

É como se a sua mente tivesse identificado um inimigo à frente e imediatamente você passa a sentir preocupação, ansiedade ou medo.

Conforme o tempo passa e a solução não vem, a preocupação e o estresse vão aumentando. Isso pode resultar em noites mal dormidas, conflitos nos seus relacionamentos e até mesmo problemas de saúde.

É possível que nesse exato momento você esteja enfrentando um problema assim…

Pode ser que o problema seja a apresentação da semana que vem para os diretores da empresa, mostrando os resultados do projeto que você estava tocando. Apresentação que, por sinal, você ainda nem começou e que te dá dor de cabeça só de pensar.

Talvez esteja esperando uma ligação te chamando para uma entrevista de emprego. Ligação que parece nunca acontecer e que já te fez roer todas as suas unhas enquanto aguarda. Ou então, pode ser o trânsito infernal que você pega todos os dias para ir e voltar do trabalho. Trânsito que parece ficar pior a cada dia e que te faz xingar todos os carros que estão na sua frente.

É normal nos sentirmos desconfortáveis nessas situações. Afinal, nós queríamos que tudo acontecesse do nosso jeito e que não precisássemos nos preocupar. Mas será mesmo que precisamos nos preocupar tanto?

O desconforto é normal. O que não pode se tornar normal é nos estressarmos excessivamente com isso, a ponto de criarmos problemas ainda maiores.

E se eu te dissesse que existe uma maneira de olhar para seus problemas de forma muito mais positiva e enxergá-los como uma oportunidade? E se essa maneira pudesse te ajudar a resolver seus problemas ainda mais rapidamente, gastando bem menos energia se preocupando? Gostaria de conhecê-la? Então continue lendo que eu já vou te apresentar. Antes disso vamos entender um pouco melhor como surgem nossas preocupações.

Entendendo as preocupações


Preocupações surgem quando gastamos mais energia olhando para o problema do que procurando uma solução para ele. Esse foco excessivo no problema faz com que passemos a enxergá-lo como uma ameaça. E se pensamos nele como uma ameaça, consequentemente passamos a imaginar as consequências negativas que ele pode trazer.

Quando olhamos para algo dessa maneira, naturalmente nos sentimos mais pressionados e estressados. E se essa postura negativa se mantiver por muito tempo, o problema começará a parecer cada vez maior e a nossa autoconfiança vai diminuir, podendo chegar ao ponto de nos paralisar. Para mudar a perspectiva com a qual você encara um problema, aqui vai a primeira dica.

Olhe para o problema de maneira positiva

A grande sacada é entender que o problema, na realidade, não faz parte de você. Ele está fora do seu corpo. Quem está dentro é a preocupação. Logo, você tem total controle sobre ela.

A sua apresentação vai acontecer em alguma sala de reuniões, os slides estão no computador, seus dados nos relatórios. O seu curriculum está na caixa de entrada do e-mail de alguém. O trânsito está fora do seu carro.

Não traga o problema para dentro da sua cabeça, porque ele apenas se transformará em preocupação. E preocupação não vai te ajudar a resolvê-lo.

Agora você pode estar pensando: mas se eu não me preocupar, não vou fazer nada a respeito. Entendo que essa confusão possa surgir. Mas existe uma diferença entre se preocupar e se importar.

Quando você se importa com algo, você procura fazer bem feito. Quando se preocupa com algo, acaba fazendo mais rápido do que deveria, sem dar a mesma importância para a qualidade daquilo que está sendo feito.

Consequentemente, seu desempenho fica abaixo do que poderia. O que eu quero dizer é: não gaste energia com a preocupação, gaste energia trabalhando na solução.

E para pensar melhor em uma solução, você precisa entender os três tipos de problema que existem.

Os três tipos de problema

Identificar qual é o tipo de problema pelo qual você está passando certamente vai te ajudar muito a encontrar mais rapidamente uma solução. Então vamos lá.

1. Controle direto

O primeiro tipo são os problemas sobre os quais você tem controle direto. Ou seja, você exerce total influência em relação a eles. Encontrar a solução e aplicá-la só depende de você.

Nos exemplos anteriores, a apresentação para os diretores da empresa se enquadra nos problemas de controle direto. Você é que precisa preparar a apresentação, tem acesso a todos os dados de que precisa e não depende de mais ninguém para prepará-la.

