Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Depressão mata

Depressão mata

19/10/2015 Dárcio Cavallini

Recentes pesquisas de laboratórios que trabalham na área da saúde psiquiátrica mostram que a cada 45 minutos uma pessoa morre por suicídio. Um número alarmante que poucos conheciam.

A OMS – Organização Mundial da Saúde, também recentemente anunciou uma pesquisa que mostra que 40% das suicidas do mundo são diagnosticados com depressão.

Segundo recente pesquisa do IBOPE, encomendada pela indústria farmacêutica Janssen sobre esquizofrenia, doença também da área da psiquiatria, nem 25% dos casos existentes recebem diagnósticos e tratamentos medicamentosos que ajudam muito nos momentos das crises agudos que a doença apresenta.

Pior ainda a falta de informação, porque revela que 80% dos brasileiros entrevistados desconhecem a doença. Esta é a informação que gostaria de frisar e chamar a atenção. Muitos são os que sofrem de doenças psicológicas e se tornam dependentes da família, porque ficam improdutivos e não têm a mínima ideia de que essas doenças têm cura.

São elas: depressão, esquizofrenia, bipolaridade, TOC, déficit de atenção, síndrome do pânico, fobia social, border liner etc. Os sintomas mais comuns entre os pacientes mesmo de diferentes diagnósticos são: perda de concentração, distúrbios de sono, apetite, perda da libido, desinteresse por praticar hábitos prazerosos, dores pelo corpo, falta de energia e vitalidade, desânimo e nenhum interesse por coisas novas; e ainda total falta de capacidade de completar tarefas comuns.

A psiquiatria tem como a melhor ferramenta a indicação de medicação “tarja preta” para controlar os sintomas e as crises agudas muito frequentes nessas doenças. E o fato é que só consegue controlar e não curar essas patologias.

Então, pessoas que buscam ajuda a área da medicina psiquiátrica conseguem levar uma vida quase normal e se tornam dependentes das drogas indicadas e condenadas a depender pelo resto da vida dessa medicação. A OMS – Organização Mundial da Saúde desde 1.998 reconhece a doença “OBSESSÃO ESPIRITUAL” e fez constar no CID – Código Internacional de Doenças no CID 10 – item F 44.3.

Quase nenhum médico da área da psiquiatria sabe da existência desse CID, o que limita os profissionais da saúde de atuarem com maior eficiência com seus pacientes. Estudo e me dedico ao tratamento de pessoas com essas patologias por mais de 25 anos e já foram atendidos mais de 10 mil casos com sucesso nos tratamentos, obtendo a cura a médio e longo prazo dependendo de cada caso.

Baseado nessa experiência facilmente comprovada com testemunhos de muitos pacientes curados posso afirmar que todas as doenças da área da psiquiatria são PROCESSOS OBSESSIVOS ESPIRITUAIS. Como conheço esse assunto desenvolvi um protocolo de atendimento que chamo de TRATAMENTO DO SIE – SISTEMA IMUNOLÓGICO ESPIRITUAL.

No tratamento reunimos 22 técnicas terapêuticas energéticas, não invasivas, sem qualquer vínculo religioso espiritual, que são aplicadas nos pacientes em princípio por 12 semanas e, a cada encontro semanal com o terapeuta, o assistido é avaliado e aplicam-se as técnicas que cada um necessita no momento.

Além das avaliações e atendimentos individuais, o paciente participa de um treinamento em grupo, formado por 8 ou 12 pessoas, no qual recebe orientação e aprendizado de técnicas simples para seu autocontrole. Nas 12 semanas, o paciente ganha consciência de seu estado emocional e passa a ter técnicas preventivas que evitam os surtos ou crises.

É comum após os três meses de tratamento o paciente optar pelo “desmame” da medicação; porém aconselhamos que seja acompanhada pelo seu próprio médico. A autocura cada um encontra ao seu tempo e isto é respeitado no paciente, mas, em geral os resultados são satisfatórios na grande maioria no prazo de 1 ano, abandonar totalmente a medicação.

