Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Até quando seguiremos nos reinventando? Sempre!

Até quando seguiremos nos reinventando? Sempre!

16/02/2021 Matthias Schupp

A palavra que regeu 2020 e que ainda irá prevalecer em 2021 é a reinvenção.

Até quando seguiremos nos reinventando? Sempre!

Quem não ouviu, seja em casa, no trabalho, na televisão ou no grupo de amigos, que determinada pessoa precisou se reinventar na pandemia, que os comerciantes reinventaram seus negócios ou que o próprio mercado precisou reinventar suas atividades?

Porém, para se reinventar é necessário seguir valores e esses, independente do desafio ou pandemia, mantêm-se os mesmos. Para quem busca o sucesso, os pilares e caminhos já são conhecidos: são a criação de oportunidade, paixão, agilidade, humildade, disciplina e colaboração. Basta saber aplicar cada um deles na sua área, serviço e rotina e a excelência será uma consequência. 

E eu, em uma breve palestra do multicampeão Bernardinho, pude compreender ainda mais a importância dos princípios. Com muita didática e exemplos de uma carreira brilhante, ele mostrou que, com valores básicos, o sucesso se torna parte da jornada. Seja no esporte, como o voleibol, ou em qualquer setor do mercado, a relevância de mantermos a mente aberta ao aprendizado e sermos guiados pela paixão pelo trabalho é a mesma. 

E, nesse processo, a cobrança está diretamente ligada ao resultado. Me surpreendeu quando Bernardinho contou que grandes líderes podem ser comparados aos pais rígidos, que cobram e, ao mesmo tempo, cuidam. A cobrança só vem para aqueles que são capazes, mas talvez ainda não saibam disso. Para quem sabe a importância da disciplina, que nada mais é do que saber dizer não. Dizer não para aquilo que é fácil e cômodo e buscar superar-se a cada dia.

Dentro de uma empresa não há medalha de ouro, prata ou bronze, mas sim retorno e resultados que levam a equipe a excelência, assim como em um pódio olímpico. Uma venda, um novo produto, uma tecnologia desenvolvida ou meta batida podem trazer para o ambiente corporativo a mesma emoção de um atleta em quadra, que após muitos desafios, erros, acertos, aprendizados e, principalmente, perseverança, chegou ao topo.

E quando chegamos lá? Esse sim é o grande desafio da trajetória. Para explicar esse cenário, Bernardinho usou o exemplo de uma montanha: em sua base há espaço para muita gente, mas no topo não. Lá o ar é rarefeito, é frio e tem muita gente abaixo querendo alcançar o mesmo posto. Como lá em cima os desafios se multiplicam então, é sim preciso voltar ao reinventar.   

Reinventar a forma de fazer, principalmente. Mas foi feito sempre assim! Pois é, mas o que nos trouxe até aqui, não será o que nos levará para o futuro. E, novamente, os valores e o propósito não podem mudar. O que muda são os formatos, ideias, atitudes, ações e, consequentemente, os resultados. A necessidade move uma ação. Quando necessário, todos sabem que é hora de buscar o novo e o diferente, de reinventar. 

E 2021 é sim uma oportunidade de reinventar. Mas nunca será momento de esquecer aquilo que sustenta os grandes negócios, as grandes ideias. Uma equipe motivada, disposta a aprender sempre, com líderes atentos e cuidadosos, um time unido e muita sede por fazer acontecer, por criar o novo e manter a excelência, será sempre medalha de ouro no jogo da vida real. 

* Matthias Schupp é CEO da Neodent e EVP do Grupo Straumann da América Latina

Para adquirir produtos para Casa, Jardim e Limpeza clique aqui...

Fonte: Central Press




Aprenda a melhorar o relacionamento com idosos com Alzheimer

A cada 3,2 segundos um novo caso de demência é detectado no mundo e saber lidar com as etapas desse momento pode contribuir para qualidade de vida do idoso.

Aprenda a melhorar o relacionamento com idosos com Alzheimer

Covid-19 pode desenvolver perda de cabelo?

Queixa é comum de pacientes após infecção. Fátima Tubini, especialista em dermatologia, explica possíveis relações.

Covid-19 pode desenvolver perda de cabelo?

É preciso discutir sobre o autismo

Criado pela Organização das Nações Unidas (ONU), o dia 02 de abril é o Dia Mundial da Conscientização do Autismo.

É preciso discutir sobre o autismo

O mundo depois do túmulo vazio

Será que originalmente a ressurreição poderia ter sido encarada como um fenômeno não físico?

O mundo depois do túmulo vazio

E eis que tudo se fez novo!

Na manhã daquele Bendito Domingo da Páscoa, Maria Madalena vai, logo cedo, ao túmulo, onde se tinha colocado o Santíssimo corpo de Jesus.

E eis que tudo se fez novo!

Por que jovens têm cabelos brancos?

Fatores genéticos podem ter relação com a condição precoce, que merece investigação para descartar doenças autoimunes ou na tireoide.

Por que jovens têm cabelos brancos?

A vida não termina no calvário!

A Semana Santa inicia com o Domingo de Ramos, quando Jesus entra em Jerusalém e é saudado pelo povo como rei.

A vida não termina no calvário!

Home care de idosos é desafio na pandemia

Ao completar um ano de distanciamento social, os brasileiros aprenderam o valor da autonomia e da liberdade.

Home care de idosos é desafio na pandemia

Cuidados com a beleza na terceira idade que começam em casa

Idade não é sinônimo para não se preocupar com a aparência e autoestima!

Cuidados com a beleza na terceira idade que começam em casa

Confira dicas de saúde para tornar a vida dos idosos mais ativa e saudável

Para manter o equilíbrio entre alimentação e atividade física são imprescindíveis um envelhecimento com qualidade de vida.

Confira dicas de saúde para tornar a vida dos idosos mais ativa e saudável

Sedentarismo aumentou 43% durante a pandemia

Restrições à prática de atividade física elevaram de 35 para 50% a parcela da população que não se exercita, aponta pesquisa.

Sedentarismo aumentou 43% durante a pandemia

As quedas são responsáveis pela diminuição da qualidade de vida dos idosos

O momento de reclusão provocada pela pandemia da COVID-19 simboliza um risco a mobilidade, fator que pode aumentar as quedas.

As quedas são responsáveis pela diminuição da qualidade de vida dos idosos