Portal O Debate
Grupo WhatsApp


6 ações que vão simplificar o processo de tomada de decisão

6 ações que vão simplificar o processo de tomada de decisão

08/10/2015 Christian Barbosa

Tomar uma decisão nem sempre é um ato simples e rápido. Você já reparou como é comum encontrarmos pessoas e até mesmo empresas que têm dificuldades no momento de fazer uma escolha?

São assuntos que se arrastam por reuniões intermináveis e, em meio a tantas discussões, muitas decisões são “compartilhadas” até o momento em que ninguém mais é dono da ideia.

Muitos podem não perceber, mas isso gera perda de tempo e, pior, de dinheiro também. Diante disso tudo, não podemos apontar um único responsável por tornar as escolhas mais difíceis, existem inúmeros fatores que podem empacar o processo.

Por isso, decidi listar os casos mais típicos, para que em uma próxima oportunidade você tenha condições de resolver qualquer questão com mais facilidade.

1 – Falta de autonomia para decidir

Tem líder, empresa ou processo que simplesmente não dá autonomia necessária para que as pessoas tomem as próprias decisões. Isso pode ser para controlar risco, para gerenciar mais de perto processos ou pelo simples fato de “ego grande”. Alguns líderes não conseguem conviver com a ideia de que alguém tome a decisão por eles.

2 – Falta de coragem para decidir

Algumas pessoas têm a autonomia para tomar a decisão, mas não conseguem ter coragem de decidir por si próprios. Preferem contar com a ajuda de outros para compartilhar a decisão, o que não é de todo ruim, porém isso, na maior parte dos casos, acaba se arrastando por muito tempo.

3 – Excesso de opções

Quanto mais opções, informações e conteúdo, mais difícil de decidir. Se você quer fazer a reforma da sua casa e pede para seis empresas fazerem orçamento, a sua decisão vai ser muito mais demorada do que se você fizesse apenas três orçamentos. Quanto mais opções, mais dúvidas geramos. Limitar suas opções é um fator de extremo bom senso para a decisão acontecer.

4 – Necessidade de brilho pessoal

Algumas decisões não são tomadas pelo simples fato de que o cara que poderia decidir prefere que todo mundo pense no assunto, bata a cabeça, faça um monte de reuniões, levantamentos, gaste muito tempo e dinheiro. Até que chega um belo dia em que o “super decisor” aparece com a solução mágica, que, provavelmente, ele já sabia desde o primeiro minuto. Já presenciou algum acontecimento como esse?

5 – Falta da gestão de “milestones”

Muitas decisões não são tomadas porque as pessoas simplesmente esquecem. Você, por exemplo, pede cotação de preço de alguma coisa, vai recebendo as propostas por email ao longo dos dias e vai tocando a vida. Muita gente se esquece do que pede e, diante da falta de “urgência”, vai arrastando o assunto e a decisão não é feita. Colocar uma tarefa de quando deve ser a decisão ajuda a limitar o tempo e, por consequência, realizá-la.

6 – Preguiça

Por último, mas não menos incomum, temos a famosa preguiça. Vamos deixando para depois e, em muitos casos, a decisão não é tomada. Só que não tomar nenhuma decisão já é uma decisão: a de negligenciar.

*Christian Barbosa é o maior especialista no Brasil em administração de tempo e produtividade, é CEO da Triad PS, empresa multinacional especializada em programas e consultoria na área de produtividade, colaboração e administração do tempo.



Como controlar o seu pensamento para viver um 2021 melhor

A pandemia provocada pela covid-19 trouxe sentimentos de medo, angústia e ansiedade para todo o mundo.

Como controlar o seu pensamento para viver um 2021 melhor

Quanto mais você se aproxima do futuro, mais parte do passado você faz

Aprender é a única coisa de que a mente nunca se cansa, nunca tem medo e nunca se arrepende. (Leonardo da Vinci)

Quanto mais você se aproxima do futuro, mais parte do passado você faz

Dia Mundial de Luta Contra a Aids é celebrado em 1º de dezembro

Entenda como a alimentação pode ajudar a aumentar a imunidade e fortalecer o combate as complicações da doença.

Dia Mundial de Luta Contra a Aids é celebrado em 1º de dezembro

Solidariedade e humanidade: qual sua rede de relacionamentos?

E bem sabemos que o dinheiro pode comprar muito, mas não compra amor, reciprocidade, verdade, carinho (...).

Solidariedade e humanidade: qual sua rede de relacionamentos?

O normal da maternidade

A menina é criada dentro de um universo que a prepara desde muito cedo para aceitar e desejar a maternidade.

O normal da maternidade

IBGE: expectativa de vida do brasileiro vai a 76,6 anos

A expectativa de vida do homem é de 73,1 anos e a da mulher, de 80,1.

IBGE: expectativa de vida do brasileiro vai a 76,6 anos

Primavera e o impacto na vida!

É novembro, primavera com suas cores. A natureza se renovando, as mudanças de colorido, odores e ânimos em transição.

Primavera e o impacto na vida!

Estudo discute relação entre videogames e bem-estar

Trabalho diverge da tese de que prática levaria ao vício.

Estudo discute relação entre videogames e bem-estar

Sonhos e vivências de crianças e adolescentes com deficiência viram livro

O valor arrecadado com a venda da obra, escrita e ilustrada por pacientes da Associação Mineira de Reabilitação (AMR), será destinado para a construção do Laboratório de Análise do Movimento da instituição


Duas pandemias: inatividade física e Covid-19, qual a pior?

Em tempos de isolamento social, como ficam as atividades físicas?

As atividades físicas foram substituídas por intermináveis desculpas.

Em tempos de isolamento social, como ficam as atividades físicas?

Faça você mesmo: aprenda!

O “faça você mesmo” se refere a aprender e criar sozinho de tudo um pouco.

Faça você mesmo: aprenda!