Nosso método de trabalho não envolve medicação porque somos terapeutas e não médicos e nenhum outro tipo de método invasivo seja por ingestão, uso de cremes na pele ou qualquer outra coisa parecida. Nosso trabalho é baseado numa técnica terapêutica desenvolvida por um medico gaúcho, Dr. José Lacerda de Azevedo, outro médico baiano, Elieser Mendes, e ainda outro mais antigo, Dr. Frans Anton Mesmer, que no século XVI criou o “magnetismo animal”.

Trabalhamos equilibrando os campos espiritual, mental, emocional e físico e dessa forma devolvemos ao paciente sua melhor qualidade de vida. Não somos contra a medicação, porque nos momentos de crises agudas é a melhor solução conhecida, entretanto, não acreditamos que cada ser humano deva ser condenado a ser medicado pelo resto de sua vida.

Nosso trabalho não tem qualquer ligação religiosa e pode ser aplicado em qualquer pessoa sem limite de idade, sexo, raça, crença. Basta que esteja disposta e disponível a encontrar sua própria cura. Os médicos, que desejarem acompanhar seus pacientes em nosso trabalho têm total liberdade de assistir e participar até colaborando, são sempre muito benvindos.

São técnicas simples e que qualquer pessoa pode aprender nos cursos que ministramos na formação de Bioterapeutas.

* Dárcio Cavallini – Terapeuta



Santuário do Pai das Misericórdias: lugar de encontro com Deus e renovação espiritual

O Santuário do Pai das Misericórdias é um importante centro de peregrinação e devoção católica, atraindo fiéis de diversas partes do país e do mundo.

Autor: Pe. João Gualberto


Brasileiros solidários

A Gol em parceria com a Avianca, empresas do grupo Abra, transportou doações em mais um voo humanitário.

Autor: Divulgação

Brasileiros solidários

Solidariedade permanente

Há alguém que dependa única e exclusivamente de si? "Ah, sim, 'eu sou o cara, faço e aconteço, sou uma pessoa independente'".

Autor: Padre Marcio Prado


Cemig envia equipes, geradores e veículos especiais para RGS

Equipamentos cedidos pela companhia podem atender até 2.500 mil residências afetadas pelas enchentes no estado.

Autor: Divulgação

Cemig envia equipes, geradores e veículos especiais para RGS

LBV lança campanha de combate à dengue com recado das crianças

O objetivo de promover hábitos saudáveis e eliminar criadouros do mosquito.

Autor: Divulgação


“Dias Perfeitos”: a incrível beleza das coisas simples

Talvez a maior perda de um mundo em que tudo acontece apenas dentro de uma tela é que as pessoas perdem o caminho de seu mundo interno.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Saúde espiritual: cura que vem de dentro para fora

É fato que a medicina moderna avançou consideravelmente no tratamento das doenças físicas ao longo dos séculos.

Autor: Tatiana Capanema

Saúde espiritual: cura que vem de dentro para fora

O livro de Tobias: uma história edificante

No século III antes de Cristo um grande número de judeus moravam no Egito, em Alexandria.

Autor: Lino Rampazzo


Como as emoções afetam o ambiente de trabalho?

A concorrência no mundo dos negócios é diariamente uma arena onde a racionalidade e a tomada de decisões estratégicas são imperativas para o sucesso.

Autor: Divulgação

Como as emoções afetam o ambiente de trabalho?

Segredo para casamentos duradouros

Com os anos de relacionamento, não é incomum que todo aquele encanto, a alegria, o prazer de estar com a pessoa amada enfraqueça, diminua, encolha e desbote.

Autor: Déa Jório e Jal Reis

Segredo para casamentos duradouros

Especialista explica as consequências da timidez

Atividades que desenvolvem habilidades sociais podem ser a solução.

Autor: Divulgação

Especialista explica as consequências da timidez

Depressão e ansiedade gestacional, como identificar?

O período gestacional é um momento da vida da mulher, principalmente para as mães de primeira viagem, que mais exige equilíbrio emocional.

Autor: Dra. Andréa Ladislau

Depressão e ansiedade gestacional, como identificar?