Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Alegria e otimismo devem nos acompanhar, sempre!

Alegria e otimismo devem nos acompanhar, sempre!

10/02/2021 Elaine Ribeiro

É muito importante olharmos e reconhecermos nossas conquistas e superações.

Alegria e otimismo devem nos acompanhar, sempre!

O Carnaval, tão esperado, não poderá acontecer neste ano, porque ainda vivemos sob os riscos da pandemia e, mesmo com a esperança dada pela vacinação, sabemos que é uma tarefa desafiadora as vacinas chegarem em todos os cantos do Brasil. Por isso, este tempo de comemoração não será realizado. Por outro lado, essa mudança nos faz refletir sobre alguns aspectos do curso da vida.

Desde que a epidemia começou, iniciamos um aprendizado de novos hábitos, costumes e adaptações, bem como perdas, distâncias, rivalidades, ausências. Feriados remarcados, datas suspensas, comemorações adiadas.

Porém, refletindo sobre o carnaval, vou um pouco além, pensando na necessidade de mantermos o hábito de comemorar e manter viva a chama da alegria, de olhar para o lado e ver o que de bom nos acontece.

Outro ponto importante para pensarmos está até mesmo relacionado à forma que usamos para comemorar. No carnaval, muitas vezes, nos deparamos com excessos. Sempre penso: Por que as pessoas passam dos limites? Por que bebem demais, por exemplo?

É muito importante olharmos e reconhecermos nossas conquistas e superações. Pois, muitas vezes, temos uma forte tendência a ficar apenas remoendo as situações negativas, e hipervalorizá-las, o que não é nada bom.

Celebrar pequenas e grandes coisas é um ritual talvez perdido devido ao contexto atual, mas importante: com ele podemos valorizar os ciclos quando alcançamos um objetivo, não importa se maior ou menor. Nesse sentido, não precisamos de grandes feitos comemorativos, não é necessária uma comemoração desenfreada, quase que em bloco, que exibe em nós ou até nos leva a fingir um sentimento que nem sempre faz parte de nós.

Temos passagens bíblicas que falam da importância da celebração, da comemoração e do valor do tempo: “Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus. Tempo para chorar e tempo para rir; tempo para gemer e tempo para dançar” (Ecl 3,1-4).

O carnaval é apenas uma data, entre os 365 dias do ano. Por isso, podemos pensar um pouco mais sobre como temos vivido esse tempo. Não se trata de renegar as perdas e dificuldades, mas de não ficarmos atrelados a elas o tempo inteiro.

O desalento constante nos corrói como um ácido, portanto, é importante superar momentos difíceis e valorizar a vida, o simples fato de estar vivo, lendo este texto. Quantas vezes nos falta o agradecimento diário pelo simples e ordinário da vida.

Se pudermos aprender algo sobre este tempo, é que precisamos reaprender a agradecer, a valorizar e a comemorar todo pequeno momento vivido em nossos dias. Encontrar a medida certa, que não envolva uma alegria tola e forçada, nem a manutenção de um pessimismo que nos barre e impeça de ver o melhor a cada dia.

* Elaine Ribeiro é psicóloga clínica e organizacional da Fundação João Paulo II / Canção Nova.

Para adquirir produtos para Casa, Jardim e Limpeza clique aqui...

Fonte: Canção Nova



O fetiche do cinema e o autismo

O autismo infantil é um assunto que tem dominado a agenda dessa semana.

O fetiche do cinema e o autismo

Por que usar muito a cabeça não é pensar com inteligência ?

O cérebro humano é um órgão incrível, mas, assim como a própria natureza humana ele também é limitado.

Por que usar muito a cabeça não é pensar com inteligência ?

Boca seca é alerta: descubra as causas e saiba como prevenir

Conheça as verdadeiras causas da boca seca.

Boca seca é alerta: descubra as causas e saiba como prevenir

Conheça as verdadeiras causas da boca seca

A xerostomia ou boca seca é mais comum entre os mais idosos.

Conheça as verdadeiras causas da boca seca

O condomínio é responsável por danos aos veículos nas garagens?

O condomínio não tem personalidade jurídica.

O condomínio é responsável por danos aos veículos nas garagens?

Mulheres de 50 anos, o tempo de ser feliz é agora!

Se alguém ainda acredita que uma mulher de 50 anos ou mais está no declínio da sua vida anda meio desinformado.

Mulheres de 50 anos, o tempo de ser feliz é agora!

O futuro é digital e é idoso

O que aprendi com minha mãe de 83 anos durante a pandemia.

O futuro é digital e é idoso

Crianças homenageiam heróis no combate ao Covid-19

Estudantes irão entregar uma faixa aos profissionais de saúde do Hospital Universitário da UEL, em Londrina (PR).

Crianças homenageiam heróis no combate ao Covid-19

Sorrir melhora a autoestima e o humor, promovendo conexão pessoal e bem-estar

Ter autoconfiança na hora de sorrir aumenta a autoestima, gera conexão com outras pessoas, melhora o humor, libera hormônios de bem-estar e pode até promover o rejuvenescimento.

Sorrir melhora a autoestima e o humor, promovendo conexão pessoal e bem-estar

Experiência de vida muda comunicação entre cães e humanos, diz estudo

Animais domésticos têm troca de olhares mais intensa com os donos.

Experiência de vida muda comunicação entre cães e humanos, diz estudo

A sadia convivência entre gerações

Você já parou para pensar que muitos conflitos entre gerações poderiam ser minimizados, se apenas uma coisa fosse levada em consideração? Sim!

A sadia convivência entre gerações

Extraordinário homem novo – O princípio do respeito

A cada dia quando nasce o sol, os seres humanos iniciam a repetição de uma enormidade de procedimentos.

Extraordinário homem novo – O princípio do respeito