Nesse caso, a recomendação é a seguinte: mão na massa! Quanto mais você deixa o tempo passar, maior se tornará o problema. Ninguém o resolverá por você. Ao mesmo tempo em que isso pode parecer solitário, também te dá total controle da situação.

2. Controle indireto

O segundo tipo são os problemas de controle indireto. Isso significa que outras pessoas ou fatores também estão envolvidos e possuem participação na resolução do problema. Você exerce influência sobre ele, mas a responsabilidade não é única e exclusivamente sua.

O exemplo da entrevista de emprego entra nessa categoria. O que está sobre sua influência é ter um currículo bem elaborado e com boas qualificações, enviá-lo para as empresas, mostrar interesse para o recrutador, e assim por diante. Porém, depende do recrutador ter interesse pelo seu perfil e te dar a oportunidade de uma entrevista.

Podemos influenciar as outras pessoas a fazerem o que queremos, mas existe um limite. E esse limite representa o limite do nosso controle sobre o problema.

Para problemas desse tipo, a minha recomendação é: faça o melhor que você puder, garanta que fez tudo o que estava ao seu alcance.

Tendo consciência de que você fez tudo o que era possível, o peso sobre as suas costas diminui e a cobrança sobre si mesmo também. Mas não se acomode. Use o resultado dos seus esforços como um feedback, entenda o que pode estar fazendo de errado e o que pode ser feito ainda melhor. Busque sempre aumentar o seu potencial e suas chances de sucesso.

3. Nenhum controle


O terceiro tipo são problemas sobre os quais você não possui nenhum controle. Portanto, não consegue exercer influência sobre eles. Os fatores que controlam esse tipo de problema estão fora do seu alcance.

Nos exemplos anteriores, o trânsito representa essa categoria. Você pode tentar sair do trabalho fora dos horários de pico, usar outro tipo de transporte ou morar próximo do trabalho. Porém, o trânsito continuará lá. Você não pode fazer nada a respeito disso.

Considerando que você não tem saída, já está dentro do seu carro e tem quilômetros de congestionamento à sua frente, a recomendação é a seguinte: coopere com o inevitável.

Encontre formas de lidar com o problema de uma forma mais confortável. Pense em como esse ele pode representar uma oportunidade para você. Nem sempre tudo que parece ruim tem que ser necessariamente ruim. Vou ser clichê e usar a famosa frase: faça do limão uma limonada.

No caso do trânsito, você poderia aproveitar esse tempo para ouvir seus podcasts favoritos, ouvir um audiobook ou treinar seu inglês ouvindo músicas. Enfim, tenho certeza que você consegue ser mais criativo do que eu.

O benefício de saber lidar com problemas

Os problemas vão continuar surgindo em nossas vidas, isso é inevitável. Portanto, quanto mais preparado você estiver para lidar com eles – adotando uma perspectiva positiva e seguindo a estratégia que acabamos de mostrar – maior será sua capacidade de encontrar soluções.

Se você seguir esse plano, levará uma vida mais tranquila, produtiva e saudável. No ambiente de trabalho, um profissional capaz de resolver problemas de forma rápida e eficiente também é mais valorizado. Na vida pessoal, se tornar uma pessoa menos estressada e mais positiva te permitirá desfrutar de relacionamentos mais harmoniosos.

Nossa quantidade de energia diária é limitada, então como você decide gastá-la? Se preocupando com o problema ou encontrando a solução para ele?

Henrique Molina é formado em Engenharia de Produção pelo Centro Universitário FEI. 

Fonte: New Trade - O Portal do Comércio 





Mineirão sedia Gula Festival de Food Trucks

BH recebe um dos maiores festivais de food trucks do país neste sábado.


Banco Central reduz projeção da inflação novamente

Mundo Empresarial

Banco Central reduz projeção da inflação novamente

Mercado financeiro reduz estimativa de inflação para 3,92% este ano.


Frutas: tome cuidado!

Saúde

Frutas: tome cuidado!

Passe a língua na superfície dos dentes naturais e perceba a textura lisa que eles possuem.


Estudantes ficam indecisos sobre o retorno profissional

Estudantes do Ensino Médio se mostram indecisos sobre o retorno do investimento numa graduação.



Você sabe o que é Bichectomia?

Beleza Pura

Você sabe o que é Bichectomia?

Bichectomia é um procedimento muito procurado por atrizes que "afina o rosto" retirando as bochechas.


Divulgação de delações eleva caos político

Café Pequeno

Divulgação de delações eleva caos político

Avalanche de vídeos e documentos com acusações dos executivos da JBS implica nomes dos principais partidos.


Domingos Montagner vive um político em filme de terror

O Rastro está m cartaz nos cinemas de todo o país.


FMI projeta crescimento de 0,2% para o Brasil em 2017

Mundo Empresarial

FMI projeta crescimento de 0,2% para o Brasil em 2017

Findo aina prevê expansão econômica de 1,7% para 2018.


Vocalista Chris Cornell morre aos 52 anos

Famosos

Vocalista Chris Cornell morre aos 52 anos

Vocalista do Soundgarden e do Audioslave, morre aos 52 anos, por enforcamento.


Belotur abre cadastramento para o maior Arraial de BH

Notas Musicais

Belotur abre cadastramento para o maior Arraial de BH

Festas juninas gratuitas em logradouros públicos terão isenção de taxas de licenciamento.


Vacinação contra a gripe atinge só 53% do público-alvo

Saúde

Vacinação contra a gripe atinge só 53% do público-alvo

Entre a população considerada prioritária, os idosos registraram maior cobertura vacinal.


26,5 mi de brasileiros não têm trabalho adequado

Mundo Empresarial

26,5 mi de brasileiros não têm trabalho adequado

A Região Nordeste tem a maior taxa de desocupação do país.


Café Pequeno

"Não renunciarei" diz Michel Temer em pronunciamento

Foi a primeira fala do presidente após divulgação de reportagem do jornal O Globo.


Google lançará pagamento por celular no Brasil

O Google anunciou nesta quarta-feira que o Android Pay, seu sistema de pagamentos por celular, chegará ao Brasil ainda neste ano.


Café Pequeno

"Brasil mergulha em novo caos político"

Jornais europeus destacam que gravação envolvendo Michel Temer em corrupção pode acelerar fim de sua presidência.


Supremo afasta Aécio do Senado

Café Pequeno

Supremo afasta Aécio do Senado

Após revelação de áudio em que parlamentar pede 2 milhões de reais a dono da JBS, STF decide interromper mandato do tucano.


Longa com Isis Valverde e Gil Coelho é produção da Total Filmes em coprodução com Miravista/Disney.



Cresce a violência contra pessoas LGBT no país

Café Pequeno

Cresce a violência contra pessoas LGBT no país

A cada 25 horas, uma pessoa é assassinada no Brasil.


Campanha alerta sobre Síndrome Alcoólica Fetal

Saúde

Campanha alerta sobre Síndrome Alcoólica Fetal

Doença atinge bebês de mulheres que ingeriram bebidas alcoólicas durante a gravidez.


Limitar temperatura é questão de sobrevivência mundial

Fórum climático faz alerta alarmante para o aquecimento global.


É impossível ser feliz sozinho?

Mundo Empresarial

É impossível ser feliz sozinho?

Coach fala sobre o amor nos tempos atuais.


EUA, Reino Unido e Japão oferecem bolsas de estudos

Educação & Capacitação

EUA, Reino Unido e Japão oferecem bolsas de estudos

Estudar fora do país é uma boa escolha para alavancar sua carreira e ganhar mais experiência.


Dicas para aliviar e evitar as rugas

Saúde

Dicas para aliviar e evitar as rugas

Antes de começar os cuidados é preciso conhecer as suas causas.


A diferença entre placebos e a oração

Bem Viver

A diferença entre placebos e a oração

"O amor verdadeiro não é uma reação química, mas uma influência divina."


A figura masculina no jardim de infância

Educação & Capacitação

A figura masculina no jardim de infância

Educação infantil continua sendo em grande parte vista como algo para mulheres.


Como a publicidade incentiva as

Briefing

Como a publicidade incentiva as "fake news"

Sistema de anúncios online contribui para que popularidade de matérias seja mais importante do que a veracidade delas.