Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Mães em jornada dupla: Como ser pai e mãe ao mesmo tempo?

Mães em jornada dupla: Como ser pai e mãe ao mesmo tempo?

02/08/2019 Angélica Rachid

Os dias começam com uma longa lista de afazeres. Acordar antes de todos em casa, preparar o café da manhã, acordar os filhos e prepará-los para a escola, garantir que tudo esteja em seu devido lugar, e só assim, sair para trabalhar e enfrentar o mundo.

Mães em jornada dupla: Como ser pai e mãe ao mesmo tempo?

A maioria das mães, já se vê nessa descrição de tarefas, que são refeitas diariamente. No entanto, essa rotina tende a ficar ainda mais árdua, para aquelas mães que também representam as figuras paternas em seus lares.

Agora, imagine ser uma mãe em busca da consolidação profissional e estabilidade financeira, e ainda ter que assumir uma posição suplementar em sua casa? Essa realidade complexa e desafiadora foi imposta a minha vida a partir do falecimento do meu marido e pai da minha filha, mas também se faz presente na vida de várias outras mulheres que passaram por divórcios ou optaram por estar sozinhas.

No meu caso, com a ausência do meu marido, fui obrigada a assumir uma série de obrigações. As minhas funções iam desde oferecer os cuidados necessários à minha filha até arcar com a organização, despesas e problemas provenientes da casa. E para ter uma renda suficiente, eu também precisava trabalhar. Algo, que naquela época era muito difícil, pois a minha filha tinha somente um ano e meio e demandava muita atenção e diversos cuidados.

Este tipo de situação se tornou muito comum ao longo dos anos, e isso pode ser exemplificado por dados recentes de uma pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), que apontou que o número de lares brasileiros regidos por mulheres solteiras, aumentou de 23% para 40% em vinte anos de análise.

Esse contexto se mostra alarmante devido às grandes dificuldades que rondam a vida da maioria das mulheres. Ainda hoje, recebemos salários não equivalentes aos dos homens e possuímos pouco espaço de competitividade no mercado de trabalho.  Mesmo com todas estas injustiças, consegui administrar as necessidades do meu lar, assumindo assim o papel de pai e mãe para a minha pequena filha.

As necessidades da minha filha eram múltiplas, pois, ao mesmo tempo em que eu devia ser uma mãe presente, também era essencial ser a amiga e exemplo de mulher firme, forte e decidida, que ela pudesse se espelhar. No entanto, a parte mais injusta da chamada ‘jornada dupla’, é o sentimento de insuficiência paternal, que nos faz crer que somente o modelo de família tradicional pode dar o aporte suficiente para a formação de um adulto sadio fisicamente e emocionalmente.

Apesar dos pesares, acredito que ser mãe em dupla jornada é uma tarefa bastante honrosa. Mais do que isso, observo que ser pai e mãe simultaneamente é provar que é possível permanecer de pé ante as adversidades e situações que a vida reserva. Há um velho dito popular que diz que “ser mãe, é padecer do paraíso”. Vejo que as mães, além de ‘padecer’ no paraíso, suportam com fervor o peso das responsabilidades.

Com o Dia dos Pais se aproximando sinto que também devo comemorar, pois ele lembra de que todo o cansaço e adversidades valeram e ainda valem muito a pena. Sendo mãe, pai e conselheira, percebo que o meu papel na vida da minha filha é muito maior do que o de simplesmente provedora ou educadora, também preciso ser aquela pessoa que entende o que ela diz ou até mesmo o que ela não diz em palavras. Ser mãe é padecer no paraíso sim, mas ser mãe e pai é desfrutar da trajetória.

Texto: Angélica Rachid - empresária e sócia-fundadora da By Angel



Quer casar comigo?

Todo dia era a mesma coisa. Marieta sempre esperava o engenheiro chegar.

Autor: Beto Ribeiro

Quer casar comigo?

Prazer sexual e moralidade cristã

O prazer no casamento foi concedido por Deus ao ser humano e o pecado está no coração de quem não quer fazer a vontade do Senhor.

Autor: Osiel Gomes

Prazer sexual e moralidade cristã

Festa da Misericórdia tem sua 22ª edição neste fim de semana

Para o domingo (07/04), a Comunidade Católica, em Cachoeira Paulista (SP), espera cerca de 30 mil pessoas.

Autor: Divulgação

Festa da Misericórdia tem sua 22ª edição neste fim de semana

366 dias para estreitar o relacionamento com Deus

Pastor Michel Simplício lança devocional interativo para exercitar a fé e aliviar o estresse diário.

Autor: Divulgação


Semana Santa: caminho que nos conduz a glória da Ressurreição

O Tríduo Pascal e suas funções litúrgicas devem ser observadas por todos os fiéis com devoção e ação de graças a Deus.

Autor: Padre Ricardo Rodolfo Silva


Aceitação

Ouvi essa história na prédica de um monge budista brasileiro, Gustavo Pinto, na década de noventa. A vida parecia mais fácil nos anos noventa.

Autor: Marco Antonio Spinelli

Aceitação

O que é a beleza?

Há quem diga que somos geneticamente programados para uma determinada percepção de harmonia, certos códigos áureos que transcendem ditames sociais.

Autor: Leonardo de Moraes

O que é a beleza?

São José, o justo

O trecho do Evangelho que se refere a José como homem justo é precisamente o que, na sequência, relata sua magnanimidade.

Autor: Sandro Arquejada

São José, o justo

Sete motivos para rir mais todos os dias

O riso é uma habilidade humana inata que antecede até mesmo nossas primeiras palavras.

Autor: Ros Ben-Moshe

Sete motivos para rir mais todos os dias

Características da ansiedade infantil: o que fazer ao identificá-las?

Muitas famílias se deparam com a necessidade de compreender e tratar transtornos ansiosos ou um comportamento ansioso de seus filhos.

Autor: Elaine Ribeiro

Características da ansiedade infantil: o que fazer ao identificá-las?

Segurança infantil: evite brinquedos perigosos

Quando vamos presentear uma criança devemos avaliar sobre qual brinquedo comprar para garantir a segurança delas.

Autor: Divulgação

Segurança infantil: evite brinquedos perigosos

Importância de sair da “zona de conforto” e arriscar na vida

Viver uma vida tranquila, sem agitações de mudanças ou o enfrentamento de desafios, é o que muitas pessoas buscam para conseguir se desenvolver de maneira segura.

Autor: Andréa Ladislau

Importância de sair da “zona de conforto” e arriscar na vida