Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Quando substituir o botox pela cirurgia plástica?

Quando substituir o botox pela cirurgia plástica?

20/03/2020 Divulgação

A toxina botulínica não ameniza muito o envelhecimento avançado e, em excesso, deixa a face enrijecida, perdendo a graça da naturalidade.

Quando substituir o botox pela cirurgia plástica?

Vaidosas, as brasileiras dispostas a combater as rugas estão cada vez mais adeptas à aplicação de toxina botulínica A, que é popularmente chamada de botox, feita por meio de uma simples injeção. O procedimento é campeão de busca entre tantos outros tratamentos estéticos existentes em consultórios dermatológicos. A preferência pelo método se deve ao efeito que nenhum outro tem. Atua no músculo e costuma ser muito eficiente.

Viciante, quem faz uso da toxina botulínica pela primeira vez sempre aplica novamente. A ação do botox é eficaz para amenizar rugas dinâmicas, geradas por vícios de expressão, que surgem quando os músculos da face estão em movimento, e também as rugas estáticas, que são visíveis mesmo quando o rosto está parado. Bem diferente do que muitos pensam, o botox não atua na flacidez da pele.

Porém o uso excessivo do tratamento estético e até mesmo a procura por profissionais inadequados para a aplicação do produto causam problemas desagradáveis, como a assimetria facial — quando uma sobrancelha fica mais erguida do que a outra, uma parte do rosto mais enrijecida ou até mesmo um olho mais fechado do que o outro, por exemplo — e também a inibição das expressões naturais, que podem provocar um sorriso falso, ou testa lisa demais, sem as linhas inerentes ao rosto. O transtorno pela má utilização da toxina só diminui quando ela perde efeito, podendo demorar de quatro a seis meses.

Uma dúvida existente é: até quando usar botox e quando fazer cirurgia plástica na face? "A questão de tratar rugas antigas e muito profundas divide opiniões, mas o botox age melhor nas peles com um grau de envelhecimento suave e médio. Envelhecimento muito avançado pode até ser tratado com a toxina, mas como complemento de tratamentos cirúrgicos", explica Arnaldo Korn, Diretor do Centro Nacional -- Cirurgia Plástica.

Por causa da idade, do avanço do envelhecimento e até mesmo da durabilidade do procedimento, muitos dão preferência às cirurgias plásticas. Para eliminar rugas na testa, ao redor dos olhos e em outras áreas, e também vincos entre o nariz e a boca, entre outras marcas na pele, há procedimentos como a ritidoplastia ou o minilifting, assim como o levantamento das sobrancelhas, que confere à face um semblante mais leve e alegre. E para melhorar o aspecto das pálpebras superiores e inferiores, existe a blefaroplastia. Há quem se aventure a fazer mais de um procedimento de uma vez, podendo ainda aperfeiçoar o nariz e o queixo. Mas, para tamanha ousadia, sem dúvida é necessário consultar um médico especializado e ver o que realmente é necessário e possível, de forma que preserve a saúde do paciente. Porém uma grande vantagem de fazer mais de uma plástica no mesmo dia é que evita que a pessoa passe por dois pré e pós-operatórios. Outro benefício é a economia, já que os custos são menores, pois será apenas uma anestesia e uma internação. Mesmo economizando em algumas despesas, unir procedimentos tem um custo alto e, se o impedimento é o pagamento, hoje há facilidades, como o parcelamento do pagamento por meio de um serviço de assessoria administrativa financeira, como o que é feito pelo Centro Nacional -- Cirurgia Plástica.

Seja por meio de tratamento estético com a toxina botulínica ou de cirurgia plástica, vale investir na autoestima e buscar uma aparência saudável, natural e bonita ao mesmo tempo. Tudo com equilíbrio e sem exageros!

Fonte: Estilo Press



Minas mobiliza população para receber proteção contra sarampo e gripe

Ações para estimular a vacinação ocorrem em todo o estado, pois coberturas contra o sarampo e a gripe continuam baixas.

Minas mobiliza população para receber proteção contra sarampo e gripe

A esperança é o combustível da vida

A esperança corresponde à aspiração de felicidade existente no coração de cada pessoa.

A esperança é o combustível da vida

Amar a si mesmo como próximo

No documentário “Heal” (em Português, “Cura”), disponível no Amazon Prime, há um depoimento lancinante de Anita Moorjani, que, em Fevereiro de 2006 chegou ao final de uma luta de quatro anos contra o câncer.


O peso da improbidade no destino das pessoas

O homem já em tempos pré-históricos se reunia em volta das fogueiras onde foi aperfeiçoada a linguagem humana.


Terapia de estimulação cerebral profunda pode reduzir até 80% dos tremores causados pelo Parkinson

A cirurgia é um recurso muito importante e deve ser considerada para alguns pacientes.

Terapia de estimulação cerebral profunda pode reduzir até 80% dos tremores causados pelo Parkinson

A educação é o caminho da liberdade

O atendimento socioeducativo ao adolescente em conflito com a lei é um desafio e necessita de um olhar resiliente e reflexivo, visto que é considerado um momento oportuno de mudanças.


O Influenza também está no nosso foco

Falar em vacinação nos dias de hoje nos tende a remeter quase que exclusivamente ao combate à Covid-19.

O Influenza também está no nosso foco

A nova era da Telemedicina no Brasil

Alguns números atestam que as consultas virtuais estão sendo utilizadas cada vez mais no país.

A nova era da Telemedicina no Brasil

Para onde foram os nutrientes que estavam aqui?

A maioria das culturas vegetais são produzidas com a ajuda de solos fertilizados. O alto uso de fertilizantes nitrogenados tende a reduzir o teor de vitamina C em muitas frutas e hortaliças.


Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

Médico psiquiatra comenta a situação exclusiva de pessoas que perderam parentes queridos durante a pandemia. A ansiedade e o transtorno de humor são os mais prevalentes nesses casos.

Transtornos psiquiátricos catalisados pelo luto de vítimas de COVID-19

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Por muito tempo o hábito de roncar tem sido visto como motivo de chacota ou algo corriqueiro.

Pesadelo na hora do sono: apneia atinge 70 milhões de brasileiros

Qual é o melhor presente do dia das mães?

O mês de maio é reconhecido como o mês das mães em vários lugares do mundo.

Qual é o melhor presente do dia das mães?