Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Qual é o segredo da sua saúde?

Qual é o segredo da sua saúde?

13/02/2015 Leide Lessa

Chego no aeroporto de Porto de Espanha, Trinidad e Tobago e, ao sair um motorista me oferece os seus serviços.

Muito satisfeito, esse senhor começa a me contar que ia completar 62 anos, estava muito feliz e saudável. Quando lhe perguntei: “Qual é o segredo da sua saúde?”, ele rapidamente respondeu: “Eu não bebo, não fumo, tenho uma boa esposa e sou casado há 34 anos.”

Como a viagem era longa e o trânsito estava intenso, conversamos muito sobre esse assunto. Impressionaram-me os fatos que atribuiu à sua saúde física e mental, além da estabilidade familiar. Como ele é o mais velho de sete irmãos e tem vários amigos, disse-me que sempre tenta conversar com eles sobre sua convicção para que sigam o seu exemplo.

Como ele parecia ser indiano, perguntei-lhe qual era a sua religião. Disse-me que era muçulmano, mas acrescentou que, para ele, o islamismo e o cristianismo caminham lado a lado. Ele aceita Jesus como um profeta e respeita os valores cristãos.

Estudos e estatísticas provam que aqueles que praticam uma religião, têm valores
éticos e morais e, portanto, mais facilidade para abster-se de qualquer tipo de vício
e manter uma vida emocionalmente estável, o que garante mais saúde e longevidade.

Caminho para uma vida saudável

O tema da dependência me chama muito a atenção, ou melhor, me toca o coração pensar nos viciados em álcool e/ou drogas, nas suas famílias e nos problemas pessoais e sociais que enfrentam.

>> No Brasil, o consumo de álcool tem aumentado, inclusive entre meninas que bebem tanto quanto ou até mais do que meninos. Quanto à cocaína, o “consumo mais do que dobrou em menos de 10 anos e já é quatro vezes superior à média mundial”. Muitos jovens recorrem a drogas como cocaína ou maconha, após consumirem bebidas alcoólicas.

Estes dados me fazem pensar que conseguir evitar o primeiro gole de álcool, o primeiro cigarro ou evitar experimentar qualquer droga que causa dependência não é uma privação, mas um caminho para uma vida saudável.

A educação espiritual na infância e adolescência contribui para a vida adulta estável e dá ao indivíduo a coragem de rejeitar tudo o que é prejudicial; e eu o digo por experiência própria.

Mas, mesmo que a pessoa se vicie, ela pode deixar o vício, como foi o caso do motorista de taxi, que durante anos fumava vários cigarros por dia. Quando ele ficou sabendo o quão prejudicial é a nicotina, abandonou completamente o hábito de fumar, e o fez sozinho. Ele admitiu que, como trabalhava de noite, o cigarro era uma companhia, mas percebeu que a sua saúde era mais importante.

Esse exemplo mostra como é imprescindível se conscientizar do domínio e autocontrole inerentes à natureza espiritual de cada um, tanto para prevenir como para deixar o vício. Essas qualidades são provenientes da Mente divina, que é a fonte criadora de todos.

Se você estiver enfrentando qualquer tipo de vício ou conhecer alguém que esteja, você pode começar uma jornada espiritual rumo à independência ou mostrar esse caminho a quem o necessite, enchendo o coração de amor, compaixão e paciência, buscando a inocência e a pureza espiritual de cada um.

Às vezes, essa jornada é curta, como foi a do motorista de táxi, às vezes mais demorada, mas você sempre pode alcançar o objetivo final de liberdade e de cura, ao manter o pensamento focado nessa meta, sem desistir. Todos temos essa capacidade.

* Leide Lessa é professora e conferencista da Ciência Cristã e escreve sobre saúde e espiritualidade.

 



O poder das escolhas positivas

Livrar-se de pensamentos intrusivos, sentimentos pessimistas e crenças negativas é um desafio e tanto para muitos.

Autor: Nuno Paiva

O poder das escolhas positivas

Viramos escravos das redes sociais?

A presença de celulares se tornou certa em momentos marcantes, sejam eles as primeiras palavras de um bebê ou shows de grandes artistas.

Autor: Lucas Franco Freire

Viramos escravos das redes sociais?

A solidão pode ser uma bomba relógio para o seu coração

Álcool, Isolamento social e saúde mental conheça os fatores que afetam a saúde cardíaca que vão além do sedentarismo e a má alimentação.

Autor: Divulgação

A solidão pode ser uma bomba relógio para o seu coração

Quaresma: tempo favorável à conversão

Por meio do tempo litúrgico da Quaresma, a Igreja se prepara para celebrar o mistério do Cristo Ressuscitado, vencedor da morte e do pecado.

Autor: Padre Wagner Ferreira da Silva

Quaresma: tempo favorável à conversão

Mesmo enfermo, eu sou guerreiro!

Vários cientistas, de todas as partes do mundo, pesquisam exaustivamente a relação entre a fé e a superação de doenças.

Autor: Luzia Santiago


Levar a felicidade para passear

Um modelo de felicidade para mim é levar minha cachorrinha, Bella, para passear. Uma atividade que o resto da família não curte e não reproduz quando eu não posso fazê-lo.

Autor: Marco Antonio Spinelli

Levar a felicidade para passear

Família Salesiana comemora 200 anos do sonho de Dom Bosco

O sonho de Dom Bosco aos nove anos nos convida a olhar para nossa vida e perceber o chamado de Deus.

Autor: Vera Lúcia Reis


Uma história de ninar para quem tem medo do escuro

Inspirado na própria infância, quadrinista Landis Blair publica "A Cabana Noturna", que transforma a hora de dormir em um momento tranquilo, longe de monstros imaginários.

Autor: Divulgação

Uma história de ninar para quem tem medo do escuro

Uma caminhada em direção ao amor-próprio

Beatriz Ribeiro explora as várias facetas da complexa experiência humana em livro.

Autor: Divulgação


5 dicas para lidar com os pesadelos

Estratégias que podem ajudar a ter uma noite de sono tranquila.

Autor: Dra. Márcia Assis

5 dicas para lidar com os pesadelos

366 dias para estreitar o relacionamento com Deus

Pastor Michel Simplício lança devocional interativo para exercitar a fé e aliviar o estresse diário.

Autor: Divulgação


Gratidão ou obrigado

Em última análise gratidão não é uma obrigação social ou uma palavra da moda, mas um convite para viver de maneira mais conectada.

Autor: Danilo Suassuna

Gratidão ou obrigado