Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Aderência à academia: por que alguns conseguem e outros não?

Aderência à academia: por que alguns conseguem e outros não?

08/01/2021 Rafael Luciano de Mello

Antes de pagar a academia ou iniciar alguma atividade física, é importante considerar os prós e os contras.

Aderência à academia: por que alguns conseguem e outros não?

O Brasil é um dos grandes polos do mercado fitness no mundo, o segundo em número de academias de ginástica, atrás apenas dos Estados Unidos.

Mas será que basta ter academias? E o fato de se matricular, significa ser um frequentador assíduo? Se as suas respostas forem não, está no caminho certo. Afinal, se esse fosse o critério, os norte-americanos seriam os mais ativos, seguidos por nós, brasileiros, mas isso está longe de ser verdade.

As academias de ginástica/musculação, podem ser potentes aliadas aos exercícios físicos, ou um grande empecilho, se “empregada” de maneira errada aos diferentes perfis de clientes.

Para elucidar essa questão, pensemos que cada indivíduo é composto de várias “caixinhas”, as quais moverão o comportamento em relação à atividade física, assim como tudo na vida, não é mesmo? E temos em nosso convívio os dois extremos, aqueles que não vivem sem ir à academia, e os que pagaram o plano anual, promocional, mas não sabem nem o caminho até lá. Por que um mesmo ambiente pode agradar tanto alguns e tão pouco outros?

A resposta está nas “caixinhas”:

Primeiramente, pense no porquê optou pela academia, qual o seu propósito.

Você se conhece o suficiente para saber os reais objetivos em frequentar estes espaços?

O que poderia lhe impossibilitar de ir até lá? Tempo? Preguiça? Distância? O ambiente?

E o que poderia ser um aliado? Os equipamentos? As aulas coletivas? O contato social? Fins estéticos? Saúde?

Todas essas questões são baseadas no que é conhecido no meio científico como, determinantes da atividade física, ou seja, o que faz algumas pessoas fazerem tanto e outras tão pouco. Nesse caso, estamos abordando especificamente as academias, mas pode ser transferido para qualquer contexto, como a caminhada no parque e os esportes, por exemplo.

Enfim, voltemos ao foco, as academias de ginástica. Antes de fechar um plano, reflita e considere as questões citadas, veja seus reais motivos, e quanto mais intrínsecos eles forem, ou seja, algo relacionado como satisfação pessoal, disposição, bem-estar, maior probabilidade terá de se manter ativo e ser beneficiado infinitamente por essa prática. Por outro lado, fatores extrínsecos, como treinar para agradar alguém, são os menos prováveis de darem certo.

Aos que querem frequentar, mas não acham motivação, inicie com atividades que lhe deem o mínimo de satisfação. Tudo é questão de tempo, o importante é criar o hábito de frequentar, assim ficará mais fácil de mudar a rotina de treino, considerando o objetivo inicial. Por exemplo, se o foco é emagrecer, mas não possui o hábito de ir à academia, inicie aos poucos, ache atividades que sejam agradáveis, mesmo que não sejam as mais efetivas para o emagrecimento. Com a adoção do hábito, o professor conseguirá manipular o treino com maestria, baseado nas necessidades fisiológicas e no objetivo.

Desse modo, antes de pagar a academia ou iniciar alguma atividade física, é importante considerar os prós e os contras. Gerenciar as barreiras, para se adequar ao novo hábito e mudar o comportamento. Assim, terá a atividade física no cotidiano, não será algo complexo, apenas mais uma atividade do dia. Do contrário, será uma compra por impulso, que além dos custos econômicos, poderá limitar a participação em exercícios físicos, e custar algo ainda mais fundamental, a saúde.

Autor: Rafael Luciano de Mello - Bacharelado em Educação Física do Centro Universitário Internacional Uninter.




As principais dúvidas sobre como ter uma horta em casa

Escolhas das hortaliças, horta em apartamento, saúde das plantas e espécies fáceis de plantar estão entre as dicas.

As principais dúvidas sobre como ter uma horta em casa

Os pilares da vida urbana no pós-pandemia

A incerteza e a instabilidade nos obrigaram a fazer uma revisão na relação com tudo o que dá sentido as nossas vidas.

Os pilares da vida urbana no pós-pandemia

Somos um pouco de cada amigo que temos

De início, gostaria de contar uma pequena história.

Somos um pouco de cada amigo que temos

As crianças na internet: uma facilidade aos criminosos

Há alguns dias, a Polícia Civil deflagrou uma operação para prender um homem de 21 anos que armazenava, vendia e extorquia jovens e crianças a fornecer imagens de cunho sexual.

As crianças na internet: uma facilidade aos criminosos

Até quando seguiremos nos reinventando? Sempre!

A palavra que regeu 2020 e que ainda irá prevalecer em 2021 é a reinvenção.

Até quando seguiremos nos reinventando? Sempre!

Largar tudo nem sempre é solução para os cansados do mundo corporativo

A história é muito parecida e eu a vi se repetir dezenas de vezes.

Largar tudo nem sempre é solução para os cansados do mundo corporativo

Poupar para contas de início de ano e períodos adversos

Estamos vivendo um momento atípico provocado pela pandemia da covid-19.

Poupar para contas de início de ano e períodos adversos

Alegria e otimismo devem nos acompanhar, sempre!

É muito importante olharmos e reconhecermos nossas conquistas e superações.

Alegria e otimismo devem nos acompanhar, sempre!

Extrato de Alho: suplemento natural para envelhecer saudável

Ter um envelhecimento saudável é seu principal objetivo?

Extrato de Alho: suplemento natural para envelhecer saudável

Máscaras, mas mesmo depois da vacina?

Queremos a busca de uma resposta simplista para um problema complexo.

Máscaras, mas mesmo depois da vacina?

Como introduzir hábitos alimentares saudáveis no dia a dia

Os nutricionistas orientam diminuir o consumo de alimentos classificados como processados e ultraprocessados.

Como introduzir hábitos alimentares saudáveis no dia a dia

Seis dicas para poupar dinheiro e conseguir pagar as contas à vista

O início do ano é o período com mais contas que impactam o bolso dos brasileiros.

Seis dicas para poupar dinheiro e conseguir pagar as contas à vista