Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Cibersegurança: os desafios para implementação do 5G no agronegócio

Cibersegurança: os desafios para implementação do 5G no agronegócio

14/04/2022 Jeferson D'Addario

No Brasil, existem muitas questões burocráticas de autorizações, impostos excessivos e um grande problema de infraestrutura.

Cibersegurança: os desafios para implementação do 5G no agronegócio

Segundo a IDC Brasil (International Data Corporation), o 5G deve gerar investimentos de US$ 25,5 bilhões até 2025 no mercado brasileiro. Inteligência artificial, internet das coisas (IoT), computação em nuvem (cloud), big data e cibersegurança estão entre as áreas que serão beneficiadas com a chegada do 5G no Brasil. De acordo com o estudo, as companhias brasileiras investirão cerca de US$ 1,6 bilhão somente em serviços de cibersegurança, alta de 17,6% em relação a 2021. Porém, não é tão simples assim! Para a implementação efetiva do 5G, é necessário mais tempo do que se imagina.

No Brasil, existem muitas questões burocráticas de autorizações, impostos excessivos e um grande problema de infraestrutura. Sem falar da falta de mão de obra qualificada para implementar, ensinar ou proteger, já que temos uma desigualdade educacional e um país continental.

O 5G é a melhor solução para o agronegócio brasileiro?

Na década de 80 e 90, os negócios precisaram ser transformados com o uso em redes de computadores e começamos a diminuir as fronteiras sociais e comerciais com as BBS e provedores de internet. O agronegócio brasileiro, que é referência, não ficou para trás, e logo se transformou acompanhando aquele momento mundial.

Prometendo uma velocidade de rede 100 vezes maior, a tecnologia 5G traz inúmeras oportunidades para diversas áreas. O relatório publicado em 2020, pelo Fórum Econômico Mundial, com o nome de Future Series: Cybersecurity, emerging technology and systemic risk - INSIGHT REPORT, em parceria com a Universidade de Oxford, apresentou dados e informações que estimam em US$ 13,2 trilhões o potencial econômico do 5G até 2035.

Com a chegada da tecnologia, o agronegócio brasileiro, imprescindível para o PIB brasileiro, ajudará a aumentar a competitividade em relação a outros países mais desenvolvidos e reduzir custos operacionais, podendo ser um dos mais beneficiados. O 5G e uma infraestrutura segura permitirão mais tecnologia e produtividade para os grandes produtores e empresas do setor.

Esta infraestrutura tecnológica permitirá o avanço no uso de dispositivos inovadores, como por exemplo: drones, automação de veículos e propriedades, novas telemetrias e monitoramentos. Além disso, poderemos ter startups explorando o 5G com geomapeamento de terras com IoT, inteligência artificial e robôs numa escala jamais vista. Portanto, o agro brasileiro, que já é uma referência no mundo, poderá escalar e melhorar a competitividade em vários fatores, possibilitando também aos pesquisadores, agrônomos e institutos um melhor aproveitamento e conhecimento.

Vale ressaltar ainda que o 5G é um recurso de infraestrutura tecnológica e de comunicação que possibilitará um avanço na transformação digital para o agro. Acredito que ajudará no controle da qualidade e produtividade do setor. A tecnologia associada a ciência e pesquisa, poderá auxiliar no desenvolvimento de negócios e startups do segmento nos próximos anos.

Destaco ainda que tecnologias como 5G, internet das coisas, inteligência artificial e robotização terão um grande apelo de sustentabilidade, o que é importante para fundos de investimento que levam em conta o ESG (Environmental, Social and Governance), e isto para o agronegócio brasileiro, pode ser diferencial competitivo e mais lucro a médio e longo prazo.

5G, cibersegurança e agronegócio

Mas devemos ter um ponto de atenção: os alvos clássicos dos cibercriminosos em todos os países são as infraestruturas críticas, ou seja, setores de telecomunicações, financeiro, saúde, transporte, produção de alimentos, energia e governo. É possível notar que qualquer nova tecnologia com potencial de negócios, na casa de bilhões de dólares, é tão atraente para os empresários como é para os cibercriminosos. O 5G é uma novidade e, como acontece com toda nova tecnologia, hackers trabalham para criar golpes e obterem informações e dados. Como já dizia Clive Humby: "dados são o novo petróleo".

Com isso, o agronegócio e tudo relacionado a ele são potencial alvos para cibercriminosos, e quanto antes começarem a investir em cibersegurança e gestão de segurança da informação e da privacidade, melhor preparados estarão para implementação do 5G. Atualmente, os investimentos ainda são pequenos comparados com a riqueza gerada por este segmento no Brasil. Nesse sentido, a área de cibersegurança precisará de mais recursos para contribuir com a segurança digital do agronegócio.

* Jeferson D’Addario é CEO do Grupo DARYUS, professor coordenador do MBA em Gestão e Tecnologia em Segurança da Informação (GTSI), do MBA em Gestão de Risco e Continuidade de Negócios (GRCN) do Instituto DARYUS de Ensino Superior Paulista (IDESP) e consultor sênior em Continuidade de Negócios e Gestão de Riscos.

Para mais informações sobre Cibersegurança clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Sing Comunicação de Resultados



Como o agronegócio se beneficia com a energia solar

Adicionar energia solar a uma propriedade rural não apenas melhora os resultados, mas também é ecologicamente correto.

Como o agronegócio se beneficia com a energia solar


2022 promete

Nas últimas décadas, o agronegócio deu uma grande e importante contribuição à economia brasileira.

2022 promete

Valor da produção agropecuária de 2022 deve chegar a R$ 1,227 trilhão

Algodão em pluma, banana, batata inglesa, café, cana-de -açúcar, milho e trigo estão entre os produtos com melhor desempenho.

Valor da produção agropecuária de 2022 deve chegar a R$ 1,227 trilhão

Seis produtos da agricultura familiar terão bônus de desconto do PGPAF em abril

O produtor recebe o bônus quando o preço de seu cultivo fica abaixo do valor de referência do programa.

Seis produtos da agricultura familiar terão bônus de desconto do PGPAF em abril

Produção agrícola deve atingir 269,3 milhões de toneladas, diz Conab

O número é 5,4% maior do que o registrado na safra anterior.

Produção agrícola deve atingir 269,3 milhões de toneladas, diz Conab

Pesquisa revela benefícios de adubos feitos a partir do lodo de esgoto

Estudo está sendo feito em cultura de soja e milho.

Pesquisa revela benefícios de adubos feitos a partir do lodo de esgoto

Comércio exterior do agronegócio tem saldo de US$ 9,3 bi em fevereiro

Balança comercial registra superávit de US$ 4,0 milhões.

Comércio exterior do agronegócio tem saldo de US$ 9,3 bi em fevereiro

Brasil terá crédito de US$ 1,2 bilhões para projetos agrícolas

Convênio foi assinado com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Brasil terá crédito de US$ 1,2 bilhões para projetos agrícolas

Brasil registra recorde no abate de frangos em 2021

Foram abatidas 198,87 milhões de cabeças, alta de 2,8%.

Brasil registra recorde no abate de frangos em 2021

Fertilizante ecológico pode reduzir dependência de importação

Pesquisador desenvolve técnica na Universidade Federal do Paraná.

Fertilizante ecológico pode reduzir dependência de importação

Operações Financeiras ESG e o Agronegócio

O mundo muda cada vez mais rapidamente e os negócios também.

Operações Financeiras ESG e o Agronegócio