Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A difícil tarefa de relaxar

A difícil tarefa de relaxar

21/05/2022 Camilla Bastos

Medo, preocupação excessiva, sensação de que alguma coisa ruim está prestes a acontecer.

A difícil tarefa de relaxar

Alguns dos efeitos físicos desse misto de sentimentos que caracterizam os transtornos de ansiedade costumam ser as mãos trêmulas, os batimentos cardíacos acelerados, o aumento da pressão e a dor no peito. Especificamente no Brasil, familiarizar-se com todos esses sintomas é comum, visto que 9,3% da população sofre de ansiedade.

Já éramos mais de 18 milhões em 2019, conforme dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Quantidade suficiente para nos enquadrarmos no topo do ranking. Sim, nós somos o povo mais ansioso do planeta. E ficamos ainda mais a partir da pandemia. A mesma OMS apontou que houve um crescimento de 25% nos índices de ansiedade nos países atingidos pela Covid-19.

Mas um estudo da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), ainda nos meses iniciais após o Coronavírus, afirma que 80% da população brasileira desenvolveu algum grau de ansiedade de moderado a grave desde então. A pesquisa ainda reporta que 68% dos brasileiros também apresentaram sintomas de depressão. Isso, é claro, tem impacto direto na saúde geral do brasileiro, formando um efeito cascata que faz acender o sinal de alerta das autoridades.

Dependendo do nível de ansiedade de um indivíduo, é difícil de imaginar que ele esteja desfrutando de um sono de qualidade, de um desempenho sexual satisfatório, de uma dieta adequada. Ou seja, a ansiedade tem a capacidade de invadir outras instâncias do dia a dia que não se limitam apenas aos momentos de crise. Diante disso, muitos dos que enfrentam o problema buscam respostas à mesma pergunta: como superar a ansiedade?

Primeiro, é importante entender que a ansiedade afeta antes as condições psíquicas do indivíduo, mas que atinge também seus aspectos físicos. Por isso, é importante pensar num tratamento multifacetado – praticar atividades físicas regulares, realizar relaxamentos, melhorar a qualidade da alimentação e evitar produtos como cafeína, álcool e nicotina. O próprio paciente pode fazer uma autoleitura para observar quais são os momentos em que ele mais se submete às crises de ansiedade. Mas é bastante válido também recorrer a um acompanhamento profissional.

Num mundo onde tudo parece andar num ritmo cada vez mais rápido, a ansiedade não chega tanto a surpreender. Mas vale pisar no freio e buscar recorrer a hábitos de vida mais saudáveis, que ajudem a eliminar essas crises.

* Camila Bastos, gestora de marketing da You Saúde.

Para mais informações sobre Ansiedade clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Viramos escravos das redes sociais?

A presença de celulares se tornou certa em momentos marcantes, sejam eles as primeiras palavras de um bebê ou shows de grandes artistas.

Autor: Lucas Franco Freire

Viramos escravos das redes sociais?

A solidão pode ser uma bomba relógio para o seu coração

Álcool, Isolamento social e saúde mental conheça os fatores que afetam a saúde cardíaca que vão além do sedentarismo e a má alimentação.

Autor: Divulgação

A solidão pode ser uma bomba relógio para o seu coração

Quaresma: tempo favorável à conversão

Por meio do tempo litúrgico da Quaresma, a Igreja se prepara para celebrar o mistério do Cristo Ressuscitado, vencedor da morte e do pecado.

Autor: Padre Wagner Ferreira da Silva

Quaresma: tempo favorável à conversão

Mesmo enfermo, eu sou guerreiro!

Vários cientistas, de todas as partes do mundo, pesquisam exaustivamente a relação entre a fé e a superação de doenças.

Autor: Luzia Santiago


Levar a felicidade para passear

Um modelo de felicidade para mim é levar minha cachorrinha, Bella, para passear. Uma atividade que o resto da família não curte e não reproduz quando eu não posso fazê-lo.

Autor: Marco Antonio Spinelli

Levar a felicidade para passear

Família Salesiana comemora 200 anos do sonho de Dom Bosco

O sonho de Dom Bosco aos nove anos nos convida a olhar para nossa vida e perceber o chamado de Deus.

Autor: Vera Lúcia Reis


Uma história de ninar para quem tem medo do escuro

Inspirado na própria infância, quadrinista Landis Blair publica "A Cabana Noturna", que transforma a hora de dormir em um momento tranquilo, longe de monstros imaginários.

Autor: Divulgação

Uma história de ninar para quem tem medo do escuro

Uma caminhada em direção ao amor-próprio

Beatriz Ribeiro explora as várias facetas da complexa experiência humana em livro.

Autor: Divulgação


5 dicas para lidar com os pesadelos

Estratégias que podem ajudar a ter uma noite de sono tranquila.

Autor: Dra. Márcia Assis

5 dicas para lidar com os pesadelos

366 dias para estreitar o relacionamento com Deus

Pastor Michel Simplício lança devocional interativo para exercitar a fé e aliviar o estresse diário.

Autor: Divulgação


Gratidão ou obrigado

Em última análise gratidão não é uma obrigação social ou uma palavra da moda, mas um convite para viver de maneira mais conectada.

Autor: Danilo Suassuna

Gratidão ou obrigado

Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa

Hoje são milhões de cristãos perseguidos e assassinados, especialmente na África e na Ásia, pelo simples fato de serem cristãos.

Autor: Professor Felipe Aquino

Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa