Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O que o coronavírus tem a ver com a sua alimentação?

O que o coronavírus tem a ver com a sua alimentação?

19/03/2020 Divulgação

A psicóloga Vanessa Bassan dá dicas de como enfrentar esse momento sem descontar na comida.

O que o coronavírus tem a ver com a sua alimentação?

O mundo passa por um grau de instabilidade que se assemelha a situações históricas extremas como o impacto causado por fenômenos que atuam conjuntamente: a pandemia do coronavírus deflagrando uma crise econômica agressiva. É natural que situações como essa gerem uma dose de insegurança na sociedade. 

Aumenta a sensação de incerteza em trabalhadores que estão na ativa; diminui a esperança daqueles que procuram uma colocação; jovens que estão se preparando para o vestibular temem mudanças no calendário letivo; esportistas que durante quatro anos de sua vida esperam pelas Olimpíadas e não sabem sobre o dia de amanhã.

Esse cenário é um prato cheio para que sejam disparados os “gatilhos emocionais”, que são reações emocionais diante de situações negativas e que podem causar ataques de ansiedade, depressão, culpa ou vergonha e também culminar em episódios de compulsão alimentar.

A psicóloga Valeska Bassan dá conselhos do que fazer numa situação como essa para amenizar este momento de incertezas:

- Procurar desfocar da situação macro e, tentar, olhar para sua situação individual e avaliar quais os reais riscos para seu negócio, sua vida;

- Na medida do possível, tentar diferenciar quais são as preocupação reais dos seus medos; 

- Pensar que a comida vai ser um anestésico momentâneo e não a solução para as suas questões emocionais; 

- Tentar selecionar pontos positivos da situação, eles sempre estão lá;

- Quando for procurar pela comida, na medida do possível, se perguntar: estou com fome? estou com vontade? o que estou sentindo?;

- Em picos de stress procurar na sua rotina algo que goste de fazer e traga tranquilidade.  

Fonte: CPO Comunicação



Amar a si mesmo como próximo

No documentário “Heal” (em Português, “Cura”), disponível no Amazon Prime, há um depoimento lancinante de Anita Moorjani, que, em Fevereiro de 2006 chegou ao final de uma luta de quatro anos contra o câncer.


O peso da improbidade no destino das pessoas

O homem já em tempos pré-históricos se reunia em volta das fogueiras onde foi aperfeiçoada a linguagem humana.


Terapia de estimulação cerebral profunda pode reduzir até 80% dos tremores causados pelo Parkinson

A cirurgia é um recurso muito importante e deve ser considerada para alguns pacientes.

Terapia de estimulação cerebral profunda pode reduzir até 80% dos tremores causados pelo Parkinson

A educação é o caminho da liberdade

O atendimento socioeducativo ao adolescente em conflito com a lei é um desafio e necessita de um olhar resiliente e reflexivo, visto que é considerado um momento oportuno de mudanças.


O Influenza também está no nosso foco

Falar em vacinação nos dias de hoje nos tende a remeter quase que exclusivamente ao combate à Covid-19.

O Influenza também está no nosso foco

A nova era da Telemedicina no Brasil

Alguns números atestam que as consultas virtuais estão sendo utilizadas cada vez mais no país.

A nova era da Telemedicina no Brasil

Para onde foram os nutrientes que estavam aqui?

A maioria das culturas vegetais são produzidas com a ajuda de solos fertilizados. O alto uso de fertilizantes nitrogenados tende a reduzir o teor de vitamina C em muitas frutas e hortaliças.


Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

Médico psiquiatra comenta a situação exclusiva de pessoas que perderam parentes queridos durante a pandemia. A ansiedade e o transtorno de humor são os mais prevalentes nesses casos.

Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Por muito tempo o hábito de roncar tem sido visto como motivo de chacota ou algo corriqueiro.

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Qual é o melhor presente do dia das mães?

O mês de maio é reconhecido como o mês das mães em vários lugares do mundo.

Qual é o melhor presente do dia das mães?

A felicidade faz parte do trabalho

“Trabalhe com o que ama e não precisará trabalhar um único dia em sua vida.”

A felicidade faz parte do trabalho

Cinco hábitos que prejudicam as mãos e como mudá-los

O WhatsAppinite, por exemplo é uma tendinite causada pelo uso excessivo do celular.

Cinco hábitos que prejudicam as mãos e como mudá